quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Cenas de um casamento


Há dias em que sinto que não o mereço. Sei que ele não é nada perfeito, e que até tem defeitos insuportáveis. Mas, há dias em que sinto que eu tenho o dom de atiçar e avivar o pior que há nele. Sou impulsiva e tenho mudanças repentinas de humor. E quando estou triste preciso do meu espaço, de me fechar sobre mim. E depois sou fria e pego por tudo. Sei que muitas vezes a culpa é minha, mas ele já deveria conhecer-me e agir de maneira a minimizar os estragos. Há dias em que dava tudo para ser solteira, para ter espaço e tempo para mim. Não ponho em causa o meu amor por ele, mas agora o que mais precisava era de passar uma semana em minha casa sozinha e sem obrigações...

* A minha mente está vazia. O raciocínio está lento, e a minha rentabilidade em mínimos históricos... Quero sair desta letargia mas o fundo do poço é demasiado lamacento, mais me mexo, mais me afundo...

13 comentários:

Liliana disse...

No amor é mesmo assim! E se duas pessoas estão juntas e se amam, sabem que a outra tem momentos bons e momentos maus!

Temos que saber respeitar e aceitar virtudes e defeitos! Nem sempre é fácil, é verdade, mas é isto que nos faz crescer!

Bjokas

Manuela disse...

Querida Dina, não te penalizes, pois todos nós somos por vezes, assim...
Beijinhos.

Chila Camomila disse...

Estás cansada. Ás vezes também cansa a rotina diária de viver a dois. *

Soinita disse...

Nesse texto para que me descreves a mim. Quando ando mais em baixo, também pego por tudo e por nada. E ele ainda não sabe agir em conformidade com isso...

Filipe disse...

A vontade de estares sozinha no teu canto é contrariada pela necessidade que sabes que tens em ter alguém do teu lado e que te apoie.
Pergunto eu se ficasses essa tal semana reservada apenas para ti, achas que findo esse período estarias melhor? (tu melhor que ninguém saberás a resposta!)
Não estás com cabeça para nada… é um facto, possivelmente não queres pensar muito em nada porque sabes que caminho vai o teu pensamento percorrer, mas há o real perigo que esse vazio e letargia vão contagiando tudo o resto. (Uma simples frase que seja proferida num desses momentos em que não te apetece falar é logo motivo para estilhaçar).
Não acredito que ele não te conheça a esse ponto, aliás, por te conhecer tão bem e por querer muito “minimizar os estragos” é q ele vai tentando retirar-te do poço e da lama.
Quanto mais te mexeres, quanto mais recusares a sua ajuda e fugir da sua mão que te tenta levantar, mais te vais afundando… não apenas tu… mas ele também. Estou certo que ele continuará de braço estendido, procurando puxar-te de uma vez por todas desse poço lamacento.

PS: Depois de ler os comentários acima... tenho pra mim que este post pouco relacionado está com os defeitos e virtudes... digo eu!

Gelatina de morango disse...

Irremediavelmente acabamos por descarregar muitas vezes sobre aqueles que mais amamos. Mas se for com peso e medida (salvo seja, que nestas coisas é difícil haver um peso e medida) acho que é compreensível e tolerável. Desde que o oposto também aconteça. E tu não tens tido a vida facilitada, e todo... Força e beijinhos

madeMOIselle disse...

Então?

Ali ao lado leio "apaixonada", "lutadora", "brincalhona"


vais-me (-TE) provar que isso é verdade, se faz favor???

MissBlueEyes disse...

Eu sou tal e qual como te descreveste! Oh god... Como te compreendo...

Dina se precisares de alguma coisa é só dizeres! Moro no Oeste e o longe faz-se perto!

Um beijo do tamanho do mundo e CALMA que tudo se há-de resolver.

Dina disse...

Filipe: devias ter seguido psicologia... estás tão certo mas é mais forte do que eu. No dia-a-dia normal, já consigo domar mais o meu feitio, mas quando estou em baixo, até tenho pena dele...

Mademoiselle: Também está lá escrito instável, teimosa, impaciente, mau feitio e emotiva... Há momentos da vida em que não é fácil encontrar um equilíbrio...

Miss Blue Eyes: obrigada, és uma querida ;)

Verita disse...

Também sou um bocado assim...às vezes pego por tudo e descarrego nele...e se ele já tivesse percebido como a coisa funcionava, ficava caladinho e ouvia porque já sabia que passados 15 minutos tava tudo bem...mas não, prefere alimentar 60 minutos de discussão...tem dias do caraças!!

Por isso é que às vezes (só às vezes) não me importo de estar separada dele durante a semana porque tenho o meu tempo, o meu espaço, o meu canto...outras vezes é muito chato acredita!!

bjs

Bomboca do Amor disse...

Eu cá acho que esses dias são típicos do casamento!
Beijinhos querida,
Bomboca do Amor.

Mami ( Sónia ) disse...

Querida isso acontece com todas, também tenho desses dias, mas depois passa. Coitado é dele que tem de levar comigo :)

Mariana disse...

Eu percebo como te sentes, mas não podes pensar que não o mereces. Isso não é justo para ti.
bjs*