terça-feira, 26 de julho de 2011

Uma parte de mim

 Infelizmente só conheci uma avó. Teria adorado conhecer os meus avós paternos: ele, apelidado d´O Brasileiro, era um homem alto, influente e duro para com os filhos. A mulher teve mais de 12 filhos mas morreu cedo. O meu avó paterno era uma pessoa amigável e muito chegado aos seus filhos...

Mas tive a sorte de conhecer a minha avó Maria do Amor Divino. Sim, era o nome dela. Uma mulher baixa, com uma pele linda, vestida de negro, e sorridente. Sempre com o cabelo apanhado com um gancho velho. A minha avó Maria cuidava do nosso jardim na nossa ausência. Ainda hoje estão por lá os malmequeres que ela plantou com tanta devoção. Em cada pétala recordo um pouco da minha vida ao seu lado. 
Fui feliz com ela. Lembro-me de brincar junto dela, e de outra senhora, que era minha avó de coração. Sentavam-se numas escadas de pedra à sombra, nos dias de maior calor. E nós brincávamos ali junto delas. A minha maior lembrança é ela a entrar na sua cozinha de pedra, e mergulhar no cântaro de plástico azul o seu púcaro (caneca) de esmalte azul, para nos dar de beber. E ela ir à mosqueteira partir um bocado de pão duro com doce, mas que me sabia tão bem.Adorava fazer-lhe cócegas, e o mais engraçado é que a minha filha (filha dela) tem cócegas exactamente no mesmo sítio.

Hoje recordo-os com saudades. E penso que um dia, o meu filho já não terá a sorte de conhecer o seu avô tão fantástico. Dói muito, mas através de mim e das minhas histórias, que espero poder contar-lhe ao adormecer ou ao colo no sofá como o meu pai fazia comigo, ele viverá para sempre...

3 comentários:

Bomboca do Amor disse...

Os nossos avós são algo mágico na nossa vida, pelo menos os meus avós foram algo mágico na minha vida.
Espero que o meu filho encontre o apoio, o carinho e o amor que eu encontrei no avô materno, nos seus avós.
Beijinhos querida,
Bomboca do Amor.

Nokas* disse...

Ainda hoje comentava com uma colega de trabalho o Dia dos Avós e de facto há muitas crianças que são sabem a felicidade que é ter 4 avós presentes nas suas vidas. Eu conheci os 4 e tenho 3 avós vivos e sem duvida que são uma fonte de saber e de amor incondicional. Quem dera que todos tivessem essa oportunidade.

*C*inderela disse...

os avós fazem muita falta.