quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Paciência


Se há coisa que Deus não me deu foi paciência. Paciência para esperar. Paciência para aturar pessoas com atitudes "estranhas". E estas últimas semanas têm sido ricas.

A minha amiga M. que no facebook faz várias entradas apocalípticas, dizendo que pensa no suicídio, que a morte é a única saída, etc. Afinal era só uma problemito no trabalho. Odeio pessoas que se fazem de mártires, que se vitimizam. E que o fazem publicamente no facebook para toda a gente lhe ir perguntar o que se passa. A mim não me dá vontade de mais nada: viro costas e mantenho o silêncio para não dizer coisas demasiado frontais. Não alinho em paninhos quentes.

E depois é a minha amiga J. que tem problemas de amores desde o início da relação. Tudo corre mal, mas tem que se manter com ele porque com 30 anos ainda fica para tia. Pois. Como é uma amiga mesmo especial e me custa vê-la a destruir a sua vida, ainda faço um esforço para falar com ela. E depois diz-me coisas como «nem toda a gente tem sorte de ter uma vida tão fácil como a tua». Foi a melhor anedota do ano. Eu bem lhe perguntei se realmente julgava que eu tinha uma vida fácil, eu? A 500 km de casa, com as doenças sucessivas que passei junto do meu pai, a perda do meu pai, a do meu irmão, a minha doença, o meu trabalho precário, ...? A única diferença é que não ando a remoer as coisas, levanto a cabeça, sorrio para as pessoas, não vivo na amargura, mesmo estando triste às vezes.

Na minha terra diz-se que «A sardinha na mão dos outros é sempre maior». Toda a gente tem os seus problemas. A diferença entre uma vida que parece mais fácil e outra não, está na maneira de encarar os problemas e de seguir em frente. Mais nada.

17 comentários:

Liliana disse...

Assino por baixo!

Bjokas

Pipa disse...

Eu acho que isso é uma caracteristica dos sagitarios. É não baixar a cabeça mesmo quando nos cai o mundo em cima. Também não gosto nada de "vitimas". Ultimamente a minha vida anda de pernas para o ar e a minha mãe que é muito derrotista, so chora e lamenta-se. Conclusão, de todos os que deveriam andar para a frente sou eu a unica pessoa (na minha familia) que levantou os braços e foi a luta para resolver as coisas. Hoje estamos mal, amanhã estaremos melhor. O pensamento é este, se não houver esperança não há vida.

Beijinhos querida

Anabela disse...

Concordo plenamente. Eu também já não tenho paciencia para pessoas que só se sabem fazer de vitimas. Geralmente só olham para o próprio umbigo e pensam que são as unicas com problemas...
Bjs e Bom resto de Semana

Karina sem acento disse...

Confesso que também não tenho grande paciência para melodramas. Obviamente que também tenho os meus maus momentos, e que preciso desabafar. Mas daí a escapachar tudo no facebook, não. Nem tenho paciência para pessoas que se fazem de vítimas, óh coitadinhas. Todas as pessoas têm problemas, têm maus dias. A grande diferença é que a maneira como todos encaramos esses obstáculos.

susiedesonho disse...

É isso mesmo. A mim dizem-me o mesmo."Ah e tal tens tanta sorte". Será? Não eu sei é dar valor até às coisas más e consigo ver que há sempre quem está pior.

Boa semana Dina!

Bj,

Susie de Sonho.

Moa disse...

Não tenho paciência para essas pessoas e para todas as que gostam de expôr as suas vidas ao máximo no FB.

Tsuri disse...

Concordo e como tu também não tenho paciência para tal. Revolta-me que as pessoas julguem sempre que, por não nos queixarmos, que temos uma vida de sonho e ainda nos invejam e afins. Acho que é mesmo a forma como vemos a vida, e se é para ir para a frente vai-se para a frente e pronto, as coisas mudam, agora chorar é que não leva a lado nenhum.
beijinhos

Opinante disse...

Faço tuas as minhas palavras, assino por baixo!!

Crocante disse...

Nem mais...

Alminhas disse...

Olá Dina:) Do mesmo mal me queixo eu... Estou cansada das pessoas, dos "problemas" delas... Sim, problemas que normalmente não são problemas... Será que as pessoas não sabem avaliar a prioridade e gravidade das situações?! Tem uma discussão com o marido/namorado, é o fim do mundo; discutem com o patrão, é o fim do emprego... Será que não percebem que existem outras coisas piores... Por exemplo a saúde? Sem saúde não se faz nada... Fico mesmo chateada! Este fim-de-semana, estive de cama, nem abrir a boca conseguia e o meu tlm nao parava de tocar com uns amigos em crise amorosa! Poupem-me! Até que tive que ser menos simpática. Mas não devia de ser assim, as pessoas não deviam de ser tão fúteis! Desculpa o desabafo, mas o teu post hoje podia ter sido escrito por mim! Beijocas grandes

MissBlueEyes disse...

Dina, um problemazinho para ti, pode ser o fim do mundo para mim. EU acredito que muitas mães de parto normal não estão nada contentes com a cicatriz da episiotomia, mas passa-lhes ao lado e conseguem ser felizes assim, para mim, antes de saber a data da cirurgia, era uma coisa que me perturbava mesmo. E não está nada de escandaloso, tenho consciência disso. É a maneira com que vivemos a situação que dita a "gravidade" do mesmo :)

*C*inderela disse...

então já somos duas, paciência 0.

Guinhas disse...

Detesto pessoas que passam a vida a lamentarem-se e olharem para a vida dos outros como se tudo fosse dado "de mão beijada". Detesto. O tempo em que estão sem tomar atitudes nas suas vidas e a pensar na dos outros, façam algo!Não conheço ninguém, por mais feliz que seja que não tenha uns dias menos bons e passado, também, por maus momentos!

Ai que desgrácia disse...

Belo texto! Amei!

PrincesSu disse...

Nem mais!!! Concordo 100%

Senhor Geninho disse...

Compreendo bem a forma como encaras os problemas... Em tempos, também eu me deixava ir abaixo por certas situações mas rapidamente aprendi que não há nada como uma boa atitude, positiva e determinada para resolver situações mais complicadas. Só se vive uma vez...

estrela disse...

Dina este texto é o meu espelho!!
esqueceram-se de nos dar paciencia para aguentar as amigas que nos colocam no caminho e que parece só nos calhar a nós!
há pessoas que deparadas com a mininma coisa é logo um drama....toda a gente tem problemas e não é por isso que anda tudo numa tragédia grega....o que para mim pode ser banal para a outra pessoa é um caos!
temos que saber erguer e lutar sem lamurias por favor!
e olha que há blogs que exageram nas lamurias por favor!!!