sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Toi et moi


Há dias em que acordo e penso na vida. O casamento muda as pessoas. Com os anos, por vezes, é difícil reconhecer a pessoa com quem casamos. Mas depois questiono-me: Será que é o tempo que muda as pessoas ou será que somos nós que vemos finalmente a pessoa como ela é na verdade? Será que afinal o homem que está ao nosso lado sempre foi assim, sempre teve estes defeitos, só que nós é que nunca nos demos conta. Será que foi a loucura da paixão inicial que nos cegou e que nos fez vez um príncipe encantadao, quando afinal é um ser humano com os seus defeitos, e alguns insuportáveis? Afinal nós devemos desculpar-lhes tudo porque eles sempre foram sinceros; quem nos traiu foi o nosso coração?

11 comentários:

Rita G. disse...

Tudo muda, é inevitável que assim não seja.Mas o facto é que se não estamos felizes temos de fazer algo para mudar...bj!

Vera disse...

Estou exactamente como tu! E até já lhe disse: "não foi com esta pessoa que casei..." Claro que o magoei mt e magoei-me a mim, mas um dia de cada vez pois o amor não morre assim de qualquer maneira...

E acredito que nós tb temos alguns defeitos que els não gostam e que não descobriram na altura...:)

Big kiss

Claudia disse...

E assim... num único parágrafo resumiste o dilema eterno... raios partam a paixão e o amor. Seria tão mais fácil analisar tudo racionalmente, avançar com as expectativas equilibradas e ir crescendo no mesmo sentido.

algodãozinho disse...

Ninguém é perfeito. O problema é que temos dias em que estamos mais sensíveis, e determinados gestos e comportamentos têm um efeito avassalador.Ficamos decepcionadas.
O que quero dizer é que nessas alturas talvez não sejam eles que estão diferentes mas sim nós.
**

Tânia disse...

Mais tarde ou mais cedo todas paramos para análisar a nossa relação e a pessoa que está comnosco, não sei porque acontece mas que acontece em todas as relações é certo e sabido mas também é sabido que quando reparamos demasiado nos defeitos do outro, nas atitudes do outro que nos irritam profundamente,no quem fazem, no que falam e sempre em busca de algo que não gostamos é porque a relação já não está bem e perdemos tempo com essas pequenas, e que se tornam grandes coisas aos nossos olhos. Mas sim acontece a todas, as todos um dia olhar e perguntar como é que aconteceu gostar de uma pessoa assim! Efim a vida e a psicologia das pessoas e das nossas vidas!

Manuela disse...

Querida Dina, é inevitável que a relação se modifique e que a nossa cara-metade pareça menos príncipe. Está na nossa mão, aproveitar essas "mudanças".
Beijinhos e bom fim-de-semana :)

Verinha disse...

quando casamos tudo muda...
Conforme nos descobrimos defeitos neles, eles também nos acham a nós.
Não sei se o casal mais feliz e mais idoso deste mundo (aqueles que ficam casados uma vida inteira) te pode dizer que nunca por nunca passaram pelas incertezas que estas a passar.
Eu acho que faz parte vida essas incertezas...

Mas sabes que quando há dialogo a coisa torna-se muito mais fácil. Tenta explicar-lhe o que sentes...

bjks***

Mami ( Sónia ) disse...

Todos nós mudamos, é impossível não acontecer. A nossa maneira de encarar a vida também vai mudando.
É preciso ir falando, confiar, e andar lado a lado para que as coisas aconteçam. Nada é fácil, isso são tretas dos filmes. É preciso fazer cedências de parte a parte.

Fala com ele. Explica-lhe o teu ponto de vista, quem sabe ele não sente o mesmo e não diz nada com receio. Alguém tem de dar o primeiro passo.
Beijinhos

Mariana disse...

Ola. Comecei agora a seguir o teu blog e estou a gostar! O tempo é incerto como tudo na vida. Se num dia aquela pessoa parece ser a tal, o nosso principe encantado, com o passar do tempo vemos que não é bem assim. Ilusão ou não, talvez, mas penso que o tempo revela-nos as coisas verdadeiramente como elas são. Bjs*

Nokas* disse...

Eu devo dizer que tenho medo de um dia acordar assim. o grande passo vai ser dado e tenho a certeza que é a pessoa ideal para mim, a que mais me completa. E nem quero pensar na possibilidade de uma dia pensar que aquela não foi a pessoa com a qual casei. Não sei, às vezes é o tempo, o desgaste do dia-a-dia que dá cabo das relações.Tenho mesmo muito medo disso.

Fios de Vida disse...

Querida Dina, todos vamos mudando, ao longo do tempo. É mais fácil mudarmos juntos mas nem sempre acontece. Conversar e passar mais tempo um com o outro pode ajudar a redescobrir e a mudar a situação. Beijinho grande!