quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Divagações de mãe


Quando olho para o Simão, já não vejo nenhum bebé frágil. Vejo já um menino crescido, com vontade e feitio próprio. Sinto sempre uma pontada de nostalgia pelo tempo que passou tão rápido, mas só uma pequeno pontada, porque o que sinto é felicidade. Sou tão feliz por este caminho que temos vindo a percorrer. Estamos juntos a aprender a vida. E eu (re)vivo a vida, através das suas novas descobertas. Voltei a entrar num mundo de fantasia. A rir-me de parvoíces que só podem sair da boca de uma criança, mas que fazem tanto sentido. Ele faz-me renascer todos os dias que passam. 

Nesta altura do ano, é altura de desejos e eu só peço saúde e muitos anos para o ver crescer e se tornar num homem de verdade. A felicidade é tão simples, tão acessível. Só espero que  2015 seja brando, que a minha relação conjugal ganhe cada vez mais estabilidade e que sejamos muito felizes.


3 comentários:

ML disse...

Que esses desejos se realizem todos. São os mais especiais!

Opinante disse...

Tudo de bom minha querida!

Diana Vilas Boas disse...

Que todos os teus desejos se concretizem e muitos mais. Boas festas!