sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Do amor


Devo ser das poucas mulheres que ontem não receberam o mais pequeno presente, nem sequer uma flor. E não me importo nada, antes pelo contrário, porque gosto de presentes sem datas marcadas, quando menos estou a espera.
 
As celebrações da São Valentim foram óptimas e a três. O homem organizou um lanche ao ar livre e à noite cozinhámos juntos um jantar romântico que apreciamos juntamente com o nosso amorzinho. Isso sim, para mim, é que faz sentido. Se é o dia do amor, o amor é para ser celebrado pelo que ele vale e não por objectos.
 
Podem pensar que isso são argumentos de uma ressabiada que diz que gosta assim porque tem um homem que não lhe oferece nada. Mas não. Pode não oferecer nada nestas datas, mas mima-me à sua maneira tão especial. Quando faz noite chega sempre de manhã com um bolinho ou pão de deus quentinho para o meu pequeno-almoço. Agora que estou desempregada, chega à casa muitas vezes com uma revista, sem que lhe tivesse pedido nada, para me entreter.
 
São gestos pequenos e simples que mostram amor e carinho. E eu sou feliz assim. São estas pequenas coisas que nos fazem esquecer as menos boas e nos fazem seguir em frente.

17 comentários:

refugiomadeirense disse...

Eu também não recebi nada e também não comprei nada para lhe oferecer. Mas tivemos uma noite como tu descreveste, menos a parte do bebé, ainda somos só dois. :)

Laura Santos disse...

Ele é atencioso contigo todos os dias, que mais podes crer?...O dia dos Namorados é apenas e só mais um dia. São mais importantes os pequenos gestos inesperados.

Isa disse...

Aqui também não houve prendas dos dias dos namorados, nem surpresas... só jantarzinho em casa juntos e a rotina de carinho do costume. E é muito bom assim!

Jo disse...

Também não recebi nada e não me importo nadinha!! Tivémos a companhia um do outro... e a promessa do prolongamento do dia dos namorados pelo fim-de-semana dentro. Hoje vou ter direito a jantar surpresa... e estes pequenos gestos chegam-me perfeitamente :)

Na Província disse...

E são esses pequenos gestos que valem . Um grande beijinho

Fashionista disse...

bem verdade! O amor mostra-se nas atitudes e nos pequenos gestos diários!

Monica www.organizaracasa.com disse...

Olá,

Já somos 2.

Não ligo nada a este dia.

Para mim o dia mais importante é o dia que começamos a namorar.

Faço imensas surpresas ao longo do ano.

Bj

Mónica - A Dona de Casa Perfeita
www.organizaracasa.com

Opinante disse...

Pormenores que nos fazem felizes :D

CS disse...

Outra aqui deste lado que não recebeu nem deu nada. Nem jantar romântico tivemos direito pois ele tem um restaurante e foi ele que proporcionou jantares românticos aos outros ;)
Antes de ter a Alice, perguntou-me ele na noite de namorados: "Não queres passar a noite comigo?" Ainda vacilei porque a vontade não era muita mas lá fui eu passar a noite com ele (no restaurante a tornar a noite dos outros mais romântica) :))

Tsuri disse...

Ora nem mais! Esses pequenos gestos dizem tudo e isso é que alimenta a relação de forma saudável!
Beijinho

Scarlet_Perry disse...

Gostei muito deste post! Este sim, é o lado a que tens que te agarrar quando as coisas estiverem menos bem!E concordo com a tua visão do S. Valentim. N´s aqui trocamos lembranças, algo simbólico...
Beijinhos

Karina sem acento disse...

Acho isso maravilhoso e concordo com tudo o que dizes. O amor é para se ir celebrando ao logo dos dias, com pequenas acções que nada têm a ver com prendas materiais. É claro que por vezes sabe bem recebermos um mimo, mas não é por isso que se gosta mais ou menos.

Angela Costa disse...

Pois eu tb nunca liguei ao dia dos namorados ... o que importa são os gestos de carinho o ano inteiro :)
Kiss

Petra disse...

Tens toda a razão dina... Este ano por acaso recebi e até fomos jantar fora... Mas porque calhou pois para nós tal como dizes o amor tem de ser celebrado sempre e sem datas marcadas!
Ele tantas vezes aparece também com miminhos e outras vezes sou eu... é assim o amor... beijo

Pipita de Chocolate disse...

Aqui também não houve prendinhas, não há "tempo" e não há nada que necessitemos mesmo! Fomos jantar um sushi àqueles restaurantes tipo fast food e divertimos-nos a encher os partos o máximo possível! Passamos uma óptima noite! :) Eu também prefiro esses miminhos :) Uma revista ou um bolinho posto no saquinho do almoço sem eu dar conta!

Beijinhos

Little m. disse...

a meu ver, não é necessário um dia no calendário para se fazer ações de carinho!

Portuguesinha disse...

Exato. 100% de acordo.
Todos os dias deviam ser dias para ter gestos que revelam carinho e atenção. Dia marcado tira a responsabilidade de todos os preguiçosos! (que só se preocupam nesse dia e esquecem o resto do ano!)