quarta-feira, 9 de junho de 2010

Um bicho estranho, a mulher...


Quando confrontada com uma traição do seu parceiro, a mulher pode ter diversas reações, umas mais suaves, como chorar e virar costas, e outras mais violentas, desde atirar o primeiro objecto à cara do traidor ou humiliá-lo verbalmente.

Mas a reacção que mais adoro ver e observar são aquelas mulheres que nos vêm contar «O meu Manuel traiu-me. A cabra forçou-o. Foi ela que se deitou em cima.». E eu só me posso rir.Sim, há situações em que não sou muito politicamente correcta. Elas dizem isso com uma convicção tal, como se ele fosse a vítima da situação, coitado, foi obrigado...

Eu conheço um casal em que isso já aconteceu mil e uma vezes, em que ele é um verdadeiro filho da mãe. Chegou mesmo a fazer côrte à antiga a uma rapariga simples da aldeola, conheceu os pais e tal, só para ir para cama com ela. Ela era virgem, inexperiente e engravidou de gémeos. Ele nunca assumiu os filhos. Que diz a «oficial namorada», que a moça fez de propópsito para o agarrar...

Será que há mulheres assim tão estúpidas ou o amor torna as pessoas mesmo cegas e com falta de discernimento? Um dia (espero que nunca chegue) se for traída, a culpa será unica e exclusivamente dele! Excepto, claro se a dita cuja for uma amiga ou familiar muito próxima... Homens, já sabem, toca a pôr um olhar de cachorro maltratado e dizer que a culpa foi dela, tadinhos...

11 comentários:

Nécessaire disse...

Quando um não quer dois não dançam. Isso de forçar é uma treta, é homem adulto que se responsabilize pelos seus actos.

A Flor disse...

Também acho essa teoria da culpa ser dela fantástica. A rapariga violou-o, querem ver...

Além disso, quem tem obrigação de ser fiel é ele não é ela - se é de mau tom meter-se com um homem comprometido, é; mas ela não tem obrigações para com a outra rapariga.

Elisabete disse...

Dizem que o amor é cego, acho que se adequa a esses casos...O que para mim, não será amor, mas antes obsessão! Há determinadas coisas que chegam mesmo a ser difíceis de acreditar...

Leana disse...

São precisos dois para dançar o tango não é?

Tenho pena que existam mulheres com uma visão tão deturpada quando o assunto é traição.

Se querem/conseguem perdoar, isso é lá com elas e ninguém tem o direito de interferir, mas dizer que os coitadinhos não tiveram culpa...isso é deprimente!


Bjinhosss.

Gelatina de morango disse...

Quem tem um compromisso connosco e nos deve fidelidade não é ela, é ele.
Deve ser muito triste ser "tapadinha" a esse ponto, coitadas!

aprendereorganizar disse...

Conheço um caso bem semelhante... o maio cego é o que não quer ver certo?

Lígia disse...

Pior do que isso só mesmo quando o homem que traiu decide desculpar-se dizendo que a culpa é da namorada/mulher que não lhe "satisfaz as necessidades"...

Mi disse...

Isso enerva-me tanto! Há mulheres que insistem em culpar as outras mulheres e a odiá-las para todo o sempre, mas que continuam com o namorado/marido. E a ele, que é o principal culpado, afinal era ele que tinha uma relação, perdoam.
kiss

Girl in the Clouds disse...

Estas mulheres fatais que para ainda a violar homens são cá uma espécie!! Enfim, é triste que pensem desta forma, assim dá espaço para estes sacanas fazerem o que querem!!

Olhos Dourados disse...

É preciso dois para fazerem isso, a culpa nunca é só de um.

Cor do Sol disse...

Isso foi canalhice dele, enganar duas ao mesmo tempo e ainda por cima não assumir filhos. Uma coisa seria redimir-se a aceitar as consequencias dos actos outra é alguem compactuar com tamanha canalhice.