terça-feira, 14 de julho de 2009

Aviso: Blogger potencialmente perigosa


Há coisas que me tiram do sério e uma delas é pessoas que não têm sentido do que fica bem e mal.

Estou a ficar farta que ouvir sempre «Tás maaaaagra!!!». Quase parece que estou cadavérica e moribunda! Tenho 50 kg por 1.63m. Tenho o peso ideal para a altura e não tenho massa gorda. Mas quase parece que estou a morrer ou então falam-me de reportagens sobre aneroxia. Mas afinal quem está no peso normal é que está mal? Quase me dá vontade de lhes dizer que o excesso de peso é um factor de risco para inúmeras doenças. O pior é quando me dizem «O casamento está a fazer-te mal». Mas afinal fazia-me melhor se tivesse engordado como uma lontra?! «Ele trata-te bem?» Não sofro de violência doméstica e ele tem um cadeado no frigorifico, e não me deixa comer. Fico possessa!

E depois, temos o contrário. Pessoas que chegam ao pé de outras e que em jeito de cumprimento lhes dizem «Eh pá engordastes. Quantos quilos tens a mais». Está gente não percebe que a mulher em questão pode se sentir já o suficientemente mal para não ter que ouvir de toda a gente que engordou! Porra, é mesmo bom ter que dizer «pois foram 6 kilos». Mas alguém percebe que pode estar a deprimir outra, que a está a magoar. Se ela quiser comentar conosco que engordou por isto ou aquilo, ela fa-lo-á. Ter que se justificar a alguém que está, por vezes, ainda mais gordo do que nós deve ser do melhor que há.

E finalmente vem o prémio para as Pessoas Mais Oportunas de Sempre, com a habitual questão «já era tempo de terem um filho, não? é que com a idade torna-se mais complicado!». Mas será que esta gente não pensa que se calhar este casal já está a tentar conceber um filho à mais de três anos, que anda em tratamentos difíceis, que o casal já está a sofrer com isso, que a mulher tem uma depressão e que já não dorme de noite? E depois, vai a única pessoa educada presente fazer um sorrir forçado em jeito de resposta, para depois ir chorar mil lágrimas quando virar costas!

A regra é simples. Comentários acerca destes assunto é guardá-los para si e os seus raros neurónios. Remeta-se ao silêncio. Está escanzelada, está gorda que nem uma porca e nunca engravidou? E depois, a vida é nossa por isso nada de fazer comentários, nem dar sugestões. Estou farta de ter que dar justificações, por isso, a próxima que ousar comentar o meu peso que faça um seguro de vida antes. É que eu ladro... e mordo!!!


23 comentários:

Goma disse...

Se há coisa que me irrita é ouvir essas coisas... As pessoas não se podem limitar a dizer;: "Olá! Estás boa?"??? Têem smpre que referir se a pessoa está magra, se está gorda, se está inchada, azul ou vermelha...gggggrrrrrrrr

Segundo Olhar disse...

Por acaso é curioso, porque eu, por exemplo, tenho tido muitas oscilações de peso. Quando engordo nunca ninguém diz nada, mas quando emagreço vem tudo dizer que estou mais magra. Raras são as pessoas que me têm dito que engordei. Se eu não comentar, também não fazem observações.

Mas que há essas pessoas com um sentido de oportunidade fantástico, há! E são terríveis!!

Bjs

Verinha disse...

Pois eu sofro desse mesmo mal que tu! "Estás tão magra", depois vem a cenas da anorexia e tal que raiva!!! Até a minha mãe me vem com conversas destas! E sabe que eu nunca na vida fiz uma única dieta que seja pra emagrecer!
é que ainda por cima eu estou normalmente a baixo do peso normal!
Tenho complexos de ser magra e ainda me vêm dizer que estou magra!! Olha obrigadinho ah!
Neste momento peso uns 48kg e tenho 1.60, acho que o meu normal são uns 50kg +/-, mas eu queria ter uns 53 ou 54kg no minimo.
Fico tão feliz quando umas calças deixam de apertar! lol
Há pessoas que não se tocam mesmo!!
Ás vezes se se olhassem ao espelho antes de criticar os outros faziam melhor.

Elisabete disse...

Também escrevi um post com um tema bem semelhante!
Tal como tu dizes, também a mim têm a mania de se meter naquilo que como ou deixo de comer! É cansativo mesmo!
Eu até acredito que determinadas pessoas nem o façam por mal, apenas não têm a inteligência suficiente para perceber que são inoportunas. Há coisas que simplesmente não se dizem, até por uma questão de boa educação...

Dina disse...

Ai Verinha, eu é pai, é mãe, é marido, é primos afastados, conhecidos, sei lá. Irrita-me tanto, quando me dizem «ainda vais para a vila ramada». Acho que a próxima pessoa que abrir a boca, vai ouvir das boas, vai pagá-las por todos!

Parece que as pessoas ou gostam de nos atingirem ou não têm mesmo noção!

Dina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Hannah disse...

Isso acontece comigo. Quando era magra, a minha mãe só me dizia: "Ai filha, tu qualquer dia nem tens força para andar, tas tao magrinha".. Agora que estou mais rechonchuda olha pra mim e diz: "Ai filha, olha lá pra esses braços tão gordos.. e essa barriga".

Tão afinal, como é? Magra estava mal, mais cheinha estou mal na mesma.. Já se decidia, não?!

Dina disse...

Realmente Hannah que se entendam! Tive uma fase da minha vida complicada em que engordei porque recorri à comida para «matar a depressão». E era ouvir «ah, não comas isso que ainda engordas mais», «ai que isso é só açúcar». Agora só não me metem um funil dos patos pela goela abaixo porque não o tÊm à mão!!!

Verinha disse...

Sabes eu acho mesmo que não têm noção das coisas! É como a minha mãe comprar um soutien para a minha irmã e não lhe servir por fivcar pequeno e depois diz à miuda "se não te serve dá há tua irmã que ela não tem mamas"!!! Tipo podia ser um bocadinho mais subtil não?! Tipo vestimos exactamente o mesmo tamanho, mas as dela são redondinhas, perfeitinhas, quase que parece que tem silicone e as minhas não, o que dá a impressão que as tem maiores. Mas já desisti de explicar isto à minha mãe!
Olha hoje é um daqueles dias que se me dizem alguma coisa que não gosto vai tudo à chapada! Conforme eu fiquei ainda agora, hoje que ninguém me diga nada! lol

Neni disse...

Dina, subscrevo tudo o que dizes. Acho de muito má tom fazer-se referência ao aspecto de alguém, seja de que forma for. Nunca se sabe até que ponto a outra pessoa irá gostar de ouvir.

Um beijo

Aninhas disse...

É verdade... Há pessoas que falam antes de pensarem e outras que não pensam sequer depois de falarem... São inoportunas em tudo o que dizem... Quantas vezes já não ouvi "Estás mais gorda... Tens que fazer um dietazinha...". Eu tenho consciência e espelho em casa caramba!
E se essas pessoas olhassem para elas mesmas antes hã?

Bjx

Clara disse...

Subscrevo inteiramente o teu desabafo... bolas, uma pessoa acaba de casar e já vêm com a conversa dos filhos!!! Xiça!

O que mais gostei foi de uma cena que se passou no casamento da minha irmã: Nessa altura já eu namorava há uns bons 7 anos e toda a família conhecia o meu namorado. Claro que o comentário da praxe era "agora que a tua irmã já foi, só faltas tu"... perguntavam-me sempre quando me casaria. Numa das imensas perguntas, a uma prima já velhota respondi o seguinte, em desespero de causa: "não sei quando me caso, mas já agora, quando é o seu funeral?"

Silêncio na mesa e caras de escândalo a olhar para mim... escusado será dizer que essas pessoas não foram ao meu casamento :D

Dina disse...

O problema é esse, as pessoas tentam incutir a frustação nos outros, sentem-se bem com o «mal» das outras. Mas essa Clara está demais. hehe as pessoas precisam de houver destas de vez em quando. O pior é que depois somos nós as mal educadas... não há mesmo paciência

Luar disse...

Realmente é complicado mas a melhor solução é uma boa resposta.

A mim já ninguém me chateia... porque já me fartei eu e comecei a disparar respostas.

Ora bem então (cuidado, poderá ferir susceptibilidade...lol):

Comentário 1:
«Tás maaaaagra!!!». «O casamento está a fazer-te mal». «Ele trata-te bem?»

Resposta 1:
Pah é só s*** selvagem todos os dias, dá cabo de mim, é uma maravilha, ao menos não tenho de deixar de comer como tu para emagrecer! Mas é assim, quem tem tem... quem não tem... (seguido de uma risadinha marota e um piscar de olho).

Comentário 2:
«Eh pá engordastes. Quantos quilos tens a mais».

Resposta 2:
Eh pah quase os mesmos que tu, estou a tentar acompanhar-te! (seguido de um grande e largo sorriso)

Comentário 3:
«já era tempo de terem um filho, não? é que com a idade torna-se mais complicado!»

Resposta 3:
(se a pessoa em causa ja tiver filhos)
Realmente ando a pensar nisso mas cada vez que vejo os teus entro em stress, é que são uns selvagens!! Nem quero pensar em ter filhos assim!!!

(se não tiver filhos)
Pois eu percebo o que queres dizer... a idade não perdoa... há quanto tempo andas a tentar?

Enfim... lol...

Bjs e não stresses com isso ;-)

Dina disse...

Ai Luar, fartei-me de rir!!! Demais, adorei mesmo! Acho que este comentário merece um post lol Vou imprimir e decorar as sugestões. Não sei se sou capaz de dizê-lo mas valia mesmo a pena. NEm quero imaginar as caras das pesssoas...

Luar disse...

Hehehe
=)

Clara disse...

O problema é que eu sou muito calminha e ponderada no que digo, por isso estás a ver o que já fervia quando dei essa resposta... e não fiquei apenas como malcriada, aquilo foi de estafermo para cima... coitadinhos dos meus pais (ainda ouvi deles, por cima) bem tentaram desculpar-me, mas não foram capazes...

Por isso, quando me sair assim uma resposta destas... não liguem, estou mesmo fora de mim!

Clara disse...

Luar... vou registar as tuas respostas... sempre são melhores que a do funeral ;)

Sílvia Maria disse...

Sabes que mais? Eu continuo a achar que quem faz esse tipo de comentários é por inveja (é uma palavra muito feia mas adequa-se à questão). E pronto...mai nada! Muita gente não sabe como ficar mais magra e por isso tentam a todo o custo saber qual o segredo, mesmo com a pura ignorância que tudo tem haver com o metabolismo. Eu também sou magra, aliás, tal como tu, tenho o peso certo para a minha altura, sou saudável, portanto!! e quando me dizem algo de genero, principalmente sentindo-me bem comigo mesma, sorrio e mentalmente mando dar uma curva. Sou magra sim, como tudo e mais alguma coisa e não engordo 1Kg...e agora? :P

Rosie Dunne disse...

no outro dia, apos meses sem me ver, uma amiga vira-se para mim "estas gorda!", sem mais nem quê. depois pensou no que tinha dito e começou a contradizer-se, mas o mal ja estava feito.
isto pode ser realmente muito mau, principalmente a pessoas com baixa auto-estima. eu cá nem me acho assim tão gorda (apesar de ter ganho alguns quilinhos) e nem me fez muita diferença. mas foi mau... muito mau. e eu nao gostei nada!

AnaM. disse...

Realmente existem pessoas sem a miníma noção do que devem ou não devem dizer, e muito menos em que situação o devem fazer. Para dizerem certas coisas mais valia estarem caladas! Beijos e relaxa ;)

Su disse...

É completamente estúpido esse tipo de comentários! Comigo é mais o então quando é que casas? Já te estás a descuidar com a idade! Só me dá vontade de responder o que um dia vi no filme 27 Dresses, em que ela se vira e diz que pode continuar a fazer sexo escaldante com desconhecidos hahahah

anaaaatchim! disse...

...eu...tambén...te...acho...um...xisquinho...magrinha melher!! *cof* =)

Kidding!

Sabes perfeitamente que o ser humano normal fica sempre um bocadinho feliz quando consegue fazer com que o próximo se sinta um bocadinho mal...

É mesmo assim... felizes com a infelicidade dos outros. Duh!! Haja paciência para esses comentários...