quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Afinal vou-lhe arrancar as unhas dos pés, uma a uma...


O meu marido anda cada vez amoroso. Ao almoço chegou-me à casa todo feliz porque descobriu uma coisa tão engraçada sobre a gravidez. Nem imaginam o brilho no olhar, a felicidade estampada naquele rosto...

«Sabes que o corpo humano pode suportar até 45 del (unidade de medida) de dor, mas no momento do parto uma mulher sente até 57 del de dor, o que corresponde à 20 ossos a partirem-se ao mesmo tempo! Não é giro?!»

Pergunto-me se este tipo de saída é uma atenuante em tribunal, em caso de homicídio. Giro sentir 20 ossos a partirem-se ao mesmo tempo?! Não é ser mazinha desejar assim de levezinho que sentisse a dor de um ou dois ossos a partir-se, só para ele ver o quanto é giro, pois não?

27 comentários:

Liliana disse...

Rai's parta os homens! Se fossem eles a terem os filhos morriam!

De qq das formas vai correr tudo bem ;)

Miss Dreams disse...

Ai caraças, eu partia-lhe logo um osso assim que ele se lembrasse de dizer uma coisa dessas à minha frente! Era a dor de levar com uma panela pela cabeça abaixo! :D

Desnorteada disse...

O teu marido tem cá uma sensibilidade... :) eu acho que isso serviria para te safares com um «homicídio em legítima defesa!» :)

Opinante disse...

Ahahahah! Demais!

Su disse...

Nem é preciso tanto. Basta trilhar-lhe o dedo mindinho do pé, da forma como os homens são parideiros é suficiente :)

Moa disse...

estes homens pá, ainda gozam!!! Não é com eles!!

abspinola disse...

Que bela observação!!!
Um fofito... se fossem eles a passar eu ria me imenso...
Basta uma dor de cabeça para andarem aflitos.

Não penses nisso!!!
Vai tudo correr bem.

Clara disse...

LOLOLOL, mais uma... bem, ele é um máximo!!!

disse...

Isso é a unidade de medida, medida por um homem de certeza, já que eles têm menos 9 vezes de capacidade para suportar a dor, em relação às mulheres.

Cláudia disse...

Eu costumo dizer que se dependesse do meu excelso esposo o acto de parir, jamais seríamos pais.

p.s. sim, tenho para mim que não só era atenuante mas como seria suficiente para absolvição! ;)

Filipe disse...

Oh Dina, deixa-te disso! Dá-lhe um murro num sitio q todos nós cá sabemos que ele sente esses "ossos" a quebrar! :)

Manuela Palma disse...

Não custa nada... já tive três e durante a gravidez do último pedi ao meu Anjo da Guarda que fosse sem epidural, que fosse rapidinho de tal forma que eu não tivesse tempo para levar epidural. Ele fez-me a vontade e assim que saiu pensei: afinal não custou nada e ainda era capaz de ter mais um. Heheheheh
Pessoalmente acho que o que custa mais é ficar aquele tempo infindo ali sozinha, se puderes ter a companhia dele vais ver que não custa mesmo nada.

Daniela Sousa disse...

Realmente...
Estava melhor caladinho :P

xoxo
a Recessionista

Guinhas disse...

Que...amor!!ahahahahha

Lua disse...

Diz-lhe que agora existe uma coisa chamada epidural... e que a dor é uma coisa que não te assiste (I hope). Pode ser que deixe de te falar nisso... heheh ;)

Bisous,
Lua

Me disse...

Xuxu se tiveres um parto como o meu, é maior a probabilidade de um dia ele sentir 20 ossinhos a partir do que tu esses 57 del... ;)

Bisouxxx

MissBlueEyes disse...

Dina, no meu caso, que foi o horror, quero repetir a experiência.

Por isso nada que não se aguente!

Relax! ;)

MissBlueEyes disse...

Me, no teu caso que foi num hospital particular, acho que é uma realidade bastante diferente e ainda bem!!!!!!

Eu fui operada em Novembro (para arranjar os estragos do parto), na CLISA, só posso dizer que estava no hotel, e foi um parto, mas sem filho!
Tive o meu filho em Torres Vedras, o médico foi uma cunha, agradeço-lhe ter um filho perfeito, porque as coisas estavam a correr mal, mas eu fiquei toda "parida".

Claro que tudo depende da pessoa. E sem dúvida que vale cada dor, cada imperfeição no nosso corpo, as mamas a chegar ao umbigo literalmente. Vale cada lágrima e cada sorriso, cada minuto sem dormir.

Sentimento que eles nunca vão ter o privilégio de passar, é isso que tens que lhe responder!!! :)))

StressAda disse...

Acho que nós mulheres, por muito medo que tenhamos, afastamos o medo com a ideia de termos os filhotes ao colinho... mas se fossem os homens, parece-me que nem arriscavam! Talvez os mais corajosos arriscassem, mas as crianças seriam todas "filhos únicos" :)

Maria disse...

A ele não lhe doi nada...!Bjinho

Alminhas disse...

O teu marido anda mesmo inspirado!lol
Sempre podes partir-lhe a mãozinha na altura do parto... Fica ela, por ela! lol
Deixa lá, com a epidural não vai doer nada:)
Beijocas

Ana A. disse...

Olá companheira de barrigão, olha que eu já vou no 2º, e se for igual ao primeiro, não tive dor nem de um ossinho a partir. Mas também te digo que não há nada mais mágico do que dar á luz e mesmo com dor não trocaria esse momento por nada deste mundo.
Beijinhos

Cátia disse...

Hahaha eles deviam passar pelo mesmo! Homens...tudo igual...quando eles tão com uma gripezinha é o fim do mundo...o que fará se tivessem um filho!lol

Um blog interessante...não deixem de visitar:

http://pink-about-me.blogspot.com/

Belicious disse...

Só é giro porque não é com eles :)
Beijinhos

Sairaf disse...

Olá doce Dina, que marido tão fofinho!!!
Abraço tão doce que na hora H,não doa tanto quanto ele diz. :)

Lara disse...

Olá,
Antes de mais parabéns pelo rapaz que aí vem a caminho (tinha lido aqui há tempos que era menino mas não tive oportunidade de comentar na altura), os meninos são fantásticos! E sim, sou suspeita :D
Quanto aos homens, pois, de facto também duvido muito que a espécie humana sobrevivesse se fossem eles a parir! Agora, a verdade é que eles, coitaditos, não podem passar pela experiência única de um parto, que acarreta uma mistura tão grande de sentimentos, sensações, dores e amores ;) O meu foi doloroso, complicado (mais do que privado vs público, acho que o tamanho do bebé, entre outros factores, influencia e muito todo o processo, não pode ser a mesma coisa parir um bebé de 2kg ou um bebé de 4kg) e hoje, três meses depois, voltaria a passar pelo mesmo sem hesitar. Pode ser difícil (ou não) mas depois tudo passa, o nosso corpo (coração e mente) é maravilhoso.
Bjinhos e continuação de uma feliz gravidez ;)

i. disse...

AHAHAHAH xD ele acha giro, porque não é com ele! diz-me uma coisa.. ele é dado às ciências, não é? só isso explica achar piada :p