segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Eu sou mesmo assim...


Ontem foi um dia complicado para mim. Um dia cinzento, pautado por dúvidas e incertezas. Eu sei que pode ser irracional, claro que sim. Mas por mais que tente controlar este receio infundado não consigo controlá-lo. Ele torna-se cada vez mais real, mais palpável, mais sentido. Como um monstro que se esconde dentro de um armário, só que este armário não é de madeira: somos nós próprios.

Há dias assim em que precisamos de certezas absolutas que ninguém nos pode dar. Mas há pessoas que se encontram a quilómetros de distância que podem fazer tanto por nós e nem o sabem...

Ontem, estava eu no meu sofá com as minhas preocupações, quando o meu olhar pousou num livro: Le Petit Prince. Este livro foi-me oferecido por uma pessoa especial que este blogue me deu a conhecer: a Karina Silva. E este livro cativou a alma de criança que habita em mim. E não o poderia ter lido em melhor altura... Todos nós temos uma flor especial na nossa vida que precisamos de cuidar. Todos nós precisamos de cativar os outros que nos rodeiam, todos precisamos um dia de ter uma conversa com uma raposa assim. Le Petit Prince lembra-nos valores esquecidos e lembra-nos o quanto é bom ser criança, quando não temos medo. Fez-me sorrir quando mais precisei. Obrigada Karina.

E não podia terminar este post (que é meio estranho, confesso) de outra forma: "O essencial é invisível para os olhos". 

13 comentários:

La Boheme disse...

Esse livro foi-me oferecido quando tinha para aí uns 10 anos pelas minhas irmãs, já gasto, herdado delas. Depois li-o na escola, era leitura obrigatória, já adulta e com tanta mudança de casa ao ver que não tinha nenhum exemplar comprei o que hoje tenho lá em casa e que já devo ter lido umas três vezes e sei que vou relê-lo ainda mais vezes. Isto porque à medida que vou crescendo aquelas metáforas vão fazendo cada vez mais sentido para mim. O essencial é mesmo invisível aos olhos, só o vemos bem com o coração e sim somos eternamente responsáveis pelo que "cativamos" e vice-versa:)
Bjs
Boa semana

Karina disse...

Espero mesmo que tenhas gostado Dina.. É o un dos livros mais bonitos que já li até hoje.e já perdi conta as vezes que o li..
E como diz no livro "Tu cativas-me" e este blogue é sem duvidas um dos melhores que há.. Um beijinho grande

Opinante disse...

Não podia estar mais de acordo com a última frase...

Dear disse...

ahhhh li esse livro quando andava no 8º ou 9º ano! Há uns 15 anos e já nem lembro muito bem da historia!!!

Vou ver se o encontro para ler!!!
Obrigada pela dica

Beijinhos
Dear

Isa disse...

ah Dina, as dúvidas e incertezas (normalmente acerca de coisas para as quais não há resposta!) são um bicho muito mau, que se deixamos crescer nos comem vivas de dentro para fora... há alturas em que parece que só tenho a pele.

Ainda bem que encontraste algo que te deu a mão, que te cativou e te tranquilizou um pouco.

Beijinhos

Bomboca do Amor disse...

Há sempre uma luz ao fundo do túnel, querida.
Beijinhos,
Bomboca do Amor.

Tsuri disse...

Querida Dina, infelizmente tenho sentido o mesmo. Ontem foi um dia em que percebi que o coração, o músculo doía de verdade, como dói qualquer outra parte do corpo após um traumatismo.
Esta dor e todas as dúvidas foram lavadas após uma conversa inesperada e que me fez ver as coisas de outra forma.
Por vezes, em momentos de desiquilibrio, há sempre algo que pode fazer-nos mudar.
Fico feliz por teres sentido esse alento com o livro:)
beijinhos

Drinha disse...

Adoro o que nos relembra o principezinho, lições que esquecemos e que voltamos a sentir em nós...Bjinho

O outro lado do Amor disse...

Já tenho saudades tuas!:) Como é bom ler-te

beijinho
Catarina

Guinhas disse...

Tb li.Eis um livro bom para nos acompanhar sempre e com lições em todas as fases!

Miss SÓSÓ disse...

Concordo plenamente :D

Lux disse...

Minha querida, ontem ainda consegui stressar com a professora de Direito Civil por ser uma idiota chapada e ouvir bocas da de Contabilidade... Isto antes de ir dormir e pensar que hoje não poderá ser muito pior.

xoxo
Lux

Alminhas disse...

Palavras para quê?;) Beijocas