segunda-feira, 22 de julho de 2013

Mudanças


A maternidade muda-nos. Esta começa logo quando idealizamos um filho. Porque é neste momento que começamos a amá-lo, a ser nosso e através dele amamo-nos mais a nós. Cuidamos mais de nós. Fazemos todos os sacrifícios para que aquele ser possa nascer e que nasça com saúde.

Dizer que quando nasce uma criança nasce uma mãe, não é lugar comum. Há uma nova mulher que nasce naquele dia. Não anula a outra, mas complementa-a. Deixamos de nos preocupar com ninharias, damos mais valor à vida nos mais ínfimos pormenores: um sorriso encerra toda a nossa felicidade (tal como um coco, vá). Aquele amor traz-nos amor, paz. Apesar de vivermos sempre em sobressalto porque queremos protegê-lo de tudo e todos. Para o resto da vida.


E depois há mudanças engraçadas que se operam em nós: nunca mais consegui beber coca-cola nem abarrotar-me de chocolate. O meu gelado preferido passou a ser o cornetto de morango (o único que conseguia comer durante a gravidez). Mas também nunca mais a minha pele foi a mesma (ainda mais seca do que o habitual) e tenho frio e/ou calor nas mais estranhas situações. E mais estranho ainda: passei a gostar de passar a ferro, para a felicidade do homem lá de casa.

9 comentários:

Jo disse...

Isso é que foram mudanças... :)

mici disse...

É melhor preparares o espirito para aceitares coisas que jamais pensarias em dizer sim. mas quendo te pedem com um sorriso, tornas-te um coração de manteiga... e pronto! muitas e muitas vezes já ouvi dizer "olha se tu á uns anos achavas graça a isso..." mas enfim por eles mudamos infinitamente...

me disse...

Que curioso,não sabia que passar por uma gravidez podia alterar os gostos. Sobretudo no passar a ferro!lol Oxalá aconteça-me o mesmo, porque detesto errr lol Bjinhos

Caco disse...

É uma experiencia maravilhosa e é uma fonte de alegria e amor absolutamemte inesgotável! Tenho um bebé de 5 meses e meio e estou a viver a maior felicidade do mundo!

Pegada Minimalista disse...

ola :) gostei muito do teu blog e já agora parabéns pela gravidez e muitas felicidades.

ja agora ve o meu blog e espero que gostes

http://pegadaminimalista.blogspot.pt/

Fernanda disse...

Nina,acabei de ler noutro blogue sobre a, digamos, azia, porque quando um bébé nasce, na maternidade nos tratam por mães, dizendo que isso nos anula enquanto indivíduos e, comentários que não ficam atrás. Far-lhes-ia muito bem ler o que escreveu aqui!Talvez percebessem que ser mãe não nos anula enquanto indivíduos. Ser mãe engrandece-nos, somos mais PESSOA. Não perdemos individualidade, acrescentamos mais à nossa individualidade.

aNaMartins disse...

grandes mudanças, e positivas! só quem tem um filho, pode escrever algo assim! beijinho

nobady's listen disse...

totalmente verdade este post ... tanta coisa boa que nasce em nós... tanta mudança ...

Verinha disse...

Ainda mora aí alguém ;)
Bjks***