quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Meio termo


No amor, não gosto de pessoas controladoras. Em quase todos os casos, essas pessoas revelam uma dose mínima de confiança e para colmatar esta insuficiência, controlam os outros como se fossem objectos. Para que haja um controlador, é preciso que o outro se deixe controlar, o que também revela pouco respeito por si próprio. Uma relação é mútua e baseia-se em respeito. O controlo excessivo só prejudica um casal e na minha opinião, só leva a que o controlado pise os limites. Mais se diz a alguém não faças isto, não faças aquilo, mais uma pessoa terá tendência a fazê-lo. E o mais engraçado é que normalmente os homens mais controlados são os que são mais dignos de confiança...

É tão degradante e desagradável estar com amigos em que temos que ter o cuidado de não falar para um dos homens porque está acompanhado pela namorada, porque mal se fale para ele a sorrir, ela vai colocar a sua tromba característica e o serão fica logo estragado. Eu não suportaria isso. Liberdade é um mote para mim. Porque também liberdade significa responsabilidade. Deixa-me triste ver um amigo que não pode vir almoçar lá a casa sozinho, sem primeiro ter a certeza que não estará nenhuma mulher (mesmo estando ela casada com um dos seus amigos!)...

Isso não é amor, é asfixia. É matar a pessoa que está connosco. Se desconfiamos dela a tal ponto de não a deixar viver, porque não acabar logo a relação? Em tempos, ouvi uma máxima que dizia mais ou menos assim: Se pegares num punhado de areia e abrires a mão ao vento, a areia irá levantar voo. Mas se fechares a mão com muita força, também a areia desaparecerá por entre os dedos. É preciso meias medidas, abrir a mão a meio, fazendo uma concha, protegendo a areia mas deixando-a livre, e assim ela permanecerá connosco...

10 comentários:

*C*inderela disse...

Numa relação tem que haver o meio-termo, limites para não abusarem e liberdade para não se cansarem.

bjokas

Lux disse...

Exactamente... É o meio-termo.
Se há coisa que eu não aguente é sentir-me sofucada numa relação.

xoxo
Lux

Rita disse...

aproveitando a máxima da areia: só aquela que quiser ficará colada à nossa pele! :)

Bomboca do Amor disse...

Nem mais, querida. Nem mais.
Beijinhos,
Bomboca do Amor.

Moa disse...

Não posso com pessoas controladoras...tiram-me do sério!

Alminhas disse...

Gostei:)

Lady Me disse...

Concordo perfeitamente contigo. É mesmo isso. Felizmente não tenho nem nunca tive esse problema, eu não aguentava.

Paula disse...

concordadissimo :-)

Secret disse...

Concordo plenamente.
Uma relação não é sinónimo de sufoco.
Temos que dar liberdade, pois se o amor é grande, eles voltam não nos abandonam...
Mas sim, conheço pessoas assim, possessivas que não deixam o/a companheiro/a respirar...

Guinhas disse...

Nem tanto ao mar, nem tanto à terra. O equilibrio é o melhor. Concordo tanto ctg...além disso deixa de ser saudável não poder falar de x ou y!!Aliás...ridiculo porque é óbvio que não se fica nem cego, nem mudo nem se perde gosto!