sexta-feira, 8 de outubro de 2010

A verdadeira riqueza está dentro de nós


Ser rico não é viajar todos os anos, e conhecer dezenas de países à volta do mundo.
Ser rico é criar um lar em que vivemos em paz com as pessoas que mais amamos. É ver naquelas quatro paredes cenários fascinantes a serem descobertos dia após dia.

Ser rico não é conduzir um carro topo de gama.
Ser rico é poder deambular pelas ruas, rumo ao desconhecido, sem pressas e com paz no coração.

Ser rico não é ser dono de uma multinacional e ter fama.
Ser rico é viver intensamente cada minuto de trabalho e executar tarefas com paixão.

Ser rico não é ostentar marcas de luxo e jóias caras.
Ser rico é assumir-se como se é. Ter atitude e sentir-se bem consigo, mesmo vestido de uma tee-shirt lisa e umas calças de ganga usada.

Ser rico não é ter o privilégio de jantar nos restaurantes da moda, petiscando menus de grandes chefes.
Ser rico é ser abençoado por uma família numerosa reunida à volta de uma mesa com um prato simples, mas com emoções fantásticas.

Ser rico não é ter uma conta bancária com muitos zeros.
Ser rico é gozar de plena saúde, ter uma família verdadeira, viver um grande amor e gozar a verdadeira felicidade.

Pode estar meio mundo eufórico com o prémio do Euromilhões, mas digo-vos que não trocava a minha paz e coisas simples da vida por nada. O dinheiro pode ajudar claro mas não nos dá o mais importante: amor, saúde e as pessoas que mais amamos.

11 comentários:

Pimpinela disse...

nem mais! :)

Vera disse...

Acho que vou mandar o texto a minha querida sogra...que um dia destes me acusou de ser interersseira e só pensar em dinheiro...e que o meu problema era que o meu marido não fosse licenciado...e que quando fosse velha não precisava que eu e o filho cuidassemos dela porque já anda a pagar quotas num lar...enfim...acho que nem merece resposta...mas este texto lhe assentava que nem uma luva...

Adorei o que li!

Big Kiss

Chokkie disse...

Numa altura em que estou praticamente falida a nível finaceiro nem imaginas como adorei ler este texto. É a pura das verdades. A maioria das pessoas está tão amarrada materialmente que acaba muitas vezes por passar pela vida sem a saborear, sem a viver e inevitalmente desperdiça esse tempo precioso. E quando morremos o que deixamos de mais valioso não é uma herança bilionária, é o afecto e a saudade no coração daqueles que cativámos e nos amaram...bjos bom fim-de-semana

Maçã e Canela disse...

E pessoas como tu, com um coração tão gramde

algodãozinho disse...

Très jolie :P

Miss Apuros disse...

Muito bem dito :)

Tany disse...

Tens 100% de razão. O dinheiro pode ajudar, mas por vezes também afasta as pessoa.

Bjs*

Bluebluesky disse...

Ser rico é ter o que cada um valoriza.

Dina disse...

Vera: se for para «lixar» a sogra, ainda fico mais contente de ter escrito estas linhas ;)

Vera disse...

é que ela,mae de filho unico foi muito permissiva e foi mae que prestou vassalagem ao filho e o ensinou que todos o devem fazer e quer que eu tb o faca.pior ensinou o filho a valorizar os bens materiais pq ela tb o faz.ensinou o a nao valorizar a familia pq ela tb nao o faz.e quer q eu seja uma extensao dela...e qd estou quase quase a ensilhar lhe alguma coisa...ela vem e estraga tudo...redescobri um homem dentro daquele c quem casei...e a grande responsavel...a minha sogra...big kiss

Dina disse...

Ai maçã e Canela, és uma querida :)