quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Je t´aime


Numa relação de 11 anos, ( e um casamento de 3), a magia resume-me a um factor muito simples: a quantidade de vezes em que nos voltamos a apaixonar pelo mesmo homem. O nosso nível de paixão oscilou ao longo dos tempos, atingiu níveis negativos perigosos, mas também ultrapassou todos os limites do imaginável. A paixão não é uma constante (o amor esse foi sempre fortalecendo, mesmo quando a olho nu parecia desaparecer). No início, e como idealista que sou (sagitária de gema), irritava-me o facto de não sentir o mesmo. Da relação ser atravessada por momentos em que parecia que já não fazia sentido estar juntos. E depois a loucura dos primeiros dias voltava, as borboletas, a ânsia que chegue a hora de um abraço, o brilho mágico no olhar. Aprendi que essa paixão se constrói diariamente. Dá trabalho, mas é compensatório. Há que investir na magia, no romantismo, na folia de um momento, enfim, na paixão. Porque um amor sem paixão deixa um sabor amargo. Nunca nos satisfaz completamente.

Tenho a dizer-vos que voltei a apaixonar-me seriamente pelo homem com o qual casei. As últimas semanas pareço uma adolescente. As borboletas estão cá, e deixo-as fazer ninho. É tão bom voltar a sentir esta plenitude dentro de mim. Apaixono-me cada dia mais por aquele homem que conheci em adolescente: pela sua trapalhice, o seu sem jeito, o seu olhar doce, a sua barba de dois dias, as suas mãos, o seu coração tão grande, enfim, não digo mais nada que ainda surge concorrência!

Mulheres, os casamentos são feitos de fases. Em vez de procurar a felicidade fora de casa, invistam tempo e energia em vós, no vosso marido, porque a felicidade está aí, basta cuidar dela um pouco mais, lutando contra a rotina que por vezes a mina... Sejam felizes sim?

22 comentários:

Vera disse...

é isso mesmo Dina! Não estamos apaixonadas pelo mesmo homem, mas a verdade é que a descrição é exactamente igual...já varias vezes lho disse...que me apaixonava por ele várias vezes...e até que por vezes pensava que já não o amava...mas é mesmo assim, e é tão bom nos apaixonarmos pelo mesmo homem.:) de cada vez que isso acontece é um momento melhor que o anterior!!

ROSINHA disse...

Por essas bandas as coisas correm bem...Aproveita!

Sairaf disse...

Com certeza Dina!!!
Estou a lutar por tudo isso.
Abraço doce e muitas felicidades

Liliana disse...

Também concordo! No amor há altos e baixos, há momentos em que parece que tudo desvanece, mas logo a seguir o amor e a paixão dão o ar da sua graça e muitas veze spara isso basta um momento em que nos rimos um do outro, em que brincamos um com o outro e sabemos que é essa cumplicidade que nos junta e faz manter a chama acesa.

Filipe disse...

e que tal uma banda sonora a este belo texto cheio de imagens?!

http://www.youtube.com/watch?v=2w8-f1S2dF8

Fios de Vida disse...

Que bom! Como fazemos para entenderem que somos aquela pessoa? Distância ou proximidade? Beijinhos

Rita G. disse...

Tens razão, como tudo na vida o casamento passa por fases, e por vezes parece que não encontramos sentido na relação...felizmente algo nos mostra que não é bem assim e sentimos novamente vontade de lutar pela pessoa por quem nos apixonámos. Tudo tem altos e baixos, sem dúvida. bj!

Sorriso ツ disse...

É mesmo isso, sem tirar nem por! :)

Beijinhos

*****

Miss Apuros disse...

Adorei o texto :) voufazer por isso. bjinhos

Friendly words disse...

Como concordo ctg em pleno!! Ou não fosse eu também sagitária de gema! :D É isso mesmo! E é constatar isto que faz com que percebamos o verdadeiro significado do Amor! No meu entender, perceber isto é atingir um estado de maturidade! Qdo se procura a paixão fora do casamento, por muito que se venha a saciar aquele "vazio" que se pretendia, acaba-se por entrar novamente noutro ciclo vicioso pois a paixão acaba sempre... do que será de todos que andam sempre em busca da paixão? Acabam por não ter estabilidade, saltar de relação em relação e sentir que algo lhes falta...

Bonito post! ;) Beijinhos

Manuela disse...

Querida Dina, é tão bom quando nos acontecem as ditas borboletas, pelo nosso amor que já é nosso, há muito tempo!
Eu gosto desse sentimento :)
Beijinhos

Bailarina disse...

Tão bom saber, que te voltaste a apaixonar pelo teu Polícia... Depois da tempestade, vem a bonança e ainda bem... 8)

Ritititz disse...

Acabei de escrever um post sobre mais ou menos o mesmo que este, mas sem ter lido o teu!! :))
Concordo a 100%!
Beijinhos!

*C*inderela disse...

O dificil é apaixonar-mos pelo mesmo homem ao longo de uma relação. Mas quando o amor é muito é algo possivel e bastante agradavel.

Bjokas*

Joana Santos disse...

E mai nada! Tenho-te a dizer que é possivel ao fim de 10 anos continuar em fase cor-de-rosa! Experiência própria: com os dias cinzentos aprendemos a dar valor ao cor-de-rosa! E isso não acontece simplesmente! Isso constrói-se no dia a dia com cada pequeno gesto e cada palavra... e é fantástico saber que estendemos a mão e temos aquela pessoa lá... sempre!

aprendereorganizar disse...

E que belo texto, maravilhoso apaixonarmo-nos várias vezes pela mesma pessoa, é sinal que vale a pena;)
Um beijinho;)

Mariana disse...

Assim é que se fala:) deve ser óptimo apaixonarmo-nos todos os dias pela nossa cara-metade:)

Tany disse...

Muito bem dito e é por isso que temos que lutar todos os dias, para quebrar as rotinas e sermos felizes... SEMPRE :D

Pipita de Chocolate disse...

Identifiquei-me muito com o que escreveste, é mesmo isso. Eu já tenho 10 anos de relacionamento, com 1 de casados, e há momentos em que só quero vê-lo porta fora! Mas depois volto a apaixonar-me! E ainda bem que é assim, porque isso é que dá alento à vida! Nobody said it was easy!

Beijinhos

Nokas* disse...

Acredito que não seja fácil sobreviver à rotina e ao passar do tempo. Mas é como dizes, uma relação pode-se desgastar se não houver um investimento (mútua) nessa mesma relação. Por isso acho que fizeste muito bem em te dedicares mais e isso reflecte-se neste estado tão bom que agora estás a viver :)

Rita disse...

Sim =D *

Ana FVP disse...

Adorei este post. Lindo!