segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Desabafo

Ultimamente tenho pensado muito em algo que a minha mãe repetia vezes sem fim: «quando um homem se julga dona de uma mulher e começa a mandar nela, ou o casamento chegou ao fim ou a mulher passa a viver um inferno».
 
E eu não queria nem uma coisa nem outra. Mas desde que estou em casa desempregada, tenho notado algumas atitudes de que não gosto nada. Nunca ninguém mandou em mim. Sabe Deus o quanto o meu pai sofreu para me domar, e mesmo assim sempre fiz o que a minha cabeça me ditava. Sou um pouco selvagem. E se me mandam fazer isto podem estar certo que faço aquilo, mesmo se não era isto que queria fazer à partida.
 
Podem dizer que sou mimada ou teimosa. As pessoas podem sugerir as coisas. As pessoas podem apontar caminhos e opções. Mas não me podem dar ordens como se fossem um objecto ou uma criança. Isso nunca. Tons autoritários e arrogantes e a prepotência deixam-me de cabelos em pé.
 
Por isso depois de me controlar os movimentos e depois de me proibir comer o meu almoço de Domingo, disse basta. Mas será que as pessoas têm que ter um sentimento de posse tão grande a ponto de exigir que as suas companheiras façam o que elas querem? Conversamos, amuamos e agora vamos ver se seguimos em frente. Porque assim não. Nunca.

24 comentários:

Isa disse...

Pois acho que fazes bem!

D* disse...

O meu também tenta controlar aquilo que faço, o que quero, mas principalmente o que como. Estou a chegar também ao ponto de saturação. Os meus pais não me controlam, não vai ser ele o primeiro!

Maria João disse...

Pois eu, também sou assim!

A bem têm tudo de mim, mas se começam com exigências, hum, aí, está o caldo entornado, pois não faço rigorosamente nada daquilo que me seja dito como uma ordem.
Talvez tu andes mais irritada dada a tua situação de desemprego e estejas a ver as coisas de uma forma mais ofensiva.

È preciso manter a calma!

Bjs e boa semana,
MJ

Joa disse...

=(

MissBlueEyes disse...

Dina CALMA! Esta fase é muito complicada!!!!!

Carminho disse...

Não somos teimosas, não somos mimadas, somos sagitarianas e a nossa liberdade é tudo para nós.

Beijinhos,
Carminho

Carminho disse...

Não somos teimosas, não somos mimadas, somos sagitarianas e a nossa liberdade é tudo para nós.

Beijinhos,
Carminho

susiedesonho disse...

Parece que resolveram bem as coisas e ainda bem.

Adoro-te Mamy... disse...

Olá Dina há atitudes que marcam pelo positivo e pelo negativo uma relação a dois, é importante conversar, alinhar as pontas e perceber que vale a pena o esforço de mudança!
Um beijinho grande vais ver que tudo vai correr bem melhor!

Opinante disse...

Nada como um bom diálogo!

Xana Bértolo disse...

Dizer basta já é uma vitória Dina!! Deixar a vida andar sem nos satisfazer é mais fácil, mas temos de tomar uma atitude!!!
Gostei :)

Suri disse...

O casal tem que saber respeitar a individualidade de cada um...

Jo disse...

Acima de tudo há que haver respeito e compreensão. Há que haver diálogo para se perceberem um ao outro, para perceberem o que está mal ou o que vos está a incomodar... Espero que consigam resolver isso rapidamente. Um beijinho!

Cherry Pie disse...

Eu também sou assim. Já vivi uma relação em que a outra pessoa me queria moldar à imagem e semelhança daquilo que era o seu ideal de mulher e preferi viver com menos, mesmo muito menos do que infeliz e à mercê das ordens de um homem. Mas acho que tanto pais como maridos tem sempre, mesmo que inconscientemente, um sentimento de prepotência e superioridade quando estamos na mó de baixo por desemprego, depressão etc. O melhor será sempre transformar esse sentimento de revolta em força para dar a volta à situação, por nós.

Maria disse...

ele não agiu nada bem contigo :/

Serrano disse...

Calma, rapariga. Há coisas em que vale a pena transigir, em especial quando do outro lado vem a voz da razão...

Pequena Kawaii disse...

Conversar deve ser sempre a primeira coisa a fazer. Tem calma que tudo se resolve :) aquando de uma discussão com o meu namorado à uns tempos o meu pai disse-me uma grande verdade "cedes uma vez e vais ceder mais duas ou três". E é, se nós não tomamos uma atitude logo eles acham que podem fazer o que querem de nós.

Filipe disse...

Poderia dizer mil e uma coisas... ou até dizer uma só palavra com mil e duas coisas... mas serei mais objectivo! Acredito que o amor prevalece sempre... será (terá mesmo que o ser) sempre mais forte que a teimosia... forte ao ponto mesmo de derreter a teimosia. Por vezes acontece que uns dias mais frios surgem... mas são tb esses dias que contribuem para que essa teimosia seja derretida... (afinal o frio e o calor ajudam a estilhaçar os obstaculos! :) )
Como disse... o amor sempre prevalece... e por incrivel que pareça, pode até sair reforçado à custa de momentos como este!
Ninguém manda em ninguém... assim como ninguém é como queria ser... por isso, amiguinhos... orientem-se, tá?! :)

Kinhas disse...

Tens de ser tu a bater o pé né? beijinhos

Moa disse...

Ninguém gosta de ser controlado! Beijinho

Pipita de Chocolate disse...

Compreendo-te, também sou assim, E quanto mais me dizem para fazer uma coisa menos eu tenho vontade de a fazer. Se fizer é porque eu quero!
Não é mesmo nada fácil lidar com estas questões, mas acredito que se ultrapassem.

Eu também já tive fazes muito dificeis, que pensei nunca ultrapassar, mas depois conversa-se, arranja-se um entendimento e lá vem a bonança. Espero que seja o caso :) Apesar de depois estar latente o "Até quando?". Mas vamos andando para a frente.

O meu agora quer por-me em forma. Eu detesto esse tipo de pressões, se ando a ter cuidado é porque eu não me sinto bem e sofro do mesmo problema do colesterol elevado (herditário), pelo que tenho de me cuidar. Mas faço entender que se estou a fazer o esforço é porque eu quero. Porque se ele quisesse retribuir o esforço tinha de começar a ler :P

Já sabes que se quiseres conversar estou à disposição! Ajuda muito e para quem tem percursos semelhantes ainda mais!

Beijinhos

Dina disse...

Filipe: É por isso que temos gravados na aliança «o amor vence tudo». Falamos e ele percebeu ;)

Pipita: O meu tem muito o vício de dizer faz mais 10 abdominais, tens que correr mais 10 minutos e fico fula. Porque eu é que sei o que preciso e quero fazer. Enfim. Obrigada por tudo querida

teardrop disse...

Olá Dina,
Espero que depois da vossa conversa as coisas tenham acalmado! Beijinhos

Guinhas disse...

Acho que fazes muito bem e entendo te porque é das coisas que menos quero...