quinta-feira, 7 de abril de 2011

Amor e Sexo


As mulheres deveriam vir com um manual de instruções. É tão complicado descortinar os meandros da sua mente, até para nós mulheres, quando mais para os coitados dos homens...

Se há mulheres que se queixam de já não haver cavalheiros, românticos, que as seduzam; que lhes oferecem flores, e que as levem a sítios bonitos, para as comquistar... depois há outras que querem tudo mais rápido, que querem passar à etapa seguinte e que se irritam por o homem não ir mais além, mas também não lhe dá sinais do que ela quer....

Em tempos tentamos juntar dois amigos. Era vê-lo atrapalhado porque não queria ir depressa demais, não queria que ela pensasse que ele só saía com ela por causa do sexo, etc. A relação não funcionou. Porquê? Porque para ela, foi devagar demais. Não queria aquilo engonhado, queria ter tido relações com ele, logo no início...

Antigamente queixávamo-nos dos homens por só pensarem em sexo, e acumular conquistas. Hoje tudo mudou. As mulheres já pensam como eles, ou então passaram a assumir as suas prioridades. Eu nunca prescindiria do tempo de sedução: é uma fase tão intensa! Também nunca seria capaz de fazer sexo com um homem logo na primeira ou segunda noite. Mas não critico quem o faça. São maneiras diferentes de viver a sua sexualidade, só isso. Hoje em dia, acaba-se uma relação e começa-se outra logo a seguir, sem dar tempo de fazer o «luto» desse amor/ paixão.

Eu posso ser antiquada, mas continuo a acreditar que há uma diferença entre fazer sexo e fazer amor. E o segundo é tão mais satisfatório e intenso. Não o trocaria por nada. Não concordam?

19 comentários:

Soinita disse...

Concordo contigo. O primeiro, para mim, só faz sentido com o segundo e vice-versa.
Mas hoje em dia acho que as coisas por vezes, se desenrolam depressa demais.

Kikas disse...

concordo, mas tb acho que haverá situações que o sexo é a coisa mais certa. Não sei se me faço entender...

eu acredito noamor...mas não sei se não haverá um dia em que prefira o sexo ao amor...até agora não


D, como estão as coisas?
Já sabes...se precisares eu estou aqui, tal como um espaço lá em casa...

Cacarol disse...

Preciso de tijolos!

Rita G. disse...

Não querendo paracer antiquada, nos dias que correm parece que se começa a casa pelo telhado. A meu ver, a fase da sedução, da conquista é a mais deliciosa. O sexo é uma consequência disso e passar a essa fase logo no 1 º ou 2 º encontro quebra a magia...mas isso sou eu. Há quem pense de forma diferente, claro:) bj!

Pistaxa disse...

Eu sou muito mais pela sedução que pela coisa repentina.Nunca fui e acho que não faz parte da minha maneira de viver ir para a cama com uma pessoa num primeiro ou segundo encontro.Acho que apressar as coisas demais tira-lhes o encanto, e como eu nunca procurei coisas fugazes e rápidas nunca fez parte do meu quotidiano.Acho que hoje em dia as coisas são vividas mais assim, vejo adolescentes já com esse pensamento, as coisas são vividas rapidamente e sem se saborear.
Mas como é como se diz, cada um sabe de si e cada um tira das suas experiências o que quiser.

Beijinhos*

madeMOIselle disse...

Mas completamente!

Para mim, há diferença. E até concordo que haja pessoas para quem tudo vá dar ao mesmo, mas para mim não. Por muito toto que seja, parece-me que seria incapaz de fzer certas cosias que são tidas por normais e naturais por algumas amigas minhas. Claro que aqui não esta em causa o que está certo, se eu sou uma certinha ou se elas são galdérias, simplesmente como disseste são formas diferentes de se cultivar uma relação (ou não) e de viver a sexualidade. Que é de cada um e cada um sabe como a quer viver, sem duvida!

E também acho que por essa "mania de modernismos" - porque as vezes parece-me que é mesmo isso, se perde uma das melhores sensações, a da conquista, do enamoramento.

Recordo-me de um filme que vi e que dizia "a espera faz aumentar o prazer" e concordo. Toda esta fase de preparação, de anseio, de espera, faz com que todo o caminho da relação se prepare com outro encanto e força. Quando a intenção não é essa, então a coisa muda de figura. Mas a intenção é quase sempre essa, mesmo que não haja coragem ou frontalidade para o assumir. Eu sempre tive, e não me arrependo. nunca perdi nada com isso e só me fez voltar-me para pessoas mais interessante completa e tornar-me talvez a mim própria mais interessante completa. Ou então sou uma avozinha, muito "vielle France" como dizem os franceses :)

Tsuri disse...

Concordo contigo, aliás nem imagino de outra forma!

Eu, Tu e o Meu Blog disse...

Pois eu devo ser do seculo da pedra...nunca fiz sexo com ninguem por isso, só sei o significado de fazer amor.
concordo contigo , as pessoas tem que se conhecer, seduzirem-se e só depois avançar para a segunda fase da relação.:)*

Anabela disse...

Concordo plenamente. Já escrevi algumas vezes sobre isso e tenho imensas discussões com amigos que pensam de foram diferente, mas para mim o correcto é ir com calma...
E eu acho a fase de sedução tão gira :)))
Bjs

anf disse...

Mais uma vez concordo contigo,
bjo

*C*inderela disse...

concordo inteiramente contigo :) a fase da sedução é tão boa, o sexo, para mim, só faz sentido quando há amor.

bjokas

Ana FVP disse...

Nem mais!

Tany disse...

Concordo... e muito!*

Goma disse...

Querida!
1º: Concordo plenamente!
2º Fotos da Loja Gourmet ROTA DOS SABORES GOURMET

www.rotadossaboresgourmet.com
info@rotadossabores.com
F. rotadossaboresgourmet@gmail.com

Jo disse...

Não podia estar mais de acordo :) A fase de esperar, de seduzir, é tão maravilhosa.

*Lili* disse...

Eu concordo completamente... Acho que de facto as pessoas devem ir com calma, e sinceramente também acho muito estranho que hoje em dia, as 'meninas' saiem de uma relaçao para se enfiar logo noutra....eu era incapaz de tal coisa a menos que nao amasse verdadeiramente o meu ex...
Agora vou ser honesta... momentos prolongados estou a dar conta neste momento que pelos vistos nunca tive, o que lamento... Pois na altura a gente pensa sempre que é amor ainda que pouquinho... e afinal damo-nos conta que nao é bem assim... Com os erros se aprende... e a vida é mesmo assim. Verdade seja dita >.<
Agora tempo de luto? Quanto é o ideal, é que sinceramente por mais que já não chore, e não me importe o que é certo é que há sempre aquela pergunta "E se um dia eu me confrontasse com o meu ex? Como reagiria?" Ora voilá, entendem o que digo?
Beijinhos :***
http://realdreams-liliana.blogspot.com/

Nokas* disse...

Totalmente de acordo contigo e mais não podia estar. Hoje em dia talvez se assista uma banalização do sexo. A uma vontade imensa do "agora, já". Mas sem duvida que a fase da sedução, da conquista, do antes é tão saborosa :)

Palco do tempo disse...

Concordo :)

kiss kiss

N disse...

Pois se calhar sou eu que sou modernaça, não sei, mas às vezes sabe muito bem fazer sexo. Só. Carnal, instintivo, animal. Com o homem que se ama ou só com um homem. E um não substitui o outro. Às vezes trocava um pelo outro e não necessariamente o primeiro pelo segundo. São formas diferentes de fazer a mesma coisa.
Quanto aos timings, variam. De pessoa para pessoa e de "parceiro" para "parceiro". Eu própria já variei!