quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Ser Mãe


Os anos passam e sinto-me amadurecer. No entanto, às vezes, parte de mim faz-me pensar se serei um animal, mas não, por também eles têm instintos maternais.

Não espero por ser mãe por me sentir realizada. Não entrevejo que a minha felicidade seja maior por dar à luz. Ser mãe nunca foi assim um objectivo de vida. Pode parecer antagónico, mas ser infertil também é o meu maior medo. Eu sou assim, de contradições. Não desejo acima de tudo ser mãe. E os anos passam e sei que a decisão deverá ser tomada dentro de alguns, poucos anos. E sei que este é o sonho do meu marido. Mas também sei que se fosse para adoptar, adoptaria uma criança já amanhã. Este sim é o meu grande sonho. Aos poucos amigos a quem o confessei, olham para mim como se fosse um poço de lama, sem sentimentos. Só porque não sou igual, porque não tenho os mesmos objectivos de vida. Porque sinto-me totalmente feliz, só eu e ele.

Provavelmente, irei mudar dentro de anos. Mas tenho receio que a vontade nunca me chegue, mas também não gostaria de defraudar as expectativas do L. Mas também quero ser fiel a mim mesma e não me quero obrigar a nada, porque estou ciente que poderá prejudicar-me a mim e ao meu casamento.

Sempre que somos diferentes ou que temos ideiais diferentes, sentimo-nos discriminados. Porque é que as pessoas não dão valor à diferença? Enfim, gostaria de conhecer mais mulheres felizes sem filhos...

18 comentários:

Deusa disse...

:)
bem, eu não tenho filhos e sou feliz...
aliás, no meu caso é um pouco mais complicado que isso...
quanto a adoptar, adoraria, mas o nosso país é retrógado, e prefere manter as crianças em instituições em vez de as confiar a pais ou mães solteiras... como se uma família monoparental não fosse capaz de educar uma criança.
Eu fui educada apenas pela minha mãe, assim como as minhas irmãs e sou bastante normal..
enfim...
baci

Inês disse...

Cada um sabe de si! Tu não es obrigada a ter filhos, só porque as pessoas que estão à tua volta serem todas mães.
A unica pessoa a quem tens que dar explicações sobre este tipo de problemas é o teu marido.

Beijinhos*

ana paula disse...

Eu acredito que mudarás de ideias a partir do momento em que vires um traçinho rosa.... Eu não sou a melhor pessoa para falar, pois acredito que o maior privilégio da mulher é poder dar á luz!

tatanita disse...

Ohh GOD revi-me em TODAS as tuas palavras, ate me arrepiei!!!

Isabel Patrício disse...

Sempre fui mulher e feliz, enquanto não tive filhos, tambem não compreendia,essa concentração de atenção em torno de uma criança... Tinha amigos, noitadas, viagens.
Aos 35 anos engravidei, planeado e desejado e hoje tenho uma filhota com 20 meses, e sabes uma coisa ?
Nunca pensei que fosse possivél amar tanto assim...
Sorte e um bom ano de 2010 !

sakura disse...

É um dos meus maiores sonhos... Ser mãe. É um sonho de há muitos anos, que ainda não pude concretizar.
Não és pior pessoa ou mulher por pensar de forma diferente. É a tua forma, o teu jeito, e isso ninguém pode condenar...
Bjinho grande e um excelente 2010 :)

SP disse...

Olá!

Normalmente leio o teu blog, que gosto muito, mas não comento.
Este tinha que comentar!!!
Apenas para dizer concordo com tudo o que dizes.

Na noite de ano novo em conversa com um amigo sobre objectivos a médio prazo, falou-se em filhos. Suponho que deves imaginar a cara dele quando eu lhe disse que não sei se quero ter filhos. Olhou pra mim como se eu fosse uma extraterrestre!!!

Será preciso ter um filho para a pessoa se sentir realizada, completa???

Eu espero bem que não, porque eu kero sentir-me realizada mesmo que decida n ter filhos.

Tenho quase 30 anos e ainda n pensei nisso e sinceramente não estou minimamente preocupada e não sinto apelo nenhum Será normal???

Enfim... a diferença é uma coisa boa, n temos que ir com a manada. Podemos sempre ser as tresmalhadas lol

Um excelente ano novo!

Agridoce disse...

Concordo tanto contigo :)

Às vezes, também me pergunto se serei normal. Não sinto qualquer instinto maternal, não gosto particularmente de crianças e fico sempre tipo boi a olhar para um palácio quando me dão um bebé para os braços. Não digo que nunca vou ter filhos mas, para já, não me vejo a tê-los tão cedo!

Ruth disse...

Eu nunca costumo comentar posts mas este eu tinha mesmo que comentar...adorei este post, revi-me em cada uma das tuas palavras! Também eu não penso ter filhos (tenho 25 anos e um namoro estável de quase 7 anos)não sinto o apelo da maternidade e desculpem as mães (espero não ferir susceptibilidades) mas não acho que a gravidez seja o periodo mais bonito da vida de uma mulher!! Acho que antes dos 30 nem sequer vou pensar nisso e considero que até aos 40 tenho tempo de pensar nisso. Será que não pensarmos em termos filhos seremos menos mulheres do que aquelas que o desejam?Por vezes sinto-me um verdadeiro E.T no meio das minhas amigas...

Sara disse...

Ninguém tem um filho porque chegou à idade (digo eu). Não há idade certa para o fazer. Penso que esse instinto maternal bate à porta de cada uma de nós, mas em tempos diferentes e principalmente quando estamos menos à espera.

Eu nunca me imaginei a não ter filhos, mas sempre o imaginei a loooongo prazo... No entanto e tal como tu sinto-me TOTALMENTE feliz só eu e ele...

Apesar de tudo isto, acho que começa a despertar agora a vontade. Pode parecer um contra-senso e provavelmente até o é... lol

MissBlueEyes disse...

O meu maior sonho é ser Mãe, nesse dia serei a mulher mais feliz e realizada deste mundo!

Mas se não puder ter, porque é um pesadelo que me assombra desde sempre, aliás sempre disse a toda a gente que o meu maior sonho, às tantas nunca se iria realizar, por ser o maior que Eu peço! Mas se por ventura as minhas premunições estiverem certas, irei adoptar uma criança sim, sem qualquer problema, no entanto somos bastante felizes só os dois! Sei que se continuarmos mais anos sozinhos, iremos ser felizes na mesma, porque não vejo um filho como os tijolos de um relacionamento!

Força estou contigo!

Verinha disse...

Oi,

Sabes não tens de te sentir assim só porque nao queres ter filhos. tudo tem o seu tempo e quando chegar a tua altura vais ter vontade.
Não te preocupes!

Eu já tive muita vontade mesmo em duas alturas distintas da minha vida, mas já passou! lol

Para ser cinsera ás vezes quando penso no assunto fico um bocado para o assustada, porque os meus planos seria engravidar aos 25 ou 26, este ano já faço os 25 e a vontade fugiu! E o € também! lol
Porque como diz a minha mãe hoje em dia ter um filho é um luxo! lolol

Não penses nisso!
"Para onde tens de ir, não podes fugir", se o teu destino for ter filhos vais ter, se não for, não os terás lol

Saltos Altos Vermelhos disse...

Sabes, isto não é algo que venha standard nas mulheres, umas acham que serem mais é a essência da vida e outras não, o que não quer dizer que sejam menos normais que as outras! São escolhas!Não pensei nisso com muita antecedência mas quando o fiz, foi a dois! E é assim que acho que deve ser, a dois! Deves falar com ele e explicar exactamente isto que escreveste, de certeza que ele te entenderá! E Chegarão a Bom Porto!

Dina disse...

É bom conhecer mulheres que pensam como nós. Uma grande amiga minha nunca tinha tido nada. Só quando me abri e lhe disse tudo o que verdadeiramente pensava, é que ela se abriu tb e confessou que pensava o mesmo que eu.

E sim, não podemos nos sentir mal por sermos umas ovelhas tresmalhadas ! :)

Elisabete disse...

Acho sinceramente que o preconceito já foi maior em relação a isso!
Como por exemplo, hoje em dia uma mulher ficar solteira até aos 30 anos já não é nada de novo, aliás, antes pelo contrário, comenta-se é de quem se casa "cedo" (24/25/26 anos).
Nem toda a gente nasceu para ter filhos, nem toda a gente se dá numa relação, é mesmo assim!
Não tens que te sentir diferente por isso!

Angel disse...

Não te preocupes. O instito materno de que tanto falam não existe e está provado. É uma construção social a que todas nos vamos mentalizando. Vamos igualmente verbalizando o que os outros esperam que sintamos. O bom disto tudo é que de facto depois de nascerem, todas a mães se afeiçoam às suas crianças e pronto. Fica tudo bem:)

Alex disse...

Depois de elr o post e os comentários todos, acho que já tens muitas opiniões. Vais ficar ainda mais baralhada. Só tenho uma coisa a dizer: Ter um filho não é fácil. E se houver dúvidas se queremos ou não, o melhor é estar quietas. Por isso há tantas depressões. Tens de ter 100% certeza. Eu passei pelas duas situações. Não quero... e quero... e hoje tenho!
bjo

Mónica disse...

Dina, também ainda não senti "aquele" desejo de ser mãe... Por enquanto estamos bem assim, a dois. Um dos meus maiores receios é no dia em que o desejar, e por qualquer motivo o não puder ser. Mas acredito que, quando for o momento, havemos de o sentir simplesmente!
Bjs
Mónica