quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

...


Há dias em que queria esquecer tudo para poder ser livre. 
Mas depois lembro-me que as minhas recordações são o meu maior tesouro...

9 comentários:

Filipe disse...

Para o bem e para o mal, temos um passado agarrado a nós, como tal torna-se impossivel estender os braços para o futuro sem ter em conta ou sentir influencia das raizes que nos prendem ao chão.
A liberdade não está refém das recordações... a liberdade está no bem-estar que poderemos sentir no dia a dia... mesmo havendo a certeza que, em muitos dias, somos prisioneiros de nós mesmos.

Fleur disse...

Ô se são...

Mariana disse...

As recordações boas é que valem a pena:D

Fios de Vida disse...

Pois é. Recordar é viver. Temos é que pô-las no sitio certo. Beijinhos

Bomboca do Amor disse...

Confesso que há algumas recordações que deveriam ser apagaditas, mas também há umas quantas que nunca esquecemos e isso sabe-nos pela vida!
Beijinhos querida,
Bomboca do Amor.

ML disse...

Sem dúvida. Somos feitos de recordações. :)

anf disse...

Esta é uma grande verdade,
bjo

Paula disse...

verdade sim senhora
beijinho grande
paula

Rita disse...

=) *