segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

I´m fine


O corpo já dava sinais de desgaste, mas pensei que seria somente cansaço acumulado. Há quase duas semanas que tinha tonturas constantes, mas continuei ao meu ritmo normal. Na sexta-feira passada, quando cheguei a casa, sentei-me na cama e não consegui levantar-me mais. Fui até ao Hospital e depois de alguns sustos (temi pela minha saúde cardíaca) foi-me diagnosticada uma anemia muito forte. O meu mioma e o cansaço acumulado fizeram das deles. Esperam-me exames, a cirurgia é uma sombra cada vez mais presente, mas tudo vai correr pelo melhor. Tenho que cuidar mais de mim. Tenho que desacelerar (ainda não sei bem como), tenho que estar mais atenta ao meu corpo. 

O que mais me irrita nisso? Quando dizes que tens anemia, até a quem sabe dos teus problemas de saúde associados, e te dizem "tu não te alimentas!". Não há nada que me deixe mais irritada. Já não estava com tanto peso desde que estive grávida e se tenho cuidados alimentares é justamente por causa da minha saúde!

O Hospital de Vila Franca de Xira está uma verdadeira vergonha. Uma enfermaria de 6 pessoas albergava mais de 15 doentes, com patologias variadas (infecções respiratórias, gastro, anemia, etc.) em que os doentes são auscultados frente aos outros: sim, os doentes têm que expor o seu caso clínico e levantar a camisola frente a outras pessoas do outro sexo. Um hospital novo que não tem as mínimas condições. 

16 comentários:

martaaconversa disse...

Dina, eu tenho peso XL e tenho anemia. Também me irrita essa conversa!
As melhoras.

Agridoce disse...

Lamento muito. Mesmo. É daquelas coisas chatas que não podemos fazer nada, porque não controlamos. Quando soube que tinha um mioma ainda pesquisei soluções alternativas (alimentação, hábitos, etc). Penso que chegámos mesmo a falar sobre isso. Mas a verdade é que pouco ou nada se pode fazer.

Espero que melhores da anemia, e que aproveites para abrandar um pouco o ritmo (até porque já percebeste que a tua entidade patronal não merece que dês cabo da tua saúde...). Se a cirurgia for a única opção, cá estarei para torcer muito e enviar muita força!

Um grande beijinho

Dina disse...

Agridoce: sim na altura falamos sobre isso. Não há mesmo nada a fazer. O meu ginecologista é mt pragmático: até até eu aguentar viver com os sintomas. Agora não sei vamos ver o que ele me propõe fazer. Mas custa pensar numa cirurgia tão radical. Fala-se muito da mama, que nos retira a nossa feminilidade, mas e o nosso útero? Ninguém fala muito nisso. Mas pensamento positivo!

Agridoce disse...

Antes de mais, calma. Obviamente que não conheço o teu caso clínico nem sei detalhes, mas dependendo do caso, há outras alternativas (tratamentos hormonais, remoção apenas do mioma, etc).

Tem calma, não andes no Google a cuscar tudo e a criar macacos na cabeça!

Nada como falares com o teu médico ou, até, pedir uma segunda opinião.

Não penses já no pior cenário

Um beijinho

Isa disse...

As melhoras Dina! É uma doença muito pouco simpática!

Dina disse...

Agridoce: já sofri dessa doença do Google e felizmente curei-me ;) Tratamentos hormonais estão fora de questão no meu caso e a remoção apenas do mioma nunca é garantida. Ele cresce por dentro das paredes uterinas, o que dificulta uma remoção sem danos. Mas mantenho pensamento positivo, a sério que sim. Apenas gosto de encarar as coisas friamente para não criar ilusões e desilusões

Agridoce disse...

Eu percebo-te perfeitamente.. Não vale a pena dourar a pílula, mas também não desanimes sem falares com o teu médico! Força :)

ML disse...

Mas que grande chatice... As melhoras Dina. Que consigas fazer o melhor por ti. E tenta também abrandar.

Quanto às condições do hospital e à forma como as pessoas são atendidas, fiquei de boca aberta.

Os utentes já estão frágeis quando se dirigem ao hospital e ainda têm essas condições à espera. Uma tristeza, mesmo. :(

rosa_chiclet disse...

As melhoras querida..

Kisses***

jenickson Rayron disse...

Texto excelente.

Jo disse...

Espero que tudo melhore por aí...!

(e já agora no hospital também... que tristeza!)

Tatiana Dias disse...

As melhoras, ninguem merece :(

Beijinhos,
Saltos Rosa

maria disse...

Eu tirei o útero há quase 10 anos, precisamente porque também tinha muitos miomas e correu tudo muito bem. E no meu caso não entrei em menopausa precoce porque fiquei com os ovários. Antes da cirurgia andava sempre cansada, também tive anemia, tinha hemorragias horríveis. De um modo geral, tudo melhorou e sinceramente, ter deixado de ter o período até me agradou. Agora, retirar o útero abala um bocado e eu já tinha 43 anos na altura.

43 e picos disse...

Rápidas melhoras!

Cláudia Pereira disse...

É sem dúvida uma das conversas mais enervantes! Mas o que se há de fazer!?

As melhoras :)

Petra disse...

As melhoras Dina.