segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Manias


O meu marido queixa-se que tenho traços de maníaco-obsessiva. Só porque tenho ideias muito fixas e concretas e porque sei exactamente o que não gosto em casa. Por exemplo, basta um olhar rápido para perceber que certas peças decorativas não estão no seu lugar (nem que seja só um mero centímetro de diferença), e não descanso enquanto eu não as puser no sítio. Odeio ver coisas alinhadas ou centradas.

O meu marido tem-se queixado que se sente oprimido pelos livros que invadiram a nossa casa. E quer comprar uma estante daquelas normais. Mas eu recuso-me porque livros em estantes é demasiado estático. Não consigo fazer-lhe perceber que um livro é mais do que um objecto: é algo com vida, que encerra vidas e sentimentos, algo dinâmico que não pode estar ali parado, encastrado, segundo ordens alfabéticas. É retirar a essência dos livros. Gosto dos meus livros a enquadrarem-se na vida diária do lar. Gosto que eles façam parte de diversos locais da casa. Tenho alguns na mesa de apoio do sofá, tenho alguns no quarto, etc., segundo a sua importância, ordenado de acordo com a personalidade de cada livro.

Ele só me diz que já internaram pessoas por bem menos (e sendo que ele tem poder para interná-las compulsivamente), acho que tenho que controlar as minhas manias. Mas dizem que os artistas têm todos uma veia de loucura... Será que alguém me compreende e também sente assim algo semelhante para os seus livros?

18 comentários:

Karina Silva disse...

Não poderia concordar mais contigo. Os livros para mim são sagrados,adoro lê-los rele-los, e não apenas ler uma vez e pousar como se fosse uma revista. Nada disso. é bom serem folheados depois de lidos, sentir aquele cheiro,relembrar aqueles sentimentos que sentimos ao lê-lo ou até sentir coisas novas..

estrela disse...

Desculpa Dina, eu tenho os meus livros numa estante :( sorry....
ops que eu ainda levo com um livro na cabeça....
xau fuiiiiiii
bjs não te zangues....ok
é normal cada uma de nós (mulheres) temos as nossas manias mas nada de grave para sermos internadas....senão não havia uma única cá fora!!!

Moa disse...

à excepção do livro que ando a ler que está na mesinha de apoio, todos os outros estão em estantes...sorry :)

Bomboca do Amor disse...

Eu compreendo-te perfeitamente.
Tal como o meu marido compreende o teu.
Estamos feitas, querida!
Beijinhos,
Bomboca do Amor.

Nokas disse...

Os meus livros são a minha paixão...por isso concordo em pleno contigo!! Não estás sozinha :)

Bloguótico disse...

De livros e estantes eu não percebo muito, confesso... mas sobre internamento tenho tese de doutoramento, pelo que te asseguro que talvez ainda lhe resistas mais um pouco!! :p

Fashionista disse...

A minha irmã é assim com os objectos fora do lugar, mas entra em casa, corre a casa toda a ajustar as coisas.. eh eh

Dina disse...

Ainda bem que alguém me entende ;) Era incapaz de os confinar a uma estante sem vida...

Estrela: não te preocupes: posso ser obsessiva mas não sou violenta ;)

Blogótico: estou mais sossegada, apesar do teu diagnóstico poder mudar se conhecesses o quadro clínico todo,...

ka disse...

Eu penso exactamente como tu e os meus livros estão igualmente e "estrategicamente" espalhados pela casa.. Aliás odeio estantes odeio o facilitismo de acabar de ler um livro e colocá-lo na "estantezinha" :))) Por outro lado tb não sou a favor de ter um livro de arte na mesinha de centro da sala só pq fica bem como mtas pessoas fazem.. uma outra "psicose" minha é não ler livros que me emprestem pq tenho "medo" de adorar o livro e dps devolvê-lo e não fazer sentido comprar um novo só para ter entendes? sim eu sei sou "psico" lol

Parabens pelo blog continua sou fã..

Dina disse...

Ka. é exactamente isso!! Eu gosto de ler livros emprestados quando um amigo me diz «este livro mexeu tanto comigo, lê». Gosto porque através daquele livro consigo sentir e conhecer mais o meu amigo, não sei se entendes? Mas também não gosto de comprar só por comprar, ou aquelas pessoas que têm livros só para mostrar (como os de decoração na mesa da sala)...

La Boheme disse...

Querida Dina eu entendo-te muito bem. Tenho muitos livros, espalhados pela casa, gosto de estar rodeada deles do "meu pequeno tesouro literário" como lhe chamo. O meu namorado não gosta de ler mas como sabe da minha paixão nem se mete. É bom estarmos rodeadas de histórias:)
Bjs
Boa semana

Sorriso ツ disse...

Também tenho as minha manias e o marido não as entende. (lol) No que toca a livros, não os consigo colocar em estante porque não quero que estejam expostos ao pó e a estragarem-se com mais facilidade. Trato-os como se fossem preciosidades, guardando cuidadosamente os que não estão em uso. Os que estou a ler, gosto de os ter, como tu dizes, a enquadrarem-se na vida diária. :)

Beijinhos

*******

susiedesonho disse...

Eu entndo.te na perfeição mas não deixo de os ter numa estante. Agora o meu marido é que te ia entender ainda melhor. Ele é como tu!

Bj,

Susie de Sonho.

Sílvia disse...

Adoro os meus livros, mas não é por estarem na estante que têm menos vida, gosto mais deles assim porque sei sempre onde estão e pelo menos tenho-os arrumadinhos :)

Palco do tempo disse...

eu tenho os meus toda numa estante que comprei para eles... neste momento ja esta cheia :/ então andam espalhados por casa :)

aloucura disse...

eerr... sim, eu compreendo, eu adoro livros, tenho a mesa de cabeceira cheia deles e por toda a casa. mas tb tem de estar arrumados, claro. só tenho desarrumados os que já não sabem ou ando a ler.

ve no ikea, tem ideias mt giras para arrumação de livros (e não só)

boa sorte!

PS - essa parte de o teu marido ter poder para internar alguém... tu cuida-te! lol

Zoana disse...

LOL! Adorei o post!

Bem...não tenho essa paranóia com livros... Prefiro tê-los arrumadinhos e juntinhos.

Mas concordo: Os artistas são todos meio-malucos! E isso é bom, muito bom! :)

A Ruiva ou a Kika? disse...

Eu tb tenho as minhas paranóias... Todos temos, não é verdade?

Aproveito pra te convidar a visitares o meu blog: leticiakika.blogspot.com