quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Património público?


Não sou mãe, nem posso dizer que sou uma pessoa demasiado pudica. Mas tenho regras de decoro bem definidas. E há uma coisa que me mete alguma confusão: a proliferação de mamas à solta que se vê por aí, de mães recentes. 

Não faz parte da minha personalidade sacar uma das minhas mamas para fora perante o olhar de dezenas de desconhecidos. Há quem não sinta qualquer problema em fazê-lo, mas penso que estas pessoas deveriam pensar um pouco nos outros que podem não se sentir tanto a vontade com isso. É estar a descansar num banco de um centro comercial e ver a mama ali a poucos centímetros de nós. É estarmos a comer num restaurante (ou em casa de amigos) e ver a mama inchada logo a nossa frente (e quando é uma mama amiga ainda se pode tornar mais constrangedor). O bebé pode estar aos berros e ter que se agir rápido, mas tapar delicadamente a mama com uma fralda ou pano não demora mais do que um minutinho. Ou então uma pessoa levantar-se da mesa e ir até ao sofá, por exemplo?

A minha amiga explicou-me, serena, que quando se tem um filho as nossas partes íntimas se tornam património público. Não sei se me convence. Para mim já basta ter que mostrar algumas partes a dezenas de indivíduos desconhecidos de bata branca. O marido dela diz que ver uma criança mamar é o mais belo espectáculo do mundo. Claro: para os pais da criança.

Acho que amamentar é um gesto lindo entre mãe e filho, mas acho francamente que se pode fazer com um pouco de recato...

29 comentários:

Isis disse...

Concordo plenamente. Pelo menos podiam fazer como algumas mães que não tendo um local recatada para o fazer colocam uma fraldinha por cima do rosto do bebe e da dita cuja...

Nokas disse...

Eu concordo contigo, faz-me um bocadinho de confusão...Mas a maioria dessas pessoas diz que não há problema e que é a coisa mais natural do mundo!

Fashionista disse...

eh eh eu nunca fiz em público!

m disse...

LOL também não sou fã disso!

susiedesonho disse...

Querida Dina,

Como sabes sou mãe e já amamentei mas nunca, nunca o fiz em público. Era incapaz porque penso tal e qual como tu. As minhas maminhas são íntimas e não património público. Lembro-me, inclusivé, de receber visitas de familiares em casa e ir para o meu quarto, para ninguém ver. É uma coisa bonita sim mas nem tudo o que é bonito é para mostrar ao povo.

Bj,

Susie de Sonho.

Bomboca do Amor disse...

No outro dia vi uma senhora no café com ambos os seios de fora!
Foi simplesmente assustador.
Eu tenciono amamentar o meu filho mas só se perder a minha sanidade mental é que me acontece algo assim.
Beijinhos,
Bomboca do Amor.

Liliana disse...

Concordo contigo e também me faz muita confusão. Assisto a isso com a minha cunhada que, apesar de tapar a mama não tem pudor em fazê-lo em frente a qualquer pessoa. Eu também acho isso muito constrangedor e não me imagino a fazê-lo sem ser em frente do pai!

PS: Acho q vou ter q adiar...por causa da Lua de Mel há certos medicamentos a tomar... :(

Tsuri disse...

Concordo na totalidade contigo Dina, sem dúvida. Tenho os dois tipos entre amigas e apesar de não ser propriamente púdica confesso que é algo que vou ter em atenção um dia que tenha de amamentar.
beijinhos

CS disse...

Estou a contar amamentar a minha princesa mas esse espectáculo não será público, de certeza. A mim também me deixa constrangida e sou mulher... Não entendo o à vontade, por mais natural que seja o acto. Nem à frente de família próxima o farei, quanto mais num centro comercial, Jesus! :)

Gelatina de morango disse...

Não sei se pensarei de outra forma quando chegar a minha vez mas neste momento seria completamente incapaz de o fazer em público.
E por mais que seja um momento bonito entre mãe e filho, que é, pode sempre haver uma alminha mal intencionada a rondar (infelizmente há muito tarado à solta).

A Tulipa Azul disse...

Concordo faz-me uma certa confusão ver amamentar em lugares públicos, quando ia de comboio para o porto de manhã havia uma senhora que que amamentava o filho sempre lá, não tinha tempo de faze-lo em casa:)
http://atulipaazul.blogspot.com/

AVOGI disse...

Eu ainsa sou do tempo....em que havia pudor e nao se mostrava as mamas ao público. mas digo.te eu propria fico constrangida e quando ainda leccionava, em plena reuniao de professares e eram mais de 50 ,a pessoas que presidia a reunião saca da mama e, ali À frente,virada para nós pôs o bebe a mamar. Sem tapar o seio, sem se incomodar. Incomodada estava eu, mas isso sou eu que ainda sou do tempo...
ah e não eram só mulheres, havia professores (masculinos)
kis .=(

Marianne disse...

Bom, não concordo NADA com isto. Sou mãe de dois. E, quando toca a amamentar, a mama não é mais do que um biberão. Para mim, é apenas o recipiente que tem o alimento dos meus filhos. Não é uma parte íntima, não tem conotação sexual, nada. É um biberão, apenas.

Nunca tive problema nenhum em amamentar onde fosse, fosse à frente de quem fosse. Lamento se isso incomoda e mete cabecinhas a ter outras ideias, mas há que resumir o acto ao que ele é: alimentar um filho.

Só me senti incomodada uma vez, num shopping. Sentei-me num sofá a meio dos corredores para amamentar e houve um velho que se abeirou de mim e ficou plantado a olhar, não para o meu filho, mas para a minha mama. Tapei-me com uma fralda e segui caminho.

Acho mesmo que amamentar é uma coisa naturalíssima, sem conotação sexual absolutamente nenhuma. Não me chateia amamentar em qualquer lado, como não me chateia ver ninguém a amamentar.

(Se isso te faz confusão imagino a confusão que te faria teres-me visto a "ordenhar" uma amiga, mãe recente, com o peito a rebentar pelas costuras e já sem conseguir fazer outra coisa que não chorar. Ela pediu ajuda, eu ajudei. Estávamos em casa, sem ninguém a ver, mas não deixou de ser uma amiga a ordenhar outra. E a aliviá-la de dores e incómodos. E a arranjar maneira de pôr uma bebé de dias a mamar como deve ser. A natureza no seu melhor...)

Bjs.

*C*inderela disse...

concordo inteiramente contigo. apesar do acto em si ser lindo há sempre aquela exposição intima que não é para toda a gente ver.

bjokas

Dina disse...

Marianne: Eu também entendo os teus argumentos, mas a mim incomoda-me, apesar de não lhe por uma conotação sexual, não deixa de ser uma parte íntima exposta, seja ela biberão ou não... Agora a imagem de ordenhar uma amiga é adorável :)

Isa disse...

Pois a mim também me faz alguma confusão e de nada tem a ver com conotação sexual. Não gosto de ver, apesar de ter consciência que eu é que me sinto mal, não a mãe que está a dar de mamar.

luarte disse...

Não sou mãe, mas não me choca nada ver uma mãe a amamentar em público. Tenho visto muitas nos mais diversos lugares e acho a coisa mais natural do mundo. Anti-natural parece-me o contrário, uma mãe com um ataque de pudicismo ir a correr esconder-se para ninguém poder ver-lhe as maminhas. No acto de amamentação está em causa a alimentação de um filho e não a intimidade da mãe. Esta última é totalmente secundária. A conotação sexual, bem como o que é ou deixa de ser íntimo tem apenas que ver com a cabeça das pessoas. De qualquer forma, uma fralda resolve bem todas essas complicações.
Beijinhos

Dina disse...

Luarte: se calhar o meu problema é acreditar que além de uma mãe está sempre uma mulher. E como mulher gosto de me resguardar, faz parte da minha maneira de ser. Mas não se trata de ter um ataque de pudicismo e ir correr esconder-me, mas sim fazer as coisas com pudor. Penso que não é ser pior mãe por simplesmente colocar uma fraldinha por cima. Ou quando se está a mesa com muita gente, ir para o sofá. Acho que é também uma consideração pelas outras pessoas que estão ali, e que podem sentir-se constrangidas com tal acto...

Isa disse...

Eu tb acho que em publico nunca o faria, e sinceramente não vejo muitas mamas a dar de mamar em publico. No entanto tenho várias pessoas proximas que tem bebes pequeninos e muitas vezes estou presente em casa deles quando tem que amamentar o bebe e não me faz confusão nenhuma vê-las a dar de mamar!

Purple disse...

Ainda há dias passei por uma situação semelhante com uma conhecida que sacou da mama a meio de uma conversa onde estavam presentes vários homens. Eu sei que amamentar é uma coisa fantástica mas este tipo de situações causa algum desconforto às restantes pessoas. Neste caso os homens ficaram envergonhados e começaram a dispersar porque como um me disse "Eu estou a olhar para ela mas não me consigo abstrair da situação e fico envergonhado".
Eu não o farei quando amamentar a Di, pelo menos tentarei ao máximo que tal não suceda.

Beijinhu

luarte disse...

Dina, acho que já vai para aqui uma grande confusão em relação ao que se entende por amamentar em público. Pelos comentários que te têm deixado, parece-me que algumas leitoras entendem como público o acto de dar de mamar ao pé de terceiros e mostrar as mamas. Outras parecem-me que se referem ao acto de simplesmente amamentar, cobertas ou não. E outras ainda, parece-me que mesmo cobertas lhes causa algum constrangimento.
Para mim o parecer-me naturalíssimo amamentar em público, não significa que ache que a mulher o tenha de fazer de forma exibicionista, mostrando bem as mamas para toda a gente ver, entenda-se. Isso é que me parece que seja constrangedor para os outros(porque há excepções como em tudo). A mãe pode sempre fazer todo esse ritual de preparação e de amamentação com a fralda colocada estrategicamente. E aí não percebo porque hão-de os outros ficar constrangidos.
Eu sei que pode ser demasiado rebuscado, mas esta história das partes íntimas faz-me lembrar o exemplo de alguém que vai para a praia e leva o fato de banho na mala. Não é por não o ter vestido em casa que tem de se despir e vestir sem pudores, à frente de centenas de pessoas. Tudo se pode fazer discretamente com uma toalha enrolada. E, nesse sentido, concordo com o que disseste.
Beijinhos

Uma cereja no topo disse...

E eu que pensava que estava sozinha nisto. Toda a gente me diz que a amamentação é uma coisa natural e que não tem mal nenhum andar assim de mama à mostra na rua. Pois eu não gosto. Acho que é uma coisa que deve continuar a ser privada e há boas maneiras de o fazer de um modo discreto. Beijinhos

Verinha disse...

Eu cá quando for mãe se pensar exactamente como penso agora vou dar mama em todo lado, tapando com uma fralda.
Na minha casa, entre amigos/familiares mais intimos por vezes posso não usar a fralda.
Eu só me iria sentir constrangida, se soubesse que alguém ficaria constrangido por me estar a ver a mama.
Dou-me com um casal em que ela ainda está a amamentar, estamos com eles tantas vezes, e ela já amamenta há tanto tempo (2 anos)ao pé de nós que já não nos faz confusão alguma vê-la dar mama. Inicialmente desviavamos o olhar mesmo quando ela punha a fralda, agora já se tornou uma coisa tão normal, que já nem ligamos. É tal e qual como se visse a minha mãe dar mama aos meus irmãos, ou uma tia a um primo, já há confiança para tal.
Agora num restaurante e assim para as outras pessoas não ficarem constrangidas convem usar uma fralda.
Quanto ao facto de haver pessoas que até mudam de divisão só para darem mama sozinhas isso já acho um exagero, dar mama é a coisa mais normal do mundo. Quando há confiança com as outras pessoas não é necessário fralda, quando não há confiança póe-se a fralda, simples, agora "fugir" para dar de mamar é pudico de mais, parece-me.

Moa disse...

sou tão reservada que tenho a certeza absoluta que nunca na vida vou dar a mama em publico, nem acho que seja uma coisa que todos devam ver!

Marianne disse...

Tens razão numa coisa: uma mãe é, antes de mais, uma mulher. Mas o facto de amamentar em público não significa que me tenha anulado enquanto mulher. Significa apenas que, perante o choro esfomeado do meu filho, me estou bem a lixar para quem está à volta. Ajeito o que tenho a ajeitar, ponho-o a mamar e pronto. O que fica à vista é um bocado de pele, que ficaria à vista com um decote qualquer. Não há mamilos à vista, não há exibir mamas. Se calhar tenho uma técnica apurada que me faz conseguir amamentar sem mostrar nada.

E continuo sem ver problema nenhum em amamentar onde quer que seja, perante quem quer que seja. Chegaram a vir visitar-me quando o meu filho nasceu e a saírem de perto de mim quando me pus a amamentar. Ouviram um imediato "onde é que vocês vão". Resposta: "como vais amamentar, não te queremos constranger". Nada disso, é na boa. E a conversa continuou normalmente.

Acho que o truque aqui é a naturalidade. E não há nada de promíscuo nem de perverso nesta coisa da amamentação. É leite, simplesmente.

;-*

Dina disse...

Marianne: Afinal acho que nos estamos a entender :) Sim, porque há maneiras e maneiras de se amamentar um filho em público. Já vi pessoas a serem discretas e naturais. Pouco ou nada se vê, para além de um bocado de pele a mais. Simples, sem problemas de maior.

Mas há casos (o de uma grande amiga por exemplo), em que vês tudo. Em que estás a mesa e que saca literalmente a mama, em que vês o mamilo e que ainda o espreme um pouco, em que o enfia na boca do miúdo. Eu acho que isso é que era escusado. Há formas de fazer as coisas... Porque o miúdo aguentava mais 2 minutos que é o tempo de se resguardar um pouco. Acredita que há homens que vivem muito mal essa «intimidade»....

Mas sim, amamentar com discrição em público porque não. É o que digo: uma fraldinha a esconder, um recanto mais sossegado, tornando tudo natural ;)

Obrigada por partilhares a tua experiência!

Pistaxa disse...

Pois eu não podia concordar mais contigo.Não me venham com coisas que é natural e bla bla bla que não custa nadinha meter uma fralda em cima ou dirigir-se a um sitio mais privado.Sinceramente não gosto de presenciar pois acho que não há necessidade para tal.E ir de metro atolhado de gente e como senão bastasse ter que ver o bonito espectáculo?muito bom LOL

Daniela Gaspar disse...

Isto é tão verdade! Quando trabalhava na zara, meia volta lá andavam umas mamas a dar alimento... ai ai ai

Marisa Reis disse...

Concordo plenamente com a tua opinião, e o que acho mais injusto é que quando uma mãe, mesmo em família, sente necessidade de se afastar da confusão e ir para um recanto mais afastado seja recriminada por A, B ou C. que quando eram elas, isto, ou aquilo, é pá, cada um sabe de si e nesse aspecto sempre gostei muito de dar de mamar ao meu filho num local sossegado sem olhares de terceiros. Se por algum motivo tinha que o fazer em locais públicos a sra. fralda era a minha melhor companheira.Até porque acho que é uma experiência linda para ser vivida apenas entre mãe e filho e não com a vizinha da frente ou o gajo do supermercado...