quinta-feira, 29 de novembro de 2012

It´s a new day

Hoje é o primeiro dia em casa. Não voltarei mais àquele escritório, a não ser para fazer contas. Mais triste do que perder o emprego, são atitudes de má-fé, de falta de princípios. Sabia que este homem não era de confiança. Mas dizer e fazer certas coisas só porque peço o que é meu de direito é demais. Se continuar assim acabaremos no Tribunal. E sei que se fui despedida foi porque tenho um filho e ele sempre foi contra mães que gozam dias de licença e dias porque os filhos estão doentes. E a crise é desculpa para tudo. Só espero que não me trame mais a vida, porque não sei do que sou capaz.
 
Enfim, vou gozar este mês de férias, que de férias não sabem a nada. Vamos actualizar currículos e pensar cá num negócio que estou a ponderar. E porque não, finalmente escrever aquele livro que sempre quis escrever? Não sei. Só quero ir fazer contas com aquela vil criatura para fechar este capítulo da minha vida. Afinal já encerrei capítulos bem mais difíceis e sobrevivi. O caminho é em frente. E tenho que acreditar que as coisas acontecem por alguma razão.

45 comentários:

Isa disse...

Muita força querida Dina! Vais ver que o futuro te vai sorrir... quem sabe este não é o inicio de algo maravilhoso? De sonhos tornados realidade?

Beijinhos enormes

anf disse...

Dina, tu és uma força da natureza,
estou aqui para te apoiar,
beijinhos

Pulseira disse...

Dina muito boa sorte e muita força para mais esta fase da vida.
Temos que ter coragem e força, de certeza que vais dar a volta por cima. Essa ideia do livro era muito boa! De certeza que vamos estar aqui todas para te apoiar e ler essa obra. Pensa nisso!

Ana disse...

É isso mesmo, querida. Pensamento positivo :) Sei que a situação de desemprego é assustadora, mas pode ser sempre a oportunidade para algo de bom surgir. Tenho a certeza que vais dar a volta por cima :) Estamos aqui para te apoiar!

Beijinho :)

Anabela disse...

Agora é olhar para a frente.
Em relação às contas, não te deixes ficar. Luta pelos teus direitos e vai com as coisas até ao fim.
Beijinho e Boa Sorte para esta nova fase.

Eu Acredito disse...

O espirito é esse.

Já dizia Piaget "Vamos criar homens capazes de realizar coisas novas, e não simplesmente repetir o que fizeram as gerações anteriores – homens que sejam criativos, inventivos e descobridores."

Tu consegues!

Na Província disse...

É exactamente isso, virar a página e pensar que nada é por acaso. um grande beijinho

Opinante disse...

Muita força e um forte abraço!

Moa disse...

Força Dina, espero que consigas resolver tudo a bem...Não eras a primeira que conheço a ser despedida depois de ser mãe. Coincidências? Filhos da mãe, será que eles tb têm filhos? Tb gostavam que lhes fizessem o mesmo...não há palavras. Nesse aspecto os funcionários do estado têm mais sorte...

MissBlueEyes disse...

Olha que o correio deve estar a tocar :) Para alegrar o teu dia. E acredito que aquelas folhas vão ser preenchidas com momentos de muita felicidade e de muito sucesso.

Beijinhos minha querida, será que agora finalmente vamos tomar aquele cafézinho?


Tsuri disse...

Estou revoltadíssima com o motivo. Pensei que era fruto da crise. Estou a ferver de raiva, de indignação! Dina, por lei a mãe está protegida, ou deveria. Estou a tremer de raiva...
Posso usar o teu post por favor e expor no meu blogue? Estou extremamente indignada!
beijinho e força
Uma coisa te garanto, daqui para a frente a vida ser-te-á bem melhor, vais ver!

Pipita de Chocolate disse...

Ui Dina...ainda mais parecenças com a minha realidade do ano passado! Só tenho duas palavras para tais vis criaturas: falta de carácter! E a crise não é desculpa nestas situações. Eu diria antes a vaidade. Mas já lá vai. Já passou. Algo melhor surgiu e a realidade é que a empresa encerrou mesmo, pouco depois. Agarra esta oportunidade como uma chance de fazeres algo que gostas mesmo! Aproveita :)

Um grande beijinho e muita força! Goza as férias e descansa! E logo, logo, mãos à obra literalmente! É uma excelente altura para escrever um livro! Força!!!

Ana Santos disse...

Uma triste sina que todas as mães passam e vivem diariamente, eu tive o caso do meu filho que nos 2 primeiros anos de vida foi muito duro, doente, otites, oepração, e passei muito tempo de baixa com ele, hoje gravida do 2º filho, já sinto aqui a pressão, sinto me mal, vejo o quanto estou a ser desprezada e posta de lado.
Vais ver Dina, quando uma porta se fecha uma outra abre de seguida, há pessoas sem sentimento e sem qualquer dignidade humana, só olha para o seu proprio umbigo

Beijocas
Vai tudo correr bem

Saltos Altos Vermelhos disse...

Ohhh Dina! São todos iguais... tu não te fiques! detesto gente parva e sem escrúpulos! Vai tudo correr bem :)

Maria Suzel disse...

Força.bjs

Maria João disse...

Olá,
Se como tu própria dizes; "Já encerrei capítulos bem mais difíceis e sobrevivi". Vais ver que vais certamente ultrapassar este capítulo de uma forma tão rápida e ligeira que dificilmente te recordarás dele.

Desejo sinceramente que tudo te corra pelo melhor.

Um grande beijinho e força!!
MJ

vidasdanossavida disse...

Força! Eu já estou a caminho do tribunal... Pode ser que cheguemos a acordo antes disso. Boa sorte!

Jo disse...

Infelizmente ainda há muito preconceito relativamente às mulheres que são mães, que desfrutam do que é seu por direito, os tais dias de licença, e afins... Espero que consigas dar a volta por cima e acredito que o vais fazer! Parece-me uma óptima oportunidade para realizares sonhos que talvez estivessem guardados. Desejo-te um bom recomeço! :)

The Pink Book of Style disse...

Não percas a força! =)

Giveaway no blog, participa:
http://thepinkbookofstyle.blogspot.pt/2012/11/giveaway-pulseira-volta-e-meia.html

C *

Cláudia disse...

Infelizmente sem bem o que é ser traída à falsa fé por patrões sem carácter. No meu caso fui mesmo para tribunal, ganhei mas ainda hoje espero os efeitos de uma sentença que me deu razão mas que na prática nada fez.

Força e não te deixes ir abaixo. Embora sejas tu a sofrer as consequências mais directas jamais deves ser tu a sentir-te envergonhada!

Dina disse...

Missblueeyes: simmm :) vamos!!

Tsuri: a teoria é mt bonita, mas na prática... Podes usar a vontade o post ;)

MissBlueEyes disse...

Boa!!!

Beijinhos.

Agnes disse...

Indigna-me bastante toda a situação que contaste aqui no blog, e não fazia ideia que fosse uma coisa tão recorrente, como dá para entender pelos comentários aqui.. Se há coisa que me revolta é a falta de justiça. Espero que corra tudo pelo melhor. Beijinhos

Soneca disse...

O teu patrão parece sabê-la toda. Pensa bem antes de avançares para tribunal. Os tribunais estão atolados e as coisas estão de uma maneira que se pedires dez mil de indemnização provavelmente o juiz vai atribuir quatro ou cinco mil (e se não for menos). Se precisares de apoio judiciário, parece que a segurança social não está a diferir, logo, depois de pagares custas e honorários, pouco vai sobrar. E aposto que ele deve ter um bom advogado. Sim porque para o advogado há sempre dinheiro. Tenta negociar o máximo que puderes com o patrão, mesmo que isso signifique que só vais receber dois terços do que tens direito e refiro-me à indemnização. Informa-te bem antes de te reunires com ele. Prepara-te como se fosses a tua advogada porque ele, dá para ver, vai jogar o máximo que puder.
Boa sorte. Sê mais esperta que esse fdp.
:)

Sofia disse...

Olá.
Tenho seguido o teu blog de forma regular mas só agora vi que foste despedida.
Sem me querer intrometer, não havia mais ninguém na tua posição? É que a lei defende as mães em licença de maternidade e amamentação...ou seja, se houver duas pessoas na mesma condição para serem despedidas, a mãe a amamentar tem prioridade em ficar com o emprego.
Se calhar até sabes disto e só me estou a intrometer, mas queria tentar ajudar.
Se as coisas ficarem na mesma, coragem...e não te esqueças que quando uma porta se fecha, abre-se uma janela.
Beijinhos

Miss Q disse...

Olá Dina, a mim aconteceu-me quase o mesmo no início do ano. Luta pelos teus direitos e em ultimo de caso informa-te e avança para o Tribunal. As agências estão a passar uma má fase, é verdade, mas isso não é justificação para tudo. Compreende perfeitamente o que sentes...é horrível estar desempregada, não ter aquela rotina e começar a fazer contas e ver que as coisas vão ter de mudar.
É fácil falar, mas a verdade é que é normal fazeres o "luto" da situação mas depois quando sentires novamente força vais-te erguer e lutar. As mulheres de fibra, como acredito que tu sejas, caiem, desiludem-se mas são batalhadoras e mais cedo ou mais tarde acabam por ter a sua recompensa. O importante é lutar e ter esperança.Nada acontece por acaso, acredito cada vez mais.

Beijinhos ao quadrado

http://qaoquadrado.blogspot.pt/

Saltos Altos Vermelhos disse...

Toca a participar no passatempo :) quero uma foto dos teus pés de fada ;)

Maria Pitufa disse...

Força! Coragem!

Dina disse...

Saltos Altos vermelhos: ahahah pés de fada? Eu? uiui sou uma patuda com pés tortos. Mas sempre posso marcar pela diferença ;)

Sofia: A questão é que era a única a contrato. Os outros são todos falsos recibos verdes. Estou a aguardar o fim do periodo de aviso prévio mas tomar uma posição legal ;) Obrigada

Unknown disse...

Olá Dina,

Vim ver os comentários e vi que contei mal as (minhas) palavras! Falta de carácter são 3 palavras! Eheheh

Olha no meu caso a empresa estava mesmo em situação critica. A maior parte entreou lá para estágio profissional e depois disso ainda tinhamos o contrato com o período de 6 meses de experiência antes de passar a efectivos. Ora no final do período de experiência íamos embora... para evitar as indemnizações claro. Olha sinceramente já detestava trabalhar lá por isso foi uma sensação de alívio! Graças a Deus apareceu uma coisa melhor, que me permite viajar para sítios fantásticos.

Beijinhos

ML disse...

Força! O espírito a ter é mesmo esse que demonstras no teu texto! :)

Vee disse...

A crise dá muito jeito porque serve de desculpa para tudo. Estou a considerar eu própria começar a servir-me dela para coisas lá do trabalho "Ah e tal, estou em crise não posso ficar mais um bocadinho".

Babi disse...

Força Dina e até breve ;)!Bjs

Petra disse...

Boa sorte para esta nova etapa Dina, como bem dizes, se as coisas acontecem, por alguma razão será... Hasde ser mais feliz na tua nova ocupação sem dúvida... beijo

Verita disse...

Lamento imenso pelo sucedido!!
Eu quando vim embora de Portugal tive que me despedir, mas mesmo a pessoa que se despede, além de deveres também direitos verdade? Infelizmente o meu chefe era daqueles que dizia que quem tira muitas férias (as que tens direito) corre o risco do patrão se aperceber que a pessoa não faz falta! Quando íamos pedir as férias, assumia a postura de quem fazia um favor...
infelizmente ficou-me com uns cobres, simplesmente porque vinha para o Brasil e não me compensava o tempo e o custo dos tribunais...

força, vai em frente e pensa nessa hipóteses que tens na manga!! vais ver que alguma dá certo ;)
é preciso é arriscar e ser-se diferente :)

Beijinhos grandes!!!

verniz escarlate disse...

Uma fase má que irá passar mais ver. Um Bj grande

D* disse...

Muita força querida. Espero que tudo corra pelo melhor e que a boa sorte te acompanhe em todos os passos da tua vida.

Beijinhos

Guinhas disse...

Realmente e absolutamente absurdo mas,como diz a minha maezinha "as accoes ficam para quem as pratica!!".Ha males que muitas vezes vem por bem Dina.Desejo te toda a sorte do mundo e "bola para a frente que atras vem gente!!"

Dia - a - Dia disse...

É preciso calma querida, pelo menos para te sentires melhor.

Força!

Cookie disse...

Boa sorte Dina! Estás com o espirito certo, há que acreditar que as coisas acontecem por um motivo. Vais ver que vai correr tudo bem! Dá para ver que és uma pessoa de garra, com atitude positiva perante a vida e mereces.
Beijinho

aprendereorganizar disse...

As duas últimas frases são o reflexo que vais vencer.
Acredito em ti.
O S. tem muita sorte em ter uma mãe com garra:)
Beijinhos

Miss Star Pink disse...

Força, força, força! Tudo de bom para ti.
A última frase q escreveste reflete o meu estado de espirito atual. Quero (tenho) acreditar q é verdade.
Posso citar essa frase lá no blogue?
Obrigada.

Beijocas e coragem ;)

Miss Star Pink disse...

P.S. Tu és das mulheres mais fortes e com quem mais me identifico nesta blogosfera. Só há uma diferença, tu tens mais "garra" q eu.

Dina disse...

Miss Star Pink :) Obrigada. Mas acho que tu tb tens muita garra. E claro que podes citar. Um beijoooo

CS disse...

Dina, a vida guarda-te muitas coisas boas! Continua com essa garra e vontade de tirar do negativo o positivo.
Eu tenho a sorte de ser funcionária pública. Por muito mau que as coisas estejam para nós, não temos esses problemas de discriminação.
Bj sentido