segunda-feira, 2 de junho de 2014

Os meus momentos


O fim-de-semana foi muito bom com um Dia da Criança repleto de brincadeiras. Fomos ao parque municipal mais perto onde o Simão teve direito a espectáculos, balões e insufláveis. 

Esta semana é muito especial para mim: na sexta o Simão celebra o seu segundo aniversário. Não vi o tempo passar. Mas é tão bom vê-lo crescer. É um amor indescritível. Tem um feitio difícil, é guloso, é teimoso, só faz asneiras, mas é delicioso :) Adoro brincar com ele, estar no mimo com ele a ver televisão. Sim toda a minha vida gere à volta daquele ser e é assustador.

Só uma situação a minar-me o moral (ok, duas, que a minha ex-entidade patronal ainda não me pagou): já escolhemos o nosso futuro carro. Eu deveria estar entusiasmada, mas a compra de um carro novo pressupõe vender o carro do meu pai. Eu sei é um simples objecto mas tem um valor tão sentimental para mim. Traz-me tantas memórias só nossas, que acho que vou ser incapaz de me desfazer dele. É parvoíce eu sei. O meu pai é que era importante. Mas vender aquele carro significa deixá-lo ir mais um pouco...

5 comentários:

Tsuripa disse...

Querida Dina, bem te entendo... Vai insistindo com eles. Pressiona, pois está gente não pode falhar com as obrigações!
Já do carro, eu tive a mesma dificuldade, por um motivo muito semelhante. O dia em que vi o carro a seguir, chorei. Mas já passou;)
Força e parabéns pelo filhote!

Manias de Mulher disse...

Percebo-te tão bem na parte da venda do carro do teu pai. Nós cá em casa tivemos de vender um carro que já tinhamos há muitas anos e com ele passamos tanto! Custou-nos imenso ter de o vender...é como se já fizesse "parte da família".

Jo disse...

Percebo essa ligação sentimental a um bem material. Mas de facto, há determinados objectos que fazem parte das nossas memórias com determinadas pessoas... que são quase um bocadinho de nós, de todas essas coisas que vivemos...

Isa disse...

Querida Dina, os objectos têm o valor que lhes atribuímos... O teu pai estará semmmmpre dentro de ti e um carro novo, quando necessário, é uma maravilha!!:)

Opinante disse...

Já 2 anos? Como o tempo passa!!