quarta-feira, 1 de julho de 2015

Vergonha


Há quem me pergunta se não deveria sentir vergonha de falar do meu problema de saúde. Noutros tempos, se calhar. Mas agora não. O meu pai morreu de vergonha. O meu pai andou meses a urinar sangue sem dizer nada a ninguém porque tinha vergonha. O desfecho até podia ter sido o mesmo, mas não me esqueço da importância das pessoas não terem medo de expor as suas fragilidades, de falar, de alertar. Porque falando da nossa maleita, podemos fazer com que outras pessoas se dirigem ao médico, que estejam mais atentas aos sinais do seu corpo.

Por mim, nunca mais ninguém morreria de vergonha. 

10 comentários:

Bárbara Marques disse...

fica sempre: "e se...". O se é uma incerteza com a qual é muito difícil viver...

Jo disse...

Concordo contigo!

Sol disse...

Não é vergonha nenhuma. Ao falarmos sobre o assunto podemos estar a ajudar muita gente que ignora os sinais. Beijinho

Patricia M. Silva disse...

Eu sou nova aqui, por isso, peço desculpa por perguntar: qual é o teu problema de saúde?

Alminhas disse...

Porque havias de ter vergonha?! Hoje em dia já se tornou um problema comum. Mil vezes falar, do que fechar o "medo"! Porque não é vergonha que as pessoas têm, mas sim medo! Medo de ser real, medo que se transmita (absurdo, mas ainda há pessoas que pensam assim) por "partículas de saliva"! Sempre foi melhor esconder e fugir! Enfim. Que corra tudo bem Dina! Beijinhos

maria disse...

Vergonha de quê? Mas tu tens culpa de estar doente? Há gente muito estúpida! Eu falo de tudo e não tenho vergonha nenhuma.

Vidas da Nossa Vida disse...

Concordo em absoluto! Eu também tenho uma doença crónica, endometriose e falo abertamente e escrevo sobre isso. Graças aos meus desabafos chegou até mim a pressente da associação que me recomendou os melhores especialistas e assim cheguei à médica que agora me segue e que, graças à sua habilidade cirúrgica tenho outro milagre a caminho. Também falo sem pudores dos abortos que sofri e que fazem parte do meu caminho. Acho que sentir vergonha e guardar tudo para nós a sete chaves torna tudo mais difícil e perigoso, também, claro, se a pessoa não procurar especialistas que a possam ajudar.

Moa disse...

Não tens porque ter vergonha.

Dina disse...

Patrícia: tenho um mioma uterino com 8 cm que me tem provocado anemias muito fortes, hemorragias, etc.

Patricia M. Silva disse...

:( isso é chato... muito... mas não é vergonha nenhuma, longe disso.
E falar sobre o assunto ajuda. Ao menos desabafar...
As melhoras :-)