quarta-feira, 22 de junho de 2011

Virada para a Lua



Às vezes pergunto-me porque é que há pessoas com uma vida tão facilitada: os seus projectos de vida desenvolvem-se sem grandes percalços, sem grandes preocupações. E há outras em que tudo é uma luta constante, uma sequência de reviravoltas e surpresas desagradáveis. Será destino? Será que está tudo traçado na nossa vida? Mas eu acredito que toda a gente é dona do seu próprio destino: cada decisão, cada acto conta para o futuro. Mesmo que por vezes haja uma entidade externa que ajude, a quem alguns lhe chamam sorte, coincidência, e outros Deus.

Mas sendo assim, pergunto-me: que terei eu feito para merecer esta história de vida? Não peço sucesso, não peço fama, não peço riqueza, ..., só peço saúde. Para mim e os meus. Só. Só pedia que o destino me afastasse uma temporada de tudo o que é médicos, exames, tratamentos e suspeitas de tumores. Francamente estou cansada. Tenho o peito cheio de fé e força para o que der e vier. Não tenho medo, porque sei que vai correr bem. Mas não é justo. Viver-se assim em sobressalto, sem paz. Mas nunca irei baixar os braços, porque o que mais ganhei nos últimos tempos foi força.

Alguém me disse que a infelicidade das pessoas se prende com o facto de não pensarem no importante: o presente. As pessoas vivem presas ao passado e angustiadas no futuro. E não vivem o presente, onde podemos ser felizes.

Acho que estou a criar um monstro dentro de mim, com muita raiva a classe médica. Nomeadamente aqueles senhores que se julgam superiores mas que erram à custa do bem mais precioso das pessoas. Era capaz de não sei o quê para destronar aqueles profissionais do Centro Hospitalar do Nordeste. Calada não fico, mas é pena que não adiante nada.

Sim, a minha mãe saiu hoje de uma consulta no privado onde lhe queimaram o lábio inferior por causa de uma ferida que tem há mais de 2 anos. Se não curar, segue para cirurgia. Pode ser sinal de algo ruim... Sim, a minha mãe está a ser seguida no público há mais de 2 anos, onde lhe disseram que era cieiro...

* A merd* do Blogger não me deixa postar imagens ou desconfigura-me tudo. Maldito!

15 comentários:

Anabela disse...

Acho que nao te deves calar. Pode nao valer de nada, mas calar nao e soluçao. Se todos denuncirmos o que esta mal, acredito que um dia se fara justiça.
Espero que corra tudo bem com a tua mae e que esta mare de azar passe rapido.
Bjs

Purple disse...

Não se faz, que falta de respeito pela saúde dos outros. Acho realmente que te deves fazer ouvir, não existem "intocáveis" e muito menos negligentes.

Desejo as melhoras da tua mãe e que as coisas acalmem um pouco por esses lados.

Beiju

Lux disse...

Querida em primeiro lugar CALMA...
En segundo lugar as melhoras para a tua mãe.
A vida nem sempre é justa, concordo contigo nesse aspecto.
Mas as pessoas que parecem que nasceram com o rabo virado para a lua também têm problemas, só que, muitas das vezes não lhes dão a importância que outras pessoas dão...
É o optimismo e o pessimismo...
O copo meio cheio ou meio vazio.
E o optimismo faz milagres! Faz com que essas pessoas, mesmo com muitos problemas não deixam que os outros se apercebam.
Porque eles próprios vivem rodeados de optimismo...
Essa é a grande diferença. Os pais dessas pessoas também adoecem, também lhes morrem os avós, como a todos nós, querida.
Eu sei que às vezes nos começam a faltar as forças, mas é aí que temos que lutar contra isso e, mais uma vez, ser optimista e acreditar que tudo vai correr bem!
Acredita em ti querida... Tu tens muito mais força dentro de ti do que aquilo que imaginas!

xoxo
Lux

Lux disse...

Ah.. é verdade, se fizeres o post normalmente e depois passares para html e aí colocares a foto já consegues que apareça no post...

xoxo
Lux

Sairaf disse...

Que falta de cuidado com os outros, este mundo está cada vez mais pobre em afectos e atenções para com os outros, principalmente os que precisam de cuidados médicos.
Espero que a senhora tua mãe recupere bem e depressa e que isso não lhe traga qualquer complicação.
Abraço doce de muita força
com carinho
Sairaf

L' Amoureuse disse...

Eu compreendo-te, é muito difícil lutar contra a maré, mas é mesmo isso que temos de fazer todos os dias, porque todas temos direito a melhores dias... por isso não desanimes nem penses em coisas más que isso só atrai mais coisas más. Bjs e ânimo

Dina disse...

Estou serena e optimista. Mas revolta-me a incompetência médica. As pessoas têm o direito a um serviço público de competência. e lá cima não existe! Já sofremos demasiado com ele:

- O meu pai estava de férias em Portugal em 91 quando foi às urgências. Ficou internado mas davam-lhe cápsulas vazias porque era fingimento. Moral da história: o seguro levou-o de volta à frança. Diagnóstico: AVC

- O meu pai já era residente quando lhe diagnosticaram cancro do pulmão. Já tinha quimioterapia marcada para o dia seguinte para avisaram-nos que o mais provável era não aguentar o tratamento. Fiz-lhe assinar um termos de responsabilidade e mandei-o para França. Diagnóstico: mancha velha no pulmão totalmente benigna

- Aquando das últimas estadias do meu pai em Mirandela, Bragança e Macedo, houve fugas de informação. Uma pessoa desconhecida teve acesso a dados pessoais do processo dele, com pormenores que só eu sabia...

- Em Macedo, o meu pai apareceu negro, rascanhado e cheio de nódoas. O que aconteceu? Ninguém sabe. Mandaram-no de volta para Mirandela sem avisar a família. Moral: ninguém soube dele durante horas

- Aquando de um enfarte do miocárdio, esteve internado em Mirandela. Os médicos de Coimbra foram claros: os tratamentos de Mirandela estavam a matar o meu pai, porque eram totalmente contrários à patologia...

Estes são só os casos com o meu pai, nem vou falar dos outros que conheço, estaria aqui horas.. mas dá para revoltar, não dá?

Dina disse...

Lux: Obrigada! Funcionou :)

Soinita disse...

Há realmente situações revoltantes. :(
Espero que tudo se resolva pela positiva.
beijinhos

susiedesonho disse...

E eu que trabalho num hospital público e vejo com cada situação!! Cada vez mais desprezo os médicos.

madeMOIselle disse...

ai essa revolta toda consome-te, faz-te mal. Mas é normal. é compreensível Deita tudo cá para fora, mereces!

MissBlueEyes disse...

Eu andei com um inico de depressão por causa do mau serviço público, Eu queria chamar as televisões e tudo, estava louca com tanta falta de humanidade por parte de todos, resumindo, pago seguro e vou ao privado, se concordo, não, mas infelizmente é assim. Para uma colonoscopia de urgência o prazo de espera era 6 meses... Enfim, fiz numa semana no provado... É melhor nem falar que até me sobem os calores!!!!

As melhoras da tua Mãe :)

Soneca disse...

Não te sintas sozinha, não és a única a "ver" a maioria dos médicos dessa maneira.
Também tenho tido umas experiências desagradáveis e tb com consequências graves.
A revolta faz-nos mal mas não há volta a dar. Serve para não nos deixarmos usar por determinado tipo de pessoas. E olha que não é só na Saúde que os encontramos.
Há-de correr tudo bem. Tens de pensar assim!

M. disse...

Olá!

Gostei muito do teu blog...não tens um mail que possas fornecer para eu poder falar contigo um pouco mais em privado...Acho-me muito parecida ctg...Achei piada a isso...

Beijocas,
M.

Tany disse...

E alguem há de "acreditar" no sistema de saúde que temos?

Bem que podia ser como em outros países em que cada um escolhe se quer descontar para o publico ou para o privado... eu não teria dúvidas nenhumas!