sexta-feira, 5 de dezembro de 2014


A minha mãe tornou-se uma pessoa que não reconheço. A vida também me mudou e tornou-me mais intolerante a certas atitudes. A quem diga que devo perceber que a idade e a solidão são as principais culpadas. Mas não consigo. Uma pessoa que tem sempre  a porta aberta da casos das 3 filhass e da nora, que é sempre bem recebida, alguém que só tem de decidir se faz isto ou aquilo. Uma pessoa que não tem problemas monetários e que vive quase como uma pedinte. Magoa. Custa. Mas ela não aceita opiniões, não aceita ajuda. Uma pessoa que fica chateada quando recebe visitas mas se queixa que passa a vida sozinha. 

Uma pessoa que sabe o quanto a ausência do meu pai dói nestas datas. O quanto ele ficaria feliz de nos ver reunidas depois de mais de 10 anos separadas e que me responde com desdém "só tenho pedido a Deus que me leve antes do Natal para não ter preocupações de escolher onde o passar". Quando esta pessoa é a nossa mãe. Uma pessoa que sempre foi diferente, que apoiou, que acarinhou. Custa, custa muito. 

10 comentários:

Moa disse...

:(

Flávia disse...

Dina, não sei bem q te diga. Mas acho q devo dar-te uma palavra, vcs passam todos juntos ou separados? Se passam separados acho q o q ela quer, é não ter de dizer não a uns em detrimento de outros! Tentem falar com ela... mas os mais velhos São bem teimosos, sei bem disso.
Beijinhos

Flávia disse...

Dina, não sei bem q te diga. Mas acho q devo dar-te uma palavra, vcs passam todos juntos ou separados? Se passam separados acho q o q ela quer, é não ter de dizer não a uns em detrimento de outros! Tentem falar com ela... mas os mais velhos São bem teimosos, sei bem disso.
Beijinhos

Flávia disse...

Dina, não sei bem q te diga. Mas acho q devo dar-te uma palavra, vcs passam todos juntos ou separados? Se passam separados acho q o q ela quer, é não ter de dizer não a uns em detrimento de outros! Tentem falar com ela... mas os mais velhos São bem teimosos, sei bem disso.
Beijinhos

Flávia disse...

Dina, não sei bem q te diga. Mas acho q devo dar-te uma palavra, vcs passam todos juntos ou separados? Se passam separados acho q o q ela quer, é não ter de dizer não a uns em detrimento de outros! Tentem falar com ela... mas os mais velhos São bem teimosos, sei bem disso.
Beijinhos

Jo disse...

Nem sei o que dizer... Acredito que custa mesmo muito. Um grande beijinho Dina...

Alex disse...

Desejo sinceramente que o espírito de Natal desça na tua mãe e que ela reconsidere e permita que passes o Natal como desejas. em família! Beijinhos

Fernanda disse...

Bem, Dina querida, entre a sua sogra e a sua mãe, realmente a sua vida não é fácil....É da idade? Pode ser. Mas, a verdade é que existem muitos "velhotes" amorosos (alguns até "amoleceram" com a idade)e que só querem ver os seus felizes. Tive uma avó como a sua mãe: também nunca chegava ao ano seguinte.Lembro-me de ouvir isto desde miúda. Nunca podia estar de bem com as duas filhas ao mesmo tempo. Ia alternando.Já a minha mãe, só queria mesmo que todos estivessem bem e felizes...e, que saudades eu tenho dela. Digam-lhe que, se não quer passar com todos, fica sozinha... talvez assim se decida ou...não! Beijinhos, bom Natal e... paciência. E o marido? Sempre tem o Natal?

Saltos Altos Vermelhos disse...

De facto não consigo imaginar uma mãe assim :( tenho o exemplo no lado oposto disso. Mas olha muita força e abraço especial nesta época.

Diana Machado disse...

por vezes essas coisas começam a acontecer, estou assistir ao facto da minha avó andar assim como descreves a tua mãe, a minha diz que não lhe apetece vir ter conosco mas depois refila que nunca sai de casa. manda bocas, mas depois não percebe porque é que estamos sentidos com ela. pff , é complicado!
boa sorte, paciência, coragem, e acima de tudo mãe é mãe e tenta perceber o que se passa :)