quarta-feira, 19 de novembro de 2014

O Natal e os sonhos


Quando eu era criança, vivia numa família unida e feliz. As minhas mais belas recordações aconteceram no Natal, quando éramos cerca de 15 pessoas à mesa. Muita coisa aconteceu entretanto e nunca mais vivi o verdadeiro sentimento de natal em família.

Este ano, a minha irmã do Porto convidou-nos a juntar a família toda que está em Portugal. Eu fiquei extasiada com a ideia. Poder dar ao Simão uma verdadeira consoada, com os primos e tia, com brincadeiras, com os mimos da avó, com partilha. Pareço uma menina de quatro anos outra vez.

O problema está claro na profissão do marido. Eu pedi-lhe para mover montanhas e eu sei que ele vai fazer tudo para me dar o mais belo presente de Natal desde há mais de 20 anos.

3 comentários:

Opinante disse...

Vais ver que este ano será muito especial :D

Fernanda disse...

Querida Dina, sei bem o que isso é! Agora até "corro o risco" de acontecer o mesmo em relação ao meu filho e, cá em casa somos só três(bem nos últimos quase 6 anos, tem sido mais dois, menos aos fins de semana... embora nem todos) porque não há mais família. Espero que consiga, mesmo.

D. disse...

Hoje em dia o natal é mais dar do que a união.