sexta-feira, 12 de novembro de 2010

A inveja faz parte de nós


E não estou a falar da inveja mesquinha e maldosa. Mas sim daquele sentimento que nos faz simplesmente querer o mesmo que os outros têm...

E temos o hábito de olhar para as outras pessoas, desconhecidas ou próximas, e desejar as suas vidas. Elas é que são bonitas, elas é que têm um trabalho motivante e interessante, elas é que têm um casamento feliz, elas é que fazem férias nos locais verdadeiramente espectaculares, elas é que têm a nossa casa de sonho, etc.

É engraçado como o ser humano não tem a capacidade de ser feliz com o que tem. E vive depressivo a pensar que seria feliz com isto ou aquilo, sem aproveitar as coisas maravilhosas que tem na sua vida. O mais irónico é que quando se começa a perceber a verdadeira vidas dos outros, para além das camadas superficiais, começamos a perceber que não têm uma vida assim tão perfeita. Estão a beira dum divórcio, estão afogados em dívidas, odeiam o seu corpo, enfim...

Eu aprendi a ser feliz com momentos tão simples e insignificantes. E são esses momentos que me dão mais alegria e prazer. Claro que continua a ter expectativas: também quero viajar, um dia ter uma moradia, etc. Mas vivo tão bem com o facto de ser pobre, porque sei dar valor às riquezas que tenho junto de mim: o amor, a saúde e a minha família...

18 comentários:

Ana disse...

A maior riqueza que desejo é saúde e ter os meus sempre comigo. Isso sim é a maior riqueza de um ser humano. Tudo o resto é um complemento, apenas.

Beijinho querida :)

Liliana disse...

Apesar de por vezes também sentir essa inveja, cada vez mais sei que ter tudo e ostentar muita coisa não significa que se seja feliz! A felicidade está em cada uma de nós e em todos aqueles que amamos e nos fazem sentir bem!

Ana disse...

Cada vez mais tenho a certeza de que aquilo que achamos ser a vida dos outros, na verdade, não é. As aparências iludem muito e quando vejo vidas aparentemente perfeitas (ou muito boas) desconfio sempre. E gosto cada vez mais da minha porque sei exactamente aquilo que ela é, com as devidas imperfeiçõese chatices.

Marta Inês disse...

Como o meu namorado diz e com razão... 'aprendi a ser feliz com pouco porque ninguém consegue ser feliz com muita coisa'

beijinhos*

Gelatina de morango disse...

É tão verdade!
Achamos sempre que falta qualquer coisa (o que não é necessariamente mau se for só uma forma de ambicionar sempre a felicidade e perseguir os sonhos, mas desde que se saiba dar valor ao que já temos).
E a vida dos outros raramente é tão perfeita como aparenta ser...

Clara disse...

Já diz o ditado "a galinha da vizinha é melhor que a minha". Cada vez dou por mim a elogiar a minha vida e a pensar no quanto sou feliz. Não preciso de ter um grande carro ou um casarão, apenas aquilo que me preenche a alma: o amor e a amizade!

Nokas disse...

É verdade, e às vezes nem damos valor ao que temos e que é tão importante, como a saúde, a família...
:)

Tany disse...

Gostei e tens toda a razão do mundo. Nem sempre as pessoas dão valor ao que realmente importa, sendo muito pegadas às coisas materiais.

Mas é tão bom ser como tu e sermos felizes com as pequenas coisas que a vida nos dá.

Bjs*

Faz de Conta disse...

Sim, muitas pessoas pensam e vivem assim. E às vezes só para tentar ser como os outros acabam por fazer vidas que não podem pagar. Felizmente, não sou nada apegada a coisas materiais e são os pequenos gestos e as pequenas alegrias que me tornam feliz. Desde que tenha o suficiente para viver é bom. Mas o mais importante mesmo é a família, a saúde, os amigos. Esses estão no topo da lista.

Pinkk Candy disse...

Como vivemos em comunidade, temos a tendência, mesmo que inconscientemente, a pensar que A ou B, poderá ter uma vida maravilhosa ou desastrosa.
Mas, às vezes podemos estar mesmo muito enganados, a vida que parece maravilhosa, por vezes pouco tem de maravilhosa. Por outro lado a que pensamos ser a desastrosa, até pode ser boa.

As aparências enganam tanto, e só os próprios é que sabem o que se passa lá em casa.

E mesmo que alguém nos diga que a sua vida é cheia de rosas, muitas vezes só não nos quer mostrar os espinhos.

O melhor é vivermos a vida que temos o melhor que podermos.
:-)

kiss

Rita disse...

Penso da mesma maneira.. =) *

dEUsA disse...

A inveja é saudável se não se tornar obsessiva... não há nada de mais em querer algo mais, desejar, desde que isso não nos transforme...
kiss
bom fim de semana

Fios de Vida disse...

Realmente, tendemos a achar que os outros têm uma vida muito melhor que a nossa, sem darmos valor àquilo que temos e que é tanto! Penso como tu, que devemos é dar valor àquilo que temos e não invejar o fruto do vizinho! Bom fim-de-semana! Beijinhos

Indecisa disse...

ora aqui está um belo post! parabens pr estas tuas palavras que dizem tudo :)

bjinho *

a Gaja disse...

Acho que é ter os sonhos que nos faz querer sempre mais. Não invejo muito as outras pessoas mas infelizmente há vidas que parecem tão simples que por vezes queria que a minha fosse só um bocadinho assim...mas isso é o que vemos da porta para fora e não o que realmente se passa (porque por vezes o que invejamos não é bem o que invejamos).
Sobre a votação ali ao lado escolhi a falta de educação porque se isto faltar nem quero saber se a pessoa é cuidada com a sua higiene ou não...mas estava na dúvida entre as duas.

bymiminhos disse...

Pois eu sinto-me feliz! Partilho do teu pensamento. Muitas das vezes, as pessoas que não se sentem satisfeitas seguem o caminho mais fácil -olham para o lado, desejam a vida de alguem...mas nada fazem para mudar a delas, e muitas vezes nem reparam que todos têm os seus problemas. Eu também tenho os meus claro! mas aprendi que a forma como encaramos a nossa vida, os nossos problemas, o nosso dia a dia, dita muito do nivel da nossa felicidade. Aceita o inevitável, muda o que não gostas, não te conformes na infelicidade, luta na tristeza...sê forte...agora são estes os meus lemas, e a vida parece melhor...Dou valor ao que tenho, preocupo me mais com o que tenho do que com o que não tenho...e as coisas ganham um outro sentido =)

Agora completamente off topic...porque sou frequentadora do teu blog lol e gosto =) deixei-te um selinho no meu. Podes ir lá buscá-lo? Está num post no dia 7...sim, uma semana de atraso, sei bem..mas tenho andado off...Espero que gostes. Bjos

Nokas* disse...

Bonito texto. Não é dinheiro que nos torna felizes, mas sim o que temos como coisas adquiridas e que mesmo simples tornam os dias especiais!

Lau* disse...

Mais uma terrível verdade...se está a chover está a chover se está sol está sol...regra geral o ser humano nunca está bem com o que tem...e deseja sempre o que é alheio. Lembra-se sempre do que o outro tem de melhor do que ele mas nunca se lembra do que poderá ter de pior...