quarta-feira, 29 de março de 2017

Casas com "história"












A minha casa é o meu espaço mais pessoal: não convido qualquer um para lá ir, nem para partilhar uma refeição connosco (porque para mim, estar à mesa sempre foi mais do que partilhar alimentos, é dar-nos em plenitude aos nossos convidados). Não sigo as tendências de decoração, mas é claro que me influenciam. Gosto de cor, de luminosidade, de calor. Odeio tralha e demasiados objectos: sufocam-me. Gosto de me sentir bem no meu espaço. E por mais que seja old fashion, há objectos que pontuam as divisões lá de casa, porque são objectos que me dizem muito, que têm uma história e memórias associadas. Porque estas peças não são meros objectos decorativos, mas sim toda uma junção de pessoas, momentos e felicidade. Adorava que a minha mãe me desse algumas coisas, e de ter uma casa maior.

E a renda/ crochê sempre marcou a minha infância. Lembro-me da minha mãe sempre a fazer renda no velho sofá castanho da minha infância. Recordo os serões em que a ajudava a fazer novelos, porque se comprava a linha ao grosso por ser mais barato. Lembro-me, nas férias, de ver as mulheres da aldeia, à porta de casa, à sombra, cada uma dedicada às suas artes, enquanto conversam com vizinhas. A minha mãe deu-me imensa renda. Renda que não uso de forma convencional porque não aprecio. Mas gostava de ver apontamentos de renda em casa porque afinal esta faz parte da minha essência.

Tirei estas ideias na net, e estou já a planear o meu próximo DIY. 

2 comentários:

Cátia Ferreira disse...

Ideias muito giras! Beijinho

VerdezOlhos disse...

Mas que ideia GIRA!!! Eu já fiquei cheia de vontade de ir pedir croches destes :)