quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Mágoa


Pior do estar chateada com alguém, é estar magoada. A mágoa tira-nos a força, a vontade de barafustar, de reclamar o que achamos que temos direito de exigir. A mágoa traz silêncio, afastamento, cicatrizes difíceis de sarar. O perdão torna-se mais difícil.

Estas últimas semanas têm sido complicadas em termos de saúde: o meu fiel companheiro uterino tem feito das dele. E na terça-feira foi um péssimo dia. 

Há dias que o homem lá de casa andava nervoso e irritadiço, mas a experiência diz-me que nestes dias mais vale fingir que não vejo e não oiço. Mas pelo menos livro-me de arrelias que sei que à partida ele vai ganhar: porque eu nunca tenho razão, ele nunca admite a culpa e nunca pede desculpa.

Terça senti-me mal em casa. Duas vezes. Tive que me sentar no chão duas vezes repentinamente para controlar ao máximo as tonturas e as dores. E ele nem uma única vez se levantou. Nunca se chegou ao meu lado. Nunca se dirigiu a mim para um mimo, uma carícia na cara, para uma palavra de apoio. Uma das vezes foi o pequeno que foi lá fazer festinhas na cabeça a dizer "que foi mamã". E ele sempre no sofá. Tive que ser eu a cuidar sempre do pequeno. Ontem estranhou a minha frieza e não percebe porque estou magoada.

Numa altura em que o nosso casamento estava finalmente melhor, esta situação foi pior do que um balde de água fria. São gestos e atitudes que ficam marcadas. Hoje finalmente admitiu que está preocupado com a saúde do pai. Nem vou tecer comentários. Remeto-me ao silêncio porque francamente acho que parte do meu coração ficou de luto por um amor que pensava renascido. 

14 comentários:

martaaconversa disse...

Que te posso dizer, Dina? Estive casada 6 anos. Tenho uma Filha com 4. Em dois anos o meu ex-marido mudou radicalmente - a situação que descreves também a passei. Pedi-lhe inúmeras vezes para não desistir de nós. Não ligou. Conclusão, acabei por desistir. E estou muito melhor agora.
Se tu o amas, como me parece, fala com ele. Luta.

Jo disse...

Percebo-te perfeitamente... prefiro estar chateada do que magoada. Pelo menos na primeira consigo dizer o que sinto, o que me atormenta, barafustar... e a coisa passa, mais tarde ou mais cedo. A segunda é pior... mais silenciosa e mais difícil de ultrapassar ou de esquecer... Na tua situação sinceramente nem sei o que te dizer. Talvez falando com ele as coisas pudessem melhorar... Um beijinho!

Cláudia disse...

Há coisas que quando têm que ser explicadas e mesmo assim não são compreendidas deveriam servir para nos abrir os olhos para a razão.

E há alturas em que por muita força de vontade que tenhamos temos que saber dizer basta. Dar murros em pontas de facas só dói numa das extremidades, a que continua a tentar.

ML disse...

Como percebo essa mágoa... beijinho forte!

Moa disse...

Pois...essas coisas magoam e são difíceis de esquecer, porque afinal bastava um gesto...

Alexandra disse...

Oh :( que situação complicada! De facto é razão para te sentires magoada :( Espero que a tua saúde melhore e que tenhas muita força para enfrentar esta situação! Tudo de bom para ti!

Ritokas disse...

Beijo muito grande e se precisares é só dizeres e tenta falar com ele <3 <3

C. disse...

Compreendo-te perfeitamente porque eu consigo guardar mágoas durante muito tempo... o que nos destrói na verdade.
Então aprendi a não gastar energias com quem não merece, incluindo mágoas.

Gelatina de morango disse...

Fiquei com o coração apertadinho por ti ao ler este post... beijo grande para ti e que tudo corra pelo melhor.

jenickson Rayron disse...

Gostei muito de teu blog. Amei! Poderíamos ser parceiros? Jenickson.blogspot.com

Rainha Ervilha disse...

:(
que tudo corra...pelo melhor.

43 e picos disse...

A mágoa nem sempre permite o perdão, embora aceite as desculpas.
Muita força!

Pink Poison disse...

A única coisa que te posso dizer, acabadinha de chegar ao teu canto, é que te compreendo na perfeição. Força.

Aninhas disse...

Os homens às vezes são mesmo uns insensíveis de todo o tamanho! Acredito que seja melhor estar chateada que magoada, a mágoa às vezes é dificil de ultrapassar, mas nesta situação em concreto é tentar dialogar e lutar pela relaçao se ambos o desejam.