quinta-feira, 7 de julho de 2011

A não perder


Acabei de ler o livro Auschwitz: Os Nazis e a Solução Final de Laurence Rees. E digo-vos: toda a gente devia ler este livro! É exceptional! Sou uma apaixonada pela época da Segunda Guerra Mundial, e adoro ler livros sobre a época. Recuso-me a formar uma opinião sobre o que os livros de História nos contam. Gosto de ter o máximo de informação (de fontes diversas) para perceber realmente todos os meandros da História. Há quem não perceba isto (ao ponto de me chamarem nazi), ao que respondo que todos deveríamos saber mais sobre esta época negra da humanidade para garantir que nunca mais volte a acontecer.

Laurence Rees é jornalista e deve a possibilidade de ter acesso aos registros da União Soviética e de entrevistar um grande número de nazis ligados à Solução Final. Este livro não é ficção, mas a escrita é tão envolvente e bem definida, que se lê melhor do que muitos romances. Conta-nos a verdadeira história da Solução Final, com os pormenores que o tempo apagou. O porquê? Como? Com relatos revoltantes de antigos nazis.
Com testemunhos na primeira pessoa de judeus que sofreram em Auschwitz e em outros campos da morte. Explica-nos como nem tudo o que nos conta é bem verdade. Como os aliados poderiam ter feito algo mais para ajudar os judeus. Com a França contribuiu decisivamente para a deportação de judeus. Com os ingleses não queriam uma vaga de judeus na Palestina. Como empresas como a Bayer compava judeus para fazer experiências médicas.

Recomendo vivamente este livro. Em memória dos milhões de Homens que morreram. Há quem diga que o Holocausto foi uma invenção. Contra isso, não podemos deixar morrer este acontecimento negro. Temos que garantir que as gerações futuras nunca esquecerão o lado negro do ser humano, que teve o seu exponente máximo com a Solução Final.

Nota Máxima!!

7 comentários:

Sandra disse...

Concordo plenamente! Já o li há uns tempos e adorei! Tal como tu, tudo o que é desta época me encanta...e devorei este livro aesar de retratar acontecimentos nada agradáveis!
Continuação de boas leituras!

Verinha disse...

Nem por acaso, ainda há umas 2 horas estive a falar com a minha patroa sobre Auschwitz e sobre alguns livros que ela leu sobre o assunto.
Para ser honesta, é um tema que me faz muita confusão como é possivel terem acontecido coisas daquelas num passado tão proximo, para mim é um tema perturbador e como tal nunca consegui aprofundar muito a questão.
Mas para quem tem coragem deve ser um bom livro.

Bjks***

Teresa I. disse...

É possível que já tenhas lido Primo Levy, mas caso ainda não o tenhas feito, não hesites. São relatos na 1ª pessoa, lúcidos e racionais, sem "floreados" nem enredos "novelescos". Este livro que referes hoje está ali numa estante à espera que eu ganhe coragem para lhe pegar...

Dina disse...

Teresa I.: Por acaso ainda não li. Mas este livro fala um pouco dele. Vou tentar encontrar, obrigada pela sugestão. Boas leituras, acho que este também não te vai desiludir ;)

luarte disse...

Tal como tu, os acontecimentos da II Guerra Mundial interessam-me e fascinam-me imenso pelo lado negativo. Acho que já vi todos os filmes que retratam este episódio negro da nossa história. Quanto a livros, também já li uns quantos. Este livro que sugeres não li, mas já o meti na lista.
O homem cá de casa sonha em ir à Polónia e estar em Auschwitz (só não fomos na lua de mel, porque achei que era um tanto ou quanto macabro). Mas confesso que gostaria muito de conhecer. Quem já lá esteve diz que é uma experiência arrepiante, avassaladora, indescritível. Há quem diga que ainda se sente o cheiro a carne queimada...
Beijinhos e bom fim-de-semana.

disse...

Vou anotar. Também adoro o tema ;-)

Dina disse...

Luarte: Também adorava fazer essa viagem! Acho que será algo memorável, em que se sente o peso todo da história.

Bê: Lê, não te vais arrepender ;)