segunda-feira, 6 de agosto de 2012

momento piroso do dia

Há momentos únicos na vida de uma mulher. Momentos extremamente felizes. No meu caso, o percurso na nave da igreja até ao meu futuro esposo, os pontapés na barriga, o primeiro olhar com o meu filho. Mas o que me enche o peito de uma forma totalmente indescritível é o sorriso e gargalhada do meu filho. É uma sensação de plenitude inexplicável. É fantástico. É felicidade pura. E aqueles barulhinhos que já "fala"? Amorosos!

*Os pézinhos do meu menino com cerca de quinze dias de vida

17 comentários:

*C*inderela disse...

Que ternurinha.
Há momentos inesqueciveis :)

Bjokas*

M a f a l d a disse...

Só posso imaginar essa sensação e senti-a tão bem descrita por ti! Fotografia lindíssima, um amor sem igual! *

L.O.L. disse...

:)

marinecoe disse...

ohh! Que ternura! :)

Soinita disse...

Que coisinha deliciosa. :)
Beijinhos

MissApuros disse...

Deve ser mágico :)

Dear Daisy disse...

:)))))))))))))))))))))

Anabela disse...

Não é momento piroso, é momento fofinho :)
De facto as crianças são o melhor do mundo.
Beijinho e Boa Semana

Opinante disse...

Que fofura de foto! E que ternurento post :)

Felicidades para os 3!

Tsuri disse...

Oh coisa mais boa:)
Eu cá não achei nada piroso!
beijinho

Alminhas disse...

Pézinho grande Dina:)Fofo!! Fico feliz por tudo correr bem:) Beijinhos grandes e aproveita o teu príncipe!

Fashionista disse...

lindo! Felicidades

Moa disse...

mal posso esperar por viver isso tudo!

Miss Star Pink disse...

Pronto e às vezes é tão simples ser feliz!
Que fotografia deliciosa. Cada vez sinto uma maior vontade de ser mãe.

Beijocas

Lux disse...

Que foto ternurenta...
Não partilho nenhuma dessas emoções contigo porque nunca passei por elas querida.
Talvez um dia...

Lux

Guinhas disse...

Que bom Dina, acho óptimo dar significado a esses pequenos grandes momentos!!

Tania Fernandes disse...

Quando pára de mamar e nos olha como se fossemos a coisa mais linda do mundo é um momento precioso... vale tudo no mundo! A felicidade é tão simples não é?