quarta-feira, 28 de setembro de 2011

É hoje que sou apedrejada


Quero fazer uma ressalva: adoro animais e defendo sempre os seus direitos. Sempre que posso participo nas campanhas de apoio à protecção dos animais e luto contra o abandono. Amo animais.

Mas, francamente há uma coisa que estranhei bastante quando cheguei a esta cidade: como é que as pessoas se podem ligar de tal forma aos seus animais domésticos. Conheço pessoas (e não são poucas) que são capazes de chorar compulsivamente pelo seu animal. Que são capazes de se endividar e comprometer o futuro da sua família para salvá-lo. Que o mimem como se fosse uma criança. Desculpem as almas sensíveis, mas por mais que se ama um animal, não deixa de ser um animal. 

O que mais me choca é que normalmente estas pessoas conseguem amar mais os bichos do que as pessoas. Pronto, agora a maioria vai-me dizer que é porque os animais por vezes são mais amigos do que muitos seres humanos, e eu concordo plenamente. Mas como é que é possível ver uma pessoa amar loucamente um animal e depois ser tão insensível ao sofrimento humano. Como é possível haver pessoas a gastar todas as economias num animal, privando os próprios filhos de coisas necessárias. Como é possível serem tão carinhosos para animais e depois menosprezar seres humanos. Não podem abandonar um animal, mas depois abandonam os seus idosos nos hospitais. Choram a doença do gato mas depois são insensíveis ao cancro de um familiar. Defendem os direitos dos cães mas depois vão caçar aos fim-de-semana, etc.

Todos devemos amar e respeitar os nossos aimais domésticos (e não são!). Mas acho que há pessoas que caem no exagero. Ou então são simplesmente contraditórias: só têm capacidade de amar muito os animais, e poucos os seus amigos...

15 comentários:

Palco do tempo disse...

ah pessoas que dão mais valor aos seus animais do que a família **

Lux disse...

Sabes querida, eu não acredito que quem trate assim um animal vá abandonar um idoso num hospital... Ou não quero acreditar porque seria um contra-senso.
Isso são pessoas sem sentimentos, e se não os têm para com outras pessoas também não têm para com os animais.
Como sabes eu adoro animais, adoro os meus gatos e ainda há pouco tempo chorei baba e ranho porque perdi o meu fiel companheiro.
Fique com duas gatas, que adoro, mas mesmo assim é complicado porque por vezes, tal como acontece com pessoas, acontece com os animais... Criam-se laços muito fortes de ambos os lados.
E sim, posso dizer que no geral gosto mais de animais que pessoas... Dou-lhes mais valor e por uma série de razões que não vou estar aqui a enunciar pois não acabaria o post.
Agora, claro está, um animal é um animal e, até por respeito para com ele próprio, deve ser tratado como tal... Não como uma pessoa que não sou. E aí, concordo que existem pessoas que exageram...

xoxo
Lux

Alminhas disse...

Acho que vais ser mesmo apedrejada! lol
Eu percebo o que queres dizer, mas acho que não te explicaste da melhor maneira... e vai haver gente que vai passar-se...lol
No meu caso tenho animais que são tão importantes como algumas pessoas que me são queridas... mas em como tudo na vida há prioridades e por vezes temos que fazer escolhas. A vida é mesmo assim:) Quando assumimos responsabilidades temos que ponderar e ter noção que são para a vida... e que não podemos simplesmente descartar delas, quando nos surge um problema maior. Há que encontrar alternativas. Beijocas

algodão doce para duas disse...

Percebo perfeitamente o que queres dizer mas acredita também que gosto muito mais do meu cão e da minha gata do que de muita gente da minha família. E que por eles faço mais do que por algumas dessas pessoas. Beijinho :)

@Anna

Bomboca do Amor disse...

Ora aqui está um assunto que eu nem me atrevo a comentar ou ainda corro o risco de ser apelidada de cruel!
Beijinhos querida,
Bomboca do Amor.

Nokas disse...

Não quero acreditar que quem goste tanto de animais seja indiferente à dor humana...mas hoje em dia tudo é possível!!

M.M. disse...

Eu tenho exactamente a mesma opinião que tu... só nunca me atrevi a dize-la em público :P

Eu tenho um cão que adoro, que levo a passear, super inteligente que cuido, que levo ao veterinario quando é necessario... mas jamais passaria necessidades para que ele nao as passasse. E conheço muitas pessoas que são assim... deixam de comprar coisas basicas para elas proprias e para a familia para comprar um shampo não-sei-das-quantas para o cao ou outra coisa qualquer super cara para o gatinho que encontraram na rua :|
Pronto agora seremos as duas apedrejadas :p

Moa disse...

tem muito que se lhe diga, pois há animais que valem muito mais do que algumas pessoas!

abspinola disse...

Bom Post Dina.
Levantas te um dilema sobre a questão de dar tudo pelos animais, e digo te que há pessoas assim e conheço, fazem de tudo pelos animais, eu adoro animais, tenho 2 gatos em casa que nada lhes falta, e em casa da minha mãe existe lá 4 gatos, ja gastamos imenso com um gato o meu querido e companheiro TARECO, fiz de tudo para o salvar, há casos em que existe essa tendencia para suprimir o amor pelos filhos e pelas familiares em prol dos animais.
Mas acredito que há outros que conseguem ver os dois lados.

Nem tanto a terra nem tanto ao mar.

Bjs

Dina disse...

Pelo menos somos 3 a ser apedrejadas :)

Zoana disse...

Concordo plenamente!
Acho que devem serr amados e até respeitados... Mas, tal como qualquer outra pessoa, não devem ser o centro da nossa vida.

Conheço gente que é quase incapaz de ficar em algum jantar ou qq evento do estilo até mais k a meia noite pk "o cão já está desde as 7 da tarde sozinho em casa"...

Enfim...!

Itauanne disse...

seguindo seu blog
me segui tbm
http://intensamenteamor.blogspot.com/ bjoss

BORBOLETA ESVOAÇANTE disse...

OIEE!
Estava borboleteando por aqui e te achei.
Concordo em gênero, número , e grau com você, flor.
Temos a missão de cuidar desse planeta como um todo.Temos um mandamento a cumprir: Amar a Deus e reconhecê-lo em todos os lugares,e ao nosso próximo como a nós mesmos, Porque ao olhar para ele vemos também uma faceta de Deus
Bjus.
BORBOLETA ESVOAÇANTE, me visite,vamos voar por aí.
dexconstrucao.blogspot.com

*C*inderela disse...

Sempre tive animais e depois de muitas situações gosto mais de animais do que pessoas. Para mim eles são membros da familia e trato eles como trato alguém querido.
Não sei se uma pessoa que goste de animais seja indiferente a esses casos, seria um contra senso, mas no meu caso são assuntos que me tocam imenso, tanto com animais como com pessoas.
Como membros da familia eu tento proporcionar aos meus animais tudo do melhor enquanto posso. Compro uma ração mais cara porque sei que é melhor para eles. Resumindo: mimo os meus gatos como mimo alguém querido.

bjokas

estrela disse...

já somos 4 a ser apedrejadas!
eu concordo contigo!