segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Traumas


Há certas doenças que as pessoas menosprezam muitas vezes. Porque não há sinais aparentes, porque não são dores do corpo, mas da alma. Como as depressões por exemplo. Vejo muita gente a gozar literalmente com estes doentes, porque, dizem "é uma doença de ricos". E é assim com muitas doenças do foro psicológico. E por isso continua um grande estigma e as pessoas têm vergonha de recorrer a médicos. Penso que só quando se vive esta doença de muito perto é que as pessoas começam a respeitá-la mais.

Felizmente nunca passei por depressões. Mas estou a aprender a lidar com um trauma. E tenho vergonha, sim, porque não consigo controlar o que sinto, frente a ninguém. As pessoas olham para mim como se fosse maluca, e uma pessoa sente-se ainda pior. O problema é que vou ter que enfrentar de frente este trauma e não sei como o fazer. Tenho um trauma de hospitais. O meu corpo atraiçoa-me. É estranho e estúpido, mas é verdade.

Aquele cheiro, aquelas paredes asfixiam-me. Sinto verdadeiras dores no corpo, como se a minha pele me oprimisse e me confinasse num espaço tão pequeno que chego a sentir dores. E choro compulsivamente. Consigo sempre controlar tão bem os meus sentimentos, mas não consigo controlar agora. É estranho como certas vivências nos marcam tanto, deixando cicatrizes onde menos se esperam. O pior é que poderei ficar hospitalizada e isso vai ser complicado. Porque as pessoas olham-nos e pensam «mas porque é que esta croma está assim? não tem nada de grave. Mimada». E há coisas que não se conseguem explicar a estranhos...

14 comentários:

Opinante disse...

Oh Dininha... apenas vim aqui deixar um abracinho apertado...

Muita Força!

Nokas disse...

Nem vale a pena explicar...força!

Lux disse...

Querida, as pessoas só conseguem valorizar aquilo porque já passaram... Especialmente quando se trata da parte psicológica, porque não se vê.
Eu sou seguida por uma psiquiatra há já muitos anos, por ter ansiedade crónica (e crítica!!!) mas ando muito bem agora e se queres que te diga a verdade não tenho vergonha nenhuma de por vezes ter que entregar no trabalho a justificação de ter ido ao médico e lá aparecer psiquiatria.
Pelo menos, e ao contrário de muitos, trato-me!

Lux

susiedesonho disse...

Querida Dina,

Eu também tenho um trauma: não gosto de multidões. Fico em pânico e desmaio. Percebo a luta que travas entre defender-te do trauma e dos olhares das pessoas. para não falar da luta que se trava sempre que sabemos que temos que o enfrentar. Estou melhor. Aprendi que se me faz mal, não enfrento. Só se tiver mesmo de ser. Força!

Bj,

Susie de Sonho.

anf disse...

É sempre dificil ultrapassar um trauma, procura ajuda vais melhorar e isso vai fazer com que te sintas melhor.
Mas acredita que parte da ajuda tem de vir de ti, porque no fundo é tudo muito bonito mas depende mais de ti, ou eu não procurei a ajuda certa.
beijinho

Tsuri disse...

Ai é horrivel. Oxalá não tenhas de ser hospitalizada Dina e que fiques bem sim?
força.
beijinhos

ML disse...

Como te compreendo... Não com o trauma dos hospitais, mas com depressões, maus sentires que não são físicos, angustias permanentes... :(

Andei demasiado tempo assim, e pouco desabafava. Agora começo a respirar...

Mas como te compreendo.

Moa disse...

força querida!

Purple disse...

Compreendo-te. Também tive de procurar ajuda para começar a tratar a minha ansiedade generalizada. Não devemos ter vergonha de pedir ajuda, se todos o fizessem não aconteciam tantas desgraças neste Mundo.

Beijinhu enorme e abraço apertado

sol disse...

Nem imaginas como é ser olhada de lado, regeitada por ter uma depressão, e eu como estou a viver isso na pele, doí muito...mesmo!
bjs

Verita disse...

Não deve ser fácil, principalmente quando ainda temos que ser alvo dos olhares e da critíca dos outros!!
Mas força querida, espero que corra tudo bem!!

Anabela disse...

Olá,
Ninguém ou quase ninguém percebe.
Eu tenho esse trauma desde pequena, e tenho tido sorte porque nunca precisei de ficar internada muito tempo. Em Janeiro do ano passado estive umas horas nos HUC e foi horrivel, mas aguentei.
Vais ver que se ficares hospitalizada, acabas por te habituar, mas vai custar.
Um beijinho e muita força.

Guinhas disse...

O que interessa o que os outros pensam? Calma, relaxa :)

Palco do tempo disse...

a traumas que poucas pessoas conseguem perceber, traumas completamente absurdos mas que existem. Eu também tenho um :) Tenho vergonha de conduzir com outras pessoas :) estúpido certo? eu sei que sim mas ele existe :)

Beijinho, vais conseguir um dia ultrapassar ou diminuir o seu efeito em ti :)