sexta-feira, 1 de abril de 2011

Incompatibilidade


Há dias em que olho para nós e imagino qual a química que fez com que o amor despontasse e se mantivesse acesso durante mais de 10 anos. É estranho: somos tão diferentes. Por vezes, penso que não poderia haver feitios mais opostos. Eu sou impulsiva e frontal: eu digo o que sinto e depois é como se nada tivesse acontecido, não fico amuada. Ele, é mais de ficar a remoer tudo em silêncio e de ficar de beicinho durante horas. Às vezes, só me apetece agarrar nele e sacudi-lo para o acordar. 

Quando surge algum problema que é preciso resolver eu ataco logo de frente. E depois é só ele a dizer «tem calma, tudo se vai resolver». Esta passividade deixa-me possessa. «Há tempo para tudo, deixa andar». E isso tem o dom de me irritar ainda mais. Falta-lhe genica. Ou eu é que tenho a mais. Não digo que tenho feitio melhor, porque sei que por vezes digo o que não devo, e deveria relativizar mais. Temos atitudes diferentes perante as adversidades da vida. Quando ele está preocupado com algo, faz piadas sobre o assunto. E a mim quando algo me preocupa mesmo, quero falar sobre isso, desabafar, e tentar encontrar soluções: e ele faz piadas! O que não é do meu agrado...

Mas, mesmo se nos pegamos muitas vezes, o amor continua lá. Sempre, mais forte, mais ou menos visível. É algo inexplicável. Não consigo ver os laços que nos unem, mas consigo senti-los. São cordas fortes de marinheiros que não nos deixam ir à deriva, mas é por os nós estarem tão apertados que por vezes os nossos cascos embatem. Mas com a maré acalma, voltamos a nossa viagem com paz.

23 comentários:

Tsuri disse...

E isso é o mais importante! E é óptimo ter uma noção tão clara daquilo que é a relação!

beijinho

Isis disse...

Gostei muito do teu texto e revejo-me bem nele :)

Filipe disse...

As incompatibilidade são mais reais quando estão em causa as semelhanças! Aquilo que mais atrito causa não é sentir que do outro lado está algo ou alguem diferente... ao contrario, mais atrito existe quando sentimos que ambos pensam o mesmo e, por mil e um motivos, ambos discordam um do outro.
Tu terás a tu razão... mas também és capaz de lhe atribuir a razão. Certamente que ele pensa o mesmo... complicado seria, quando ambos... com feitios identicos, acham que a razão mora unicamente em si... mesmo que no fundo falem do mesmo!

:)

Rita G. disse...

São diferentes, mas não são incompatíveis:) bj

Brandie disse...

As diferenças são interessantes mas difíceis de conviver. Se há coisa que eu aprecio num homem é ele saber o que quer, ir à luta e dizer o que pensa e sente.

Kikas disse...

eh pá...não estamos casadas com o mesmo homem pois não???

E tu, tu deves ser a minha irmã gemea que nunca conheci...lol

Ana FVP disse...

E assim se tem um casamento equilibrado... feitios diferentes e compreensão mútua. Boa receita!

Eu, Tu e o Meu Blog disse...

Eu sei o que é viver com essa passividade , que só dá vontade de abanar e dizer olha acorda para a vida...mas pronto nao somos todos iguais e o importante é que as coisas resultem :)*

Pistaxa disse...

Como eu me revejo neste texto.E o importante é mesmo esse, é termos consciência também os nossos erros individualmente e tb os nossos erros dentro da relação.
Para mim é bom que sejamos diferente, prefiro a diferença que pessoas que pensam igual em tudo.Desde que seja uma diferença conhecida de ambas as partes e apreciada, tudo correrá bem =)

As pessoas hoje têm pouca paciência para as diferenças que surgem.Não estão para grandes esforços e desistem.

Fico feliz por encontrarem sempre o melhor caminho =D

Beijinhossss!!

anf disse...

Os opostos atraem-se,
bjo
PS- A Inês já te respondeu?

Duda disse...

É bom quando assim é. Quando alguém é tudo aquilo que nós não somos. Assim também encontras um certo equilíbrio. Imagina os 2 impulsivos, a reagir da mesma maneira aos problemas que surgem? Muitas felicidades na vida a dois ;)

Purple disse...

Não diria que sejam incompatíveis mas sim dois seres humanos que se amam.

O equilíbrio encontra-se a cada dia com a ajuda de ambos.

Beiju grande

anf disse...

Sim Dina,

Verinha disse...

Olha nem sei o que diga, hoje é defenitivamente o dia em que as imcompatibilidades com a minha familia vieram mais uma vez ao cimo.
Por isso nem sei bem o que comentar.

Hoje (a quente, muito quente) acho que é impossivel viver com incompatibilidades que façam surgir discussões.
Principalmente quando essas incompatibilidades são do foro moral e têm a ver com os principios de cada um...

Amanhã (a frio) talvez tenha outra opinião assim como a tua...

Bjks***

Saltos Altos Vermelhos disse...

É o amor, é mesmo assim se fossem iguais não iriam achar piada nenhuma um ao outro : )

Mar disse...

Identifico-me muito contigo pois eu sou exactamente assim como tu... impulsiva... e também me dá vontade de sacudir a pessoa de quem gosto pois também ele é muito passivo para com a vida... às vezes só dá mesmo vontade de dar uma estalada! Gostei do teu blog :)
beijinhs***

Lígia disse...

Essa grande diferença que falas é bem característica na maioria dos casais. Quando há problemas as mulheres preferem falar, é falando que se entendem e procuram soluções. Os homens qd têm problemas precisam de sossego e silêncio para pensar. Está explicado a nível de psicologia e de evolução. Recomendo a todas p livro "por quê os homens fazem sexo e as mulheres fazem amor". Ajudou-me muito a entender os homens que conheço.

Joana Silvestre disse...

obrigada por visitares e seguires o meu blog "No tempo das amoras".
A história continua em:
www.notempodasamoras.blogspot.com

Nokas* disse...

Eu diria que quando os dois elementos do casal são semelhantes, nem sempre é bom. Eu também sou um pouco diferente do meu namorado, mas acho que conseguimos lidar bem com as diferenças e conjugá-las da melhor maneira.

Sexy na Cidade disse...

nao podia concordar mais contigo....mas sao as diferençºas que nos faz lutar mais e querer mais =)

Maria

onixa disse...

Os vossos feitios divergentes complementam-se! Não admira que estejam há tanto tempo juntos!! ;) Eu e o meu namorado já estamos juntos há quase 11 anos e apesar de não sermos muito diferentes há sempre algum comportamento ou outro em que divergimos e que nos torna inseparáveis! :D Beijinhos**

Lady Me disse...

Já há muito que se diz que os opostos de atraem. Também sou muito diferente do meu namorado e acho que isso é que faz com que nos completemos, há o meio termo.

Sónia Pereira - Chefe Oriflame disse...

Isso não é incompatibilidade mas compatibilidade. Se fossem os dois iguais não se complementavam... lol