segunda-feira, 19 de março de 2012

Há dias assim


Há dias em que me concentro em não pensar, em ficar em piloto automático, concentrando-me no trabalho e nos afazeres diários. Há dias complicados, e por mais que me digam que não devia chorar nem ficar triste, eu faço ouvidos moucos. Quando é que percebem que chorar não é sinal de fraqueza mas que pode aliviar a alma como mais nada? Que há dias, momentos, em que uma pessoa sobrevive porque deixa escapar esta tristeza que nos invade através das lágrimas? Sim, eu sei que ele me quereria feliz, mas também sei que ele quereria estar aqui, porque foi uma das pessoas que conheci que mais amava a vida. E este neto que está aqui dentro de mim torna as saudades ainda maior...

Mas também é por este ser que sei que tenho de levantar-me. E hoje, existe outro Pai lá em casa. Porque apesar do S. ainda não ter nascido, ele tem sido um pai verdadeiro que faz sacrifícios para nós, para que tudo corra bem. Porque o amor já está patente no seu olhar e nos planos que já tem para fazermos a três. Por isso hoje haverá uma surpresinha lá em casa, para marcar pela primeira vez o Dia.Sei que se fosse o Dia da Mãe ele nem se lembraria disso, mas não faz mal, ele merece e de qualquer forma amar é sentir tanto prazer, ou mais, em dar ou que em receber...

17 comentários:

Isa disse...

Força Dina! Chorar não é fraqueza, principalmente nestes casos... cada um reage à sua forma! Uns não choram, outros sim, mas o que interessa é o que sentem, o amor que ainda lá está, e sempre estará!

Bons festejos do dia do pai com os teus rapazes lá de casa!

Anabela disse...

Um beijinho muito grande :)

Opinante disse...

É bonito fazeres isso...

Forcinha*

Fashionista disse...

Força! Vamos sentir saudades dos nossos pais o resto da vida!

Scarlet_Perry disse...

Muita força, minha querida!*

Scarlet_Perry disse...

Muita força, minha querida!*

Alice disse...

A memória permite que te recordes sempre dos bons momentos. E agora tens outro pai para mimar.

Coragem!

PS-Sobre o livro D. Amélia, confesso que quem me fez ter curiosidade para o ler foste tu. Assim que o vi, resolvi levá-lo para casa. Acabei de escrever sobre isso. Estou viciada.

Bjs

Dina disse...

Obrigada a todas...

Alice: fico contente que estejas a gostar da minha sugestão ;)

Alice disse...

Dina,

Acho que é muito mais que gostar.
Nem sei definir...

Obrigada pela tua sugestão.

bjs

Guinhas disse...

Força!!!Chorar sabe tão bem, alivia tt!!Quem disse que é fraqueza?!!!Força querida

Dina disse...

Alice: eu percebo: há livros que nos captivam de uma forma inexplicável. Que nos fazem crescer, que nos ensinam coisas directa e indirectamente. Esses livros são mágicos e é por isso que adoro ler :) Descobrir novos horizontes...

Nokas disse...

Há momentos assim, um abraço bem forte!

CG disse...

Chorar faz bem, alivia. Mantermos tudo reprimido dentro de nós é que nos faz mal.
Muita força!

Big Kisses

Gremelinica disse...

Muita forca .... Fica bem....

Tsuri disse...

Oh Dina, que bonito... muito bonito.
beijinho

Ana disse...

chorar faz milagres, deita tudo cá para fora e depois ficamos bem melhor:)
beijinhos

Cláudia disse...

Chorar lava a alma. E chora tudo o que tiveres que chorar se é assim que lidas com a tua dor. Quem está de fora não tem conhecimentos nem legitimidade para te dizer nada sobre isso. Cada pessoa é um mundo próprio.

De certeza que vais manter a memória dessa pessoa que tanto amas na memória do teu filho. As palavras são uma arma absolutamente eficiente quando aplicadas com o sentimento certo.
Beijinho