quarta-feira, 14 de março de 2012

Será possível?


... amar duas pessoas ao mesmo tempo?

Acho que todas já passamos por esta dúvida. Mas hoje, não acredito que se possa amar duas pessoas ao mesmo tempo. Porque o amor leva tempo a construir-se, a fortalecer-se. O amor nasce e amadurece com a vivência de experiências comuns. Podemos sim, sentir paixão por duas pessoas. Ou amor por uma e paixão por outra. Porque quando a rotina corrói uma relação de amor estável, por vezes, sentimo-nos atraída por outro homem que representa aquilo que já não sentimos naquela relação estável, aquilo que aquele homem já não nos proporciona, representa menos dificuldades, mais espontaneidade, mais borboletas no estômago. Sentimos saudades do jogo inicial de sedução.

Agora o amor é outra coisa. E não acredito que se ame dois homens. As mulheres confundem facilmente as coisas. Ou então preferem deixarem-se guiar pelo inconsciente e não pensar no que fazem ou sentem. Por vezes, condenando uma relação que tem tudo para dar certo. Não critico certas paixonetas platónicas, aquelas atracções do momento que nunca passam de um olhar. Acho que toda a gente continua a ter olhos e a poder apreciar o que é belo. Porque nem sempre "amar" significa estar envolvido num relacionamento amoroso. Nem por isso somos forçados a sucumbir quando nos sentimos atraídos. 

O problema põe-se quando uma pessoa já não consegue encontrar tudo o que precisa numa única pessoa. Mas quando aquele homem já não nos completa inteiramente e sentimos a necessidade de nos envolver com outro, para mim, isso quer dizer que já não o amamos, por isso esta questão já não se põe... O amor é um sentimento único.

E vocês, acham que se pode amar duas pessoas ao mesmo tempo?

11 comentários:

Sexy na Cidade disse...

acho q o amor nunca é o mm para os dois...so temos de aprender a separra as aguas =)

maria

Miss Desastre disse...

Também já achei que se podia amar duas pessoas ao mesmo tempo, é como dizias, todos já nos interrogamos sobre isso. E eu já passei por isso, já vão 10 anos mas já me aconteceu e ainda hoje me questiono sobre esse assunto.
Na altura a idade era outra a perspectiva da vida também, achei que amava duas pessoas ao mesmo tempo. No meu caso o meu erro foi ter considerado a hipóteses de estar apaixonada pelo meu melhor amigo da altura. Naquela altura estávamos ambos frágeis e de facto 10 anos depois sabemos que foi um erro termos dado o passo que demos.
Entretanto quando ainda estávamos juntos conheci o meu companheiro dos últimos 10 anos, e durante os primeiros anos não consegui compreender muito bem o que sentia pelo amigo que então perdera.
A verdade é que 10 anos depois de tudo o que se passou naquela altura, recuperei a amizade e compreendi que de facto amo os dois, mas um é o irmão que nunca tive e a segunda pessoa que melhor me compreende, o segundo amor amor é diferente.
O segundo amor é fui construindo com o meu companheiro durante estes 10 anos, e é amor e paixão e todas as coisas boas e más que vêm junto com o amor.
É a vida que nos dá a serenidade de olhar para as situações e compreender o verdadeiro sentido das acções e dos sentimentos.
E como dizes se não conseguimos encontrar tudo o que precisamos numa só pessoa então é porque o amor deixou de existir, e é altura de mudar o rumo e não ficar presos a desgastar cada vez mais a relação e as personalidades de cada um.
Mas no fundo o amor e a sua complexidade são sempre difíceis de entender e explicar porque na sua plenitude são diferentes para todos os seres humanos.

Marabunta & Framboesa disse...

Concordo totalmente com o que dizes... Amar acho que só se ama um! Paixão já é outra história...

Nokas disse...

Facilmente se confunde as coisas, mas o tempo mostra que afinal não é assim...é como dizes, amor constrói-se, é fortalecido com o tempo...não é possível fazê-lo com duas pessoas!

Rita G. disse...

Amar duas pessoas ao mesmo tempo não, mas sentir atracção por outra pessoa mesmo quando se ama alguém, julgo que sim. Convém é não estragar uma relação sólida onde existe amor verdadeiro, por uma atracção passageira. É isso que vejo acontecer cada vez mais. bj!

Moa disse...

Concordo contigo! Não se ama duas pessoas ao mesmo tempo. Podemo-nos sentir atraídas por outra pessoa mas isso não é amar!

*Lili* disse...

Concordo que amar só se ama um, nunca dois. No entanto já senti e confesso atracção por mais do que uma pessoa. Também já baralhei o facto de amar alguém como irmão e amar alguém como paixão. Acontece. Mas também ainda sou muito nova para saber o que sinto :) só o tempo dirá...

Pulseira disse...

Sou completamente da mesma opinião....AMOR,AMOR, não se pode sentir por duas pessoas. Amar alguém, é ama-lo completamente, com tudo aquilo que tem e aquilo que não tem. Se pensamos que amamos duas, é porque não amamos nenhuma delas...porque nenhuma nos completa, e isso não é amor!

Filipe disse...

Que é isso do amor e do amar?! Alguém me saberá responder?!
Será possível alguém amar ao mesmo tempo duas ou mais pessoas?
Vejo a insistência que se usa relativamente à impossibilidade de tal acontecer, e que, o que poderá acontecer na realidade é a mistura e a confusão de sentimentos.
Denoto uma certa tendência para se justificarem que aquele que realmente amamos prevalece, e que o tempo assim o dirá! Certamente que haverá casos em que o tempo assim não o disse nem o dirá! Certamente haverá mulheres que já amaram muito mas que no fim, acham que tudo aquilo foi uma paixão passageira! Certamente deve até haver quem saiba que cometeu um grande erro! Todos sabemos o que realmente sentimos, podemos não divulgar, mas todos o sentimos.
Não adianta nada estar a tentar dizer que amamos mais este ou aquele… q o amor é maior por este ou por aquele motivo… se calhar vemos as coisas ao contrário… não percebemos que o sentimentos em si… (o amor…o amar) não existem por si só… pelo que sentimos… existem porque aquela outra pessoas alimenta-nos de amor ou paixão… não é o sentimento que cresce com o tipo de relacionamento… são as pessoas que crescem, são as pessoas que sentem a sede da outra pessoa… (e não do amor/amar)… são as pessoas que criam os vendavais de paixão, de odio e da desilusão.
Antes de se perceber se é possível amar duas pessoas ao mesmo tempo… convém primeiro tentar perceber se conhecemos o amor, se nos conhecemos a nós próprios e aos companheiros/parceiros/amantes/maridos.
Por fim... tb acho engraçado como post's interessantes sobre roupa, bébes e afins tenham muitos comentarios e este assunto... seja comentado de uma forma mt residual! :)

Guinhas disse...

Eu já achei q se podia amar duas ao mesmo tempo e, sinceramente acho que sim, embora de formas e intensidades diferentes....tb amamos uma mãe e pai, de forma diferente pois pela diferença deles.Temos coisas que gostamo de fazer mais com um, outras com outro mas aceitamos ambos. Olha eu nunca passei, dps de adulta por isso.É apenas uma divagação

Dina disse...

Bem Filipe: Este comentário deu que pensar... Tenho a dizer relativamente à última parte do comentário que tal facto se deve provavelmente à sensibilidade especial da mulher. Para um homem, algo sobre roupa ou bebé, é simplesmente algo sobre roupa ou bebés. Para uma mulher, isto representa um modo de vida, uma personalidade, diz-nos muito sobre os outros e sobre nós. Relativamente ao amor, penso que é mais difícil uma mulher falar de amor. Uma mulher sente-o. Nada melhor do que um homem para o verbalizar. Os poetas masculinos são os que melhor falam de amor. As mulheres apreendem-no em silêncio e vivem-no intensamente no seu dia-a-dia ;)