quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

O Natal é quando uma mulher quiser


Ando desaparecida, e quero já agradecer os votos de quem se lembrou de mim nesta quadra. Tentei entrar no blogue ontem, mas não consigo fazê-lo a partir de casa. E por aqui o trabalho abunda.

O Natal foi muito caseiro e muito bom. Passados a 4, a comer (já engordei 1.5kg desde que a minha mãe chegou), a brincar e a rir. Adoro ver o Simão com a avó. A minha mãe dizia-me sempre que não tinha paciência para crianças. Mas afinal, estão sempre de mãos dadas, a brincar, ela de joelhos pelo chão, a rebolar. Isso enche-me tanto de alegria. Dá-me um aperto porque sei que o meu pai também entraria na brincadeira. Mas fomos muito felizes estes dias. Sim, porque as últimas semanas foram de tempestade lá por casa, mas isso vai ser motivo de outro post. O Simão delirou com aqueles embrulhos todos só para ele.


Acho que ainda vou a tempo de desejar muitas felicidades a todos! E um abraço de compaixão aos que engordaram tanto ou mais do que eu!

3 comentários:

Jo disse...

É bom ter notícias tuas... :) Apesar dessa tempestade, é bom saber que estes dias foram de alegria... :) Um grande beijinho! (também devo ter engordado uns quilitos...!!)

Cherry Pie disse...

Eu só me atrevo a pesar-me daqui a uns três meses:) Continuação de boas festas e felicidades.

Saltos Altos Vermelhos disse...

Boas Festas Dina ♥