terça-feira, 19 de maio de 2009

O amor é assim...


Às vezes tenho saudades do tempo em que namorávamos à janela (sim, ouviram bem!).

Tenho saudades daquela dorzinha no fundo da barriga quando chegava o momento da despedida. E a expectativa de nos voltar a ver depois de um mês de ausência! Aquele fulgor com que nos beijávamos. Aquele desejo insaciável de nos amar. As loucuras que nós fazíamos!

Tenho saudades do tempo de namoro. O amor é cada vez maior. Mas há dias em que não é nada fácil lutar contra a rotina e as mil preocupações do dia-a-dia. Os nossos feitios às vezes fazem com que não aproveitemos ao máximo os nossos momentos. A chama da paixão às vezes teima em enfraquecer mas somos muito felizes juntos. Só queria «apimentar» mais a nossa relação... Mas sempre fui e serei uma eterna insatisfeita. Quero sempre mais e melhor!

Tenho dias assim em que sem motivo aparente estou mais em baixo. Nem eu percebo muito bem porquê...Preciso de me animar!! E já!

11 comentários:

Verinha disse...

é pá isto não é normal, mas tás a falar de mim ou de ti? lol
Ainda nem escri nada hoje pk estou exactamente assim.
Cá pra mim isto deve ser do polen que nos anda a afectar ou coisa do género!
Ás vezes penso se o problema não é só meu e da minha cabeça! Já que para a outra parte parece estar tudo bem.
Se calhar somos muito exigentes! Não sei.

tatanita disse...

Embora eu n seja casada, nem viva com o meu Príncipe, tb sinto o mesmo às vezes. Eu moro sozinha, logo ele está lá quando nos apetece, e aquela dor na barriga e todos esses sentimentos que falas, já não aparecem muitas vezes :S
Sinto-me exactamente como tu!!!

Dina disse...

É bom (ou não) saber que há pessoas a partilhar o mesmo. O pior é isso: para a outra parte está sempre tudo bem. Se calhar sim, somos exigentes demais. Muita gente me diz que com o passar do tempo isto é normal (já lá vão 10 anos) mas não me consigo acomodar! Queria que fosse como antes, será pedir demais?! Eu tento lutar para que estes sentimentos voltem em massa mas não é fácil, porque o meu L. sempre foi de se acomodar muito. Quem disse que a vida a dois era fácil?

Elo disse...

Compreendo-te perfeitamente, ainda não sou casada, nem vivemos juntos, mas já namoramos há 6 anos!
Aquela paixão inicial deu lugar a um sentimento muito mais duradouro, sólido (amor), mas mais calmo! A solução é mesmo apimentar, fazer coisas diferentes, sair da rotina...
Bjs
P.S. Gostei muito deste post. Revi-me nas tuas palavras, pois também eu sou a eterna insatisfeita! ;)

Carla disse...

Ohh kiduxa, não te preocupes. Eu também ando assim!!!
Quanto a apimentar a relação... epá inventa qualquer coisa, nem que seja só o facto de te deitares no lado dele e com a almofada dele ja é diferente! a sério.. perfuma a cama.. coloca-lhe um bombom debaixo da almofada, sei lá.. ha tanta coisa (pequena) que se pode fazer e que faz mudar tudo!
Tenta
Beijinhos grandes da mana
Até já :):):)):):

Dina disse...

Elo e Carla, eu tenho que admitir que se calhar tb me deixei cair na rotina. Antes, estava sempre a inventar coisas novas! Mas depois entre as contrariedades diárias e o facto do meu marido nunca fazer surpresas (nunca foi dado a isso, mas acho que só começei a sentir necessidade disso agora) acho que me deu perguiça... Mas vou lutar contra isso. Vou tentar mudar isto!
Carla! Seja bem aparecida, andava desaparecida...Bjinhos

Elisabete disse...

Bem, isso do ser uma eterna insatisfeita acho que é típido das sagitarianas (tal como eu), por isso compreendo o que queres dizer :)
Mesmo quando sabes que és feliz e até és uma sortuda pelo que tens, há sempre alguma coisa que falta.
Qualquer longa relação acaba por cair numa rotina que nem sempre é fácil de quebrar. É ai que entra a "pimenta" :)
Acho que é uma excelente ideia, ele vai adorar e a ti vai-te fazer sentir renovada e há tanta coisa que se pode fazer...
Aconselho-te vivamente a levares essa ideia em frente :)
Beijinho

kuka disse...

Bem,apesar de não estar no momento em nenhuma relação,a não ser comigo e isso não conta,acho que entendo.Há dias assim,mas tenta fazer-lhe umas surpresas,como a Elisabete disse faz entrar a pimenta.É dificil mas não impossivel.
beijinho

Sara disse...

É assim mesmo que eu me sinto por vezes! A rotina e os afazeres diários fazem com que a chama esmoreça pouco a pouco... Temos de fazer umas maluqueiras de vez em quando para que a paixão volte a ser o que era. Mas concordo contigo quando dizes que o amor vai crescendo, mas aqueles beijos do início fazem tanta falta!!! Ai que saudades...
Beijinhos

Dina disse...

É isso!! Tenho que apostar em muita «pimenta»! O pior é que temos horários contrários: eu trabalho de dia e ele de noite, ele está em casa durante a semana e ao fim-de-semana trabalha, e eu é o contrário, enfim... Mas nada é impossível! Obrigada a todas pelo apoio ;)

anaaaatchim! disse...

Acho que todas nós acabamos por nos sentir assim em alguma altura, mas deixa-me contar-te que estou com o Helder há quase 15 anos (quase 6 de namoro, e quase 9 de casamento), e sabes que há alturas em que ainda sinto um formigueiro por mim acima quando o vejo? Nunca mais me esqueço quando estive internada 10 dias por causa de uma apendicite / peritonite... quando ele entrava na enfermaria, o meu coração parece que vinha à boca... ficava logo a sorrir tipo idiota =)
Nessas alturas sei que o sentimento original está cá dentro... nós é que temos que saber encontrá-lo da melhor forma! =)