quinta-feira, 17 de novembro de 2011

:(

Este Natal vai ter um sabor amargo e bastante deprimente. Não quero ficar muito triste mas não posso deixar de ficar. Não consigo controlar. Para mim Natal sempre foi poder jantar em família petiscos que todos adoram, conversando, rindo, mimando-nos. E há ausências que são insuperáveis.

Este ano vou ter que passar o Natal em Lisboa. Os meus sogros não vão poder vir. O meu marido soube que afinal vai trabalhar às 19h00 no dia de consoada. E a minha mãe... bem ela decidiu que este ano prefere passá-lo com outra filha. Eu sei e compreendo que não pode vir sempre passar à casa da mesma. Sei isso perfeitamente, não sou egoísta nem mimada. Mas custa-me porque este ano preciso bastante e porque afinal posso passar o Natal totalmente sozinha. Perante isso ela simplesmente me responde que jante mais cedo. É bom vê-la ir para uma filha que sempre a rejeitou, já a pôs fora de casa, etc.

É uma facada. Dói muito. O que sei é que o meu marido prefere por baixa a deixar-me sozinha neste dia. Se não, olhem, fazia aqui um passatempo: Quem quer ter a Dina a jantar lá em casa no dia de consoada ou até a fazer de árvore de natal? Não sou esquesita....

46 comentários:

abspinola disse...

Ola Dina, fiquei sensibilizada com a tua situação e cimo te compreendo, este ano também calha lá em casa o Marido trabalha na Noite de Natal e Dia de Natal, infelizmente não vou ter a sua companhia.
Este natal quero estar com a minha mãe.

Bjstos e força.

Moa disse...

se quiseres aparecer por cá estás à vontade. è uma situação chata...força!

verniz escarlate disse...

Dina convidava-te se pudesse querida mas a minha consoada também será passada a trabalhar...
Já me habituei a isso e a minha família infelizmente também.
Pensa que podem não estar fisicamente contigo mas pelo menos estão todos bem. Se este anocalha menos bem, para o ano será melhor. Marca um mega jantar noutro dia, afinal, Natal é quando se quer...
;) beijinho solidário para ti

M. disse...

Aqui em casa serás bem recebida se tal acontecer ;)

AVOGI disse...

Se quiseres vir até à Madeira recebo-te de braços abertos, podes crer. custou-me ler as tuas palavras porque eu, sagitariana como tu levo muito a peito as datas, e a ausência . As facas que me metem no coração nunca de lá saem. infelizmente sou assim e o natal para mim é família reunida amigos por isso deixo aqui o convite podes vi com o teu marido.
kis :=(

x. disse...

Querida força, vais ver que vai correr tudo bem.

Liliana disse...

Estás desde já convidada!

A sério mesmo!

Beijoca

Sónia disse...

oh querida :( não posso deixar de ficar triste ao ler isto... se quiseres vir até ao Porto tens as portas abertas!
Beijo grande

susiedesonho disse...

Compreendo na íntegra o que dizes. Natal é em família e não sozinha.

Bj,

Susie de Sonho.

Karina disse...

Podes vir para aqui querida Dina,que o meu também não será dos melhores..

Anabela disse...

Oh minha querida, de facto é uma situação muito chata. Eu também dou muito valor ao Natal e não me admiro nada por te estares a sentir assim.
A atitude do teu marido é bonita, e prova o quanto ele gosta de ti.
Se quisesses vir a Águeda, tinhas aqui um lugarinho :)))
Beijinho

Dina disse...

Fiquei tão tocada. Obrigada minhas queridas, do fundo do coração.

MissBlueEyes disse...

Queres vir passar ao Norte a consoada a casa da minha Mãe??? Vem connosco, e vimos no dia 25 para baixo na parte da manhã, para o meu marido ir com o nosso filho a casa da minha sogra, e assim podes passar o 25 com o teu marido.

O convite está feito com todo o gosto :)

Opinante disse...

Oh minha querida, imagino o quanto de doi e magoa essa situação...

Deixa ver como será a minha... no final da próxima semana já saberei :(

Devaneios da Princesa disse...

Natal com dramas familiares é do pior que pode haver.
Um beijinho*

Soinita disse...

Eu recebia-te cá em casa com muito gosto. :)

BluBacio disse...

É uma situação chata! Não sei como me iria sentir se estivesse na tua situação :( O Natal é uma época especial, para passar com quem mais gostamos junto ao calor da lareira... mas quando nos vemos sozinhos fica tudo completamente cinzento. Força

Devaneios.de.mestra disse...

Pela primeira vez, na minha vida, fiquei com lágrimas nos olhos ao ler o teu texto. Pareces-me ser impecável e não mereces ficar sozinha. Se quiseres arranja-se aqui mais um lugar na mesa não te preocupes... Espero que tudo se resolva pelo melhor, bjoka.

Alice disse...

Acho que podemos fazer uma consoada juntos. O meu marido passa nos Bombeiros.

Parece-me que estamos em circunstâncias idênticas.

Tudo se irá recompor, vais ver!

beijinho

A Flor disse...

É de facto uma situação triste, sou louca pelo Natal e não imagino não o passar com a família. Não há forma do teu marido meter baixa e irem passar a casa de familiares? Se quiseres dar um pulinho a Castelo Branco és bem vinda. Beijinho.

Fashionista disse...

oh.. percebo o que sentes, em casa também somos muito unidos e gostamos de passar todos juntos, todos os irmão passam juntos e assim não há separações! Respira fundo e tenta não guardar amargura!
Força!

Isa disse...

Realmente é uma situação daquelas...
As portas da minha casa também estão abertas à menina!
Mas quer-me parecer que o teu marido já está a providenciar a tua companhia!:)

Claudia disse...

Welcome! Vais ser divertido contar as tertúlias dos nossos blogs!

Sorriso ツ disse...

Compreendo-te.. Ficaria como tu, no teu lugar.

Deixo-te um beijo gigante! :)

Dina disse...

O que mais me toca é que sinto que todos os convites são sinceros. OBRIGADA. É bom conhecer pessoas como vocês, são impecáveis.

Palco do tempo disse...

podes vir passar por aqui :) Um beijinho grandeeeeeeeeeeeeeeeeeee

Gelatina de morango disse...

Vou estar longe de Lisboa no Natal mas de qualquer forma deixo aqui um beijinho cheio de carinho para ti. Força Dina!

algodão doce para duas disse...

Dina, se quiseres passar com uma família em que metade não se dá muito bem com a outra metade mas tentamos todos fingir que sim porque é a melhor prenda que podemos dar aos meus avós é estarmos juntos nessa noite, vem. Há sempre espaço para mais uma :)
@Anna

Tsuri disse...

Acredito piamente de que não passarás o dia sozinha, tenho a certeza de que ficarás com quem te é mais querido. No entanto, caso não aconteça faço questão de te abrir não as minhas portas, mas as de casa dos meus pais que também se sensibilizaram com este caso. Somos uma família grande:)
Anima por favor Dina sim?
beijinhos

Babi disse...

Já não é a primeira vez que incluo na minha noite de Natal alguém que "não conheço", adorei a primeira vez e adoraria repetir a experiência... Contigo! Estás mais que convidada (e Sintra é já aqui ao lado) ;).

Bjs

Guinhas disse...

Se quiseres aparecer, há sempre lugar para mais um!

Ana FVP disse...

E que tal Angola? Humm?! Alinhas?! Não estou a gozar. Eu dava tudo para ir passar com a minha família. Por outros motivos, que realmente não magoam tanto como os teus, não o vou poder fazer. Mas assim passavas no calor, eu esmerava-me na consoada (só péssima na cozinha...) e até éramos capaz de nos divertir.

Parece-te bem? ;)

Maria Suzel disse...

Olha....os meus Natais tambem são bem mais tristes por diversas razões, no entanto faço sempre questão de tornar a minha casa linda com decorações, ter os pratos tipicos de natal, centro de mesa e muito amor para dar. A minha porta estará aberta para ti concerteza minha querida, sozinha é que nunca ok?até lá tudo se resolve.bjs

Mariana disse...

Que situação mais complicada:$ Se fosse comigo acho que me sentiria perdida e muiti triste. Percebo o que sentes. Um grande beijinho!

Alminhas disse...

A porta cá de casa também está aberta:)
Ninguém passa o Natal sozinho!! Beijocas e convite está feito e é sincero:)

Maria disse...

POis, comprendo te tão bem minha querida , para mim tb não está nada facil, mas tenho comigo o marido e filhos, mas sinto falta do resto, tambem te podes juntar a nós aqui por Alcobaça, és bem vinda, bj

Purple disse...

Eu recebo-te com todo o gosto. Ficas a conhecer a minha pequenina e nós até moramos perto uma da outra ;)

Beijinhu grande

Ritokas disse...

Minha linda sigo-te há muito tempo e como tu o meu pai tb já partiu e sei bem o que é a possibilidade de não ter o marido nesses dias, mas digo-te sinceramente onde comem 10 comem 11 por isso sente-te à vontade para vires e mais um beijinho grande de quem tão bem te compreende. Beijokas

Senhor Geninho disse...

Tragam o fato de banho, a toalha de praia e venham até Timor! ;D

E. disse...

Dina, a minha família está sempre disponível para acolher mais alguém :) Como já percebi que somos colegas de profissão, até poderiamos discutir umas teorias, intercaladas com bombons, enquanto eles se entretêm com o canal da casa dos segredos ;)

salto para a lua disse...

se vieres ao Porto podes vir jantar cá a casa e passas o natal connosco :) sabes que a família não se escolhe, já os amigos...olha se te serve de consolo, a minha mãe não passou muitas noites de natal comigo e com os meus irmaõs quando eramos pequenitos. por isso compreendo-te bem.

beijinhos***

Dina disse...

Pareço uma tontinha: conseguiram pôr-me a sorrir e ter a lágrima no canto do olho de emoção. Apesar de não me conhecerem, sinto tanto carinho desse lado! Como poderia ficar triste? Com pessoas assim! Quase me deu vontade de pegar no carro e fazer uma road trip pelas vossas casas todas: um bolo de bacalhau aqui, um sonho ali, uma fatia de bolo rainha acolá, ... :) E até ia vestida de mãe natal...

Até convite para Timor e Angola! Se vos disser que passo férias sozinhas, voltam a fazer o convite? ;)

Obrigada mil vezes. Encheram-me o coração. Pareço uma lamechas, mas é verdade. No dia de consoada vou pensar em vós, muito!

Saltos Altos Vermelhos disse...

Dina!!! Porto?? queres? Familia enorme, grande confusão e uma pequenina de 16 meses a fazer as maravilhas! Podes vir, será na minha casa, de coração!

Saltos Altos Vermelhos disse...

não faltará animação, prometo!

SusMar disse...

Olá Dina,

Só hoje conheci o teu blog e desde já tenho a dizer que gosto da tua honestidade...

Vou buscar-te ao Forte da Casa por volta das 19.30h para uma Consoada na Quinta da Piedade, ok? Bem pertinho...

Mulher, Woman et Femme disse...

Minha querida, nem sei o que te dizer...
Ma algo me diz que o teu maridinho, vai arranjar aí um "esquemazinho"...
Sabes, também eu tenho uma mãe assim, digamos, diferente... Fui aprendendo a relativizar (se é que é possível fazê-lo com a nossa própria mãe), e tentando "aceitá-a! Que dizer ou, que fazer??
Um beijinho e muita força,
Filipa