segunda-feira, 16 de março de 2009

Como estragar relações num minuto


Há sensivelmente um ano, chegou uma estagiária ao escritório. Revelou rapidamente ser alguém com carácter e de opinião vincada. O L. logo me advertiu que não poderia dar muita confiança porque lhe parecia ser a típica pessoa do «colhe aqui, semeia acolá». Apesar de termos dois estilos totalmente opostos, fomos falando muito, e chegámos a sair fora do âmbito profissional.


Na quinta-feira passada, deixou vir ao de cima a sua veia mais calculista e falsa. Apesar de já ter feito uma cena deplorável parecida com um ex-colega em que o tratou abaixo de cão com o intuito de fazer boa figura frente a uma das sócias da empresa, que presenciou tudo.


Na quinta foi comigo. Fiquei parva com tanta falsidade. Ri-me até, ao longo da reunião durante a qual tudo tentou para fazer prevalecer o trabalho dela mas sempre às minhas custas. E para mim isso não dá. As pessoas que demonstrem trabalho e iniciativa! Mas nunca tentando destacar-se a falar mal dos colegas.


E para quem me conhece, sabe perfeitamente que foi a gota de água. Sou capaz de tudo (dar o sangue dos braços como se costuma dizer) para simples conhecidos até, mas quando me picam, ai jasus, acabou. Posso dar confiança muito rapidamente (demasiado rápido) mas se traem a minha confiança, nunca mais é igual. Não há retorno. E dói quando nos magoam assim, sem pré-aviso. Agora reina um clima silencioso extritamente profissional. E eu consigo ser muita cabra quando quero...



3 comentários:

Sara disse...

Deixa lá! No meio de tudo quem fica a perder é ela. A mim que sou muito ingénua custa-me acreditar que existem pessoas assim...

Segundo Olhar disse...

Eu às vezes também peco pelo meu bom coração. Dou confiança, confio e às vezes levo com os pés. Mas pisarem-me os calos é que não!

anaaaatchim! disse...

usarem os outros como escada é lixado... é para os usarem como degraus, têm que os calcar...

eu pessoalmente sou incapaz de calcar alguém, mas há muito quem o faça =(

acredito que essas pessoas terão um dia, o que merecem!!