quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Generation gap


A minha mãe foi-se embora e deixou para trás um trago misto de saudades e de mágoa. A nossa relação está cada vez mais difícil. O Luís diz que é da idade e de estar habituada a viver sozinha. Não sei. Só sei que certas coisas que diz e faz magoam muito, principalmente numa fase mais sensível. E mais tenho saudades do meu pai. Dávamos-nos tão bem. Ele expunha sempre a sua opinião e o que achava melhor para mim, mas nunca me impôs nada. O silêncio completava-nos. Agora ser criticada constantemente por ninharias, fazer-me a cabeça, criticar o nosso estilo de vida (como o marido dormir até às 13h porque trabalhou toda a noite e se deitou às 9h da manhã...), e exigir que não diga nada, é demais para mim. Sinto um nó cá dentro.

Ela não pode impor regras em minha casa e no filho que vai nascer. Só por pensar diferente, ouvi dizer, entre outras coisas, da minha própria mãe que eu serei uma péssima mãe. Assim. Dói. Se dói. Ah e fazer-me a cabeça porque continuo anorética mesmo depois de ter engordado quase dez quilos. Pois. Não tenho paciência. Pode não ser por mal, mas ressinto as coisas. Eu sou assim.

28 comentários:

Sónia disse...

Como eu te entendo...eu e a minha mãe também nos estamos a dar cada vez pior :(

Liliana disse...

Ai amiga...cm te entendo! Por aqui tb se ouvem criticas por tudo e por nada! Não posso estar cansada, ou expressar outras coisas quaisquer mesmo básicas sem q tenha q ouvir qq coisa...!Tb me cansa e chateia mt! O melhor é tentarmos não ligar mesmo! E não ligues ao q ouviste sobre não seres uma boa mãe! As nossas mães tb não sabem o q isso é...aliás duvido q alguém saiba...há sempre falhas por melhores e tentemos ser!
Faremos o nosso melhor e o q é certo é q com as cenas delas aprendemos tb aquilo q não iremos querer ser de certeza;)
Beijao barrigudo!

Fashion Tips- Alexandra disse...

Olá :)

Pensei ser a única a passar por algo semelhante. Apesar de ser mais nova sei o que é viver com relações assim, quando ao nosso lado existem pais completamente diferentes que em vez de criticarem ( muitas evzes sem razões) apoiam e mostram afecto. O que tento fazer é evitar que isso me afecte e nao deixar de viver a minha vida nem de fazer o que quero!

Opinante disse...

Possa... calculo como te sentes!
Também me sinto não incompreendida, não desrespeitada mas... triste com algumas opiniões da minha mãe!
Não é facil, e dói muito e dói ainda mais quando se sofre em silêncio por ela perceber que nós é que estamos erradas! E que fazemos sempre o errado!

Eu não desabafo nem metade com o meu marido porque tenho a certeza que ele se ia "passar", mas ela é muito ciumenta, e o facto de estar perto dos sogros e longe dela/deles (dos meus pais), afecta-a...
Acho que será isso... ou então não é só isso... sei lá!

Eu percebo-te, apenas te digo para não ires abaixo, e agarrares-te
à ideia que vais ser uma excelente mãe! E que tens ao teu lado um marido que amas!
FORÇA!

Alminhas disse...

Querida Dina:)
Eu sei que custa, mas não podes dar muita importância a essas coisas. São vidas e mentalidades diferentes. Ela também deve-se sentir sozinha e por tende-te a castigar. A partir de uma certa idade é assim. Não vale a pena andares a stressar-te com isso. O teu marido tem razão.
E tu jamais serás uma péssima mãe!! Muito pelo contrário, vais ser uma mãe galinha;) Esse bebé foi tão desejado e já é tão amado. Não permitas que ela ponha isso em questão. Sorri e pensa só no teu bebé e nesse amor que só tenderá a crescer:) Beijocas grandes

Isa disse...

Oh Dina como me custa que estejas A sofrer, principalmente numa fase de alegria e esperança... só espero que tenhas força e te foques nas coisas mais importantes. Beijinhos grandes

x. disse...

não deve ser nada fácil, por vezes mais vale não falar ou ouvir com pessoas assim, apesar de ela ser tua mãe tem de ter limites..

E não te preocupes vais ser uma excelente mãe :)

kisses***

Tsuri disse...

Dina, como lamento. Talvez seja também o ressentimento e a pressão por estar longe e sozinha, não será? Depois dispara contra ti, mesmo que não tenha qualquer razão para o fazer.
Oxalá essa relação melhore e fique mais doce, principalmente porque vem um bebé não é?
beijinhos e muita força

Suspiro do Norte disse...

beijinho no coraçao e animooooo...

Maria Suzel disse...

Tem calma querdida....beijo

Moa disse...

eu sou como tu...espero que a vossa relação melhore mas não deixes que interfira na tua vida e acima de tudo na tua felicidade. Não é por ser mãe que tem esse direito. E é claro que vais ser uma boa mãe! beijoca

Filipe disse...

É quase sempre assim... os nossos maiores criticos são aqueles de quem mais gostamos...
a familia tem essa capacidade terrivel de destruir em poucas palavras a auto-confiança que todos devemos ter e q, tantas vezes, custa a crescer!
É assim a vida... não ha mesmo volta a dar... chega a um momento em que por este ou aquele motivo, as mães só sabem ver defeitos e pensar diferente de nós! Esquecem que os filhos crescem e não conseguem conviver com a independendia e opinião dos filhos!
Por muito que custe... e por menos credibilidade que possa parecer ter a ideia do teu marido, a verdade é mesmo essa... não ligues!

Rita disse...

Ler o teu post fez-me pensar que existem vidas tão baralhadas quanto a minha.. sei que as palavras dos outros nunca são as suficientes, quando o que sentimos é tão nosso, que mal dá para explicar. A não ser que dói, e muito. Não é (felizmente!) nos exemplos que temos no sangue que aprendemos a 'remar' na nossa vida. Alguns ajudam a dar força, outros ensinam-nos quais os caminhos que devemos seguir e outros, ainda, provam-nos que realmente, não é esse o rumo que queremos para nós. Está dentro de ti aquilo que és, como queres viver a tua vida, como sentes e como reages. Quando fores mãe, vais realmente entender (eu sei que vais!) que , aquilo que planeamos para aquele pequeno ser, muitas vezes cai na porta ao lado.. só temos de lhes dar a mão e estarmos presentes nas suas felicidades, nas suas tristezas, nas suas conquistas e derrotas. Acredito que se Deus te deu a benção de uma vida, é porque viu em ti todas as qualidades para seres boa mãe. Tudo o resto, minha querida, não importa mesmo nada, além daquilo que te faça feliz.
Um beijinho grande e espero sinceramente que tudo se resolva, se recomponha, que a harmonia reine..

Mary disse...

Olá Dina, sempre que venho ao teu blog lembro-me da minha mãe porque têm o mesmo nome. E hoje não devo deixar de comentar. Estou numa fase da minha vida em que é necessário tomar decisões e seguir caminhos e sempre pensei que no futura teria a minha Mãe ao meu lado mas as coisas têm se tornado comlplicadas. Ele teve o direito de seguir os seus caminhos mas esqueceusse que eu tambem tenho esse direito e qualquer assunto serve para criticar. Bem espero tanto que aminha fase passe como tua e que a vinda de um bebé mude isso. :) Beijinhos

Lua disse...

:( É complicado... Tenta não dar importância, é difícil, eu sei, mas tenta... Pensa no teu bebé. :)

Beijinhos e ânimo!

Lua

Sofia disse...

Sei que custa muito (pelo menos imagino pois a minha mãe era excepcional)...mas, mais custa não ter uma mãe viva ao nosso lado

Verinha disse...

Sei bem o que isso é...
Sabes o que é melhor é ignorar, eu sei que é dificil mas é o melhor.

Bjks***

Turista disse...

Querida Dina, sei muito bem do que falas e como podes ver pelos comentários que aqui deixaram as outras pessoas, não estás só nesta "cruzada".
Muita força para ti e para mim! ;)

Devaneios.de.mestra disse...

Minha querida põe, mais uma vez, para trás das costas. Agora pensa só no bebé lindo que aí vem :)

Sairaf disse...

Inspirar fundo e pensar positivo, quem escreve como tu e desabafa tudo na perfeição não me parece que vá ser uma má mãe. Sorrisos :)
Abraço doce para dar muita força.

Maria disse...

Acredito que doi e muito...não entendo como certas mães podem magoar assim as filhas!A minha já teve uma fase mazinha, mas ultimamente têm-me apoiado bastante!
Só desejo que isso se ultrapasse e que perceba a tempo que há sentimentos que devem ser mostrados e vividos num tempo certo, tempo esse que voa...Bjinho

Cláudia disse...

Bem, isso é uma sitação complicada. Eu, por exemplo, tenho muita dificuldade em perdoar quem me magoa, principalmente se era quem mais tinha o direito e obrigação de me querer melhor.
às vezes, para sermos felizes, temos mesmo que pôr um travão e distanciarmo-nos o máximo possível. Eu vejo pelo meu pai, só começou realmente a ser feliz quando deixou de ter contacto em absoluto com uma mãe asfixiante que queria tudo menos vê-lo feliz.

Tenta não pensar no assunto e ser feliz com a tua verdadeira família: o teu marido e o bebé que vem aí.

Saltos Altos Vermelhos disse...

Ai Dina... deve ser muito difícil, a minha mãe é tudo para mim e não compreendo essas atitudes de outras mães! Vais ser um a excelente mãe, tenho a certeza!
Mas talvez a vida tenha sido dura com a tua mãe e isso é um "escudo" de protecção!
Beijinhos grandes!

PrincesSu disse...

É muito complicado :(
E triste...

Pois ela nunca te deveria dizer uma coisa dessas! É muito cruel... ela própria não está a ser boa mãe com atitudes dessas, perdendo toda a razão ao dizer uma coisa dessas!


Bjinhs e muita força
Su

Ana FVP disse...

Dina, há mães bastante difíceis... Mas tu és uma mulher cheia de decisão e muito obstinada, por isso tenho a certeza que consegues ultrapassar essas críticas e ver o mundo pelos teus olhos. Não fiques insegura com as críticas da tua mãe.

Acredito que pessoas muito críticas o são para distrair as outras pessoas dos seus próprios defeitos :)

Pensa nisso!

Vais dar uma mãe excelente.

Ritokas disse...

Querida Dina,
Lamento que neste momento tão feliz como a benção de uma gravidez, a tua mãe não tente compreender que nem todas as vidas são iguais. No entanto penso que deve ser mais por estar ela própria sozinha do que serem a criticas a ela propria no entanto não podes ligar tens neste momento um ser a crescer na tua barriguita seja ela pequena ou grande, e é o mais importante agora. Não ligues e vais ver que a tua mãe se habitua as vossas diferenças. Beijinhos grandes ;)))

Guinhas disse...

Quando leio estas coisa, admito, dá me um nó no estomago porque nem consigo imaginar.Tenho uma óptima relação com minha mãe,e n consigo imaginar o contrário...

anf disse...

E duro receber pontapés de quem amamos,
mas vais superar isso e sim vais ser uma otima mãe,
bjo