segunda-feira, 15 de junho de 2009

Há coisas fantásticas não há?


Eu gosto de um galenteio ou mais simplesmente de um piropo. Não estou a falar do piropo do clássico homem das obras, esse não é elogio nenhum porque esse manda piropos a tudo o que é mulher, seja ela bonita ou feia, criança ou com 80 anos.

Não. Gosto quando um homem se demora mais no olhar. Quando segue discretamente o meu caminhar depois de eu passar. Quando dá um toque no braço de um amigo que está ao pé. Que faz um comentário engraçado mas decente. Não quero parecer «cabra» mas gosto. Acho que faz bem ao ego. Gosto quando o L. está comigo e se apercebe, me agarra e aperta mais contra ele. Gosto de despertar nele uma ponta de ciúmes. Acho saudável. E cuidado, não me importo nada que ele faça o mesmo. Eu às vezes até lhe chamo a atenção para algumas mulheres na rua.
Não pensem que me acontece isso todos os dias. Nunca me considerei uma mulher linda (ai a minha auto-confiança) mas nos dias em que me sinto mesmo bem comigo própria, que visto aquela roupa que sei que me assenta mesmo bem e quando estou feliz acho que até os estranhos na rua sentem essa energia positiva. E acho que estes são mesmo os ingredientes da verdadeira beleza...

5 comentários:

Raquel disse...

:)

Eu também gosto! Sabem bem, faz bem ao ego...

Goma disse...

Há!!! Há coisas fantásticas e tar apaixonada é das coisas mais fantásticas!!

Marisa disse...

Sabe muito bem eheheh
Jinhus

sakura disse...

Esses ingredientes são fundamentais :) e quando nos sentimos mesmo bem na nossa pele não há quem não note! Esses ciúmes sabem bem e elevam o ego!
Beijinhos***

Elisabete disse...

E quem não gosta :)
Acompanhados ou não, um "piropo elegante", uma troca de olhares mais longa ou até mesmo o facto de sentirmos que a nossa presença é notada, faz-nos logo subir o ego...nem que seja por instantes :)