quarta-feira, 14 de abril de 2010

Somos uns cães...


É como me sinto perante a atitude dos médicos. Todos prezam os qualificadíssimos conhecimentos técnico-científicos destes senhores que se julgam Deus. Mas quando é que vamos deixar de solicitar médias de 19 valores para aprender a olhar para o coração desta gente?! É triste sentirem-se omnipotentes e nós, gente comum, sentirmo-nos uma merda, uns trapos, uns animais de curais. Porque afinal, estes senhores devem tratar melhor o seu animal de companhia do que certos pacientes.

Conheço muitos médicos no Norte e aí são muito respeitados. O que tem de volta? Desprezo! Estou farta de ver tratar o meu pai (quem diz ele, diz tanta outra gente humilde) como se fosse uma merda. Podem não ser Doutores ou Engenheiros mas têm direitos, são seres humanos. Tem o simples direito de serem tratados com dignidade e de terem o pleno conhecimento do seu estado clínico. Abusam e não há queixas porque todos têm medo das represálias: afinal trata-se de um meio pequeno e sabem que se precisarem só há aquele médico.

Passado mais de um mês, não sabemos os resultados da biópsia, que oficialmente ainda não chegaram. Ninguém explica nada e pararam com a quimio. Porquê? Afinal era o cancro mais maligno e agora evaporou-se? E o médico ficou fulo porque à pergunta «está melhor ou pior» o meu pai não soube responder mais do que «igual»... Merda para este sistema corrupto e insensível que não sabe lidar com o sofrimento humano. Merda para um país que abusa do poder e onde só as pessoas com dinheiro são tratadas com dignidade. Merda para esta região esquecida que não tem cuidados médicos de qualidade. Merda para etse sentimento de revolta e de impotência que me assola.

19 comentários:

Josefina disse...

Realmente é de uma pessoa se sentir impotente...Nem sei que te diga. Felizmente é um sistema com o qual esteja familiarizada.

Beijinhos*

Soinita disse...

Estou contigo. MERDA para estes gajos que brincam com a saúde dos outros.
Dá vontade de partir-lhes a cara toda.

As melhoras para o teu pai.
Beijinhos

Bailarina disse...

Tens toda a razão0 de te sentires revoltada... Infelizmente neste País, é o que temos!! Ninguém trata o "Zé-Povinho" com dignidade... Estão a lixar-se para nós e muitas vezes trazem os problemas de casa, para o emprego... Isto dá-me cabo dos nervos!!

Bjinho*

Rita G. disse...

Tens toda a razão! parece que para se ser bem tratado há que recorrer aos Hosp. privados, pagar balúrdios...é uma vergonha! Principalmente em relação ao cancro dizem que é urgente ir logo ao médico e começar os tratamentos e depois deixam as pessoas à espera de consulta e resultados de exames tempos e tempos...é revoltante!Bj

a Gaja disse...

Pois há muitos médicos assim, e para o doente é muito complicado. Há que ter muita calma e paciência. Como sempre ouvi dizer: eles têm a faca e o queijo na mão...mas quando é alguém próximo de nós que fica há espera que eles nos digam algo não é fácil, nada fácil. Boa sorte e que tudo se resolva pelo melhor.

sol disse...

Realmente é revoltante...com a saúde não se devia agir assim...
As melhoras para o teu pai!

bjos

Marta T. disse...

É por isso que mesmo se eu tivesse muito boas notas nunca iria escolher medicina, parece que sempre que alguém vai para medicina começa a encarar a profissão como o acto de tratar umas "coisas que para ali caem", por isso tudo e muito mais, gosto imenso do curso que tirei, Psicologia, pois assim, e tendo em conta a educação de vida e académica que tive vou sempre valorizar um ser humano.
Beijinhos, e melhoras para o teu pai.
www.manias-minhas.blogspot.com

Palhinha ao Vento disse...

Tens toda a razão!
O nosso sistema de saúde é o pior de toda a Europa, é lamentável e triste que as pessoas passem horas numa sala de urgências, são lamentáveis as listas de espera para intervenções cirurgicas, é MUITO LAMENTÁVEL que não façam certos exames(que podem salvar vidas) porque são caros para o estado.
ESTAMOS A FALAR DE PESSOAS, VIDAS...
Sabes porque isto não muda Dina?...porque o S.Primeiro Ministro tem atendimento especializado e enem sequer sai de casa se precisar de algo, porque a Ministra da Saúde tem tratamento VIP, porque aqueles GRANDES SENHORES CORRUPTOS que decidem, que mandam, que ditam as regras não sofrem o que o tei Pai e o meu sofrem.
As melhoras para o papá e que tudo corra pelo melhor!
Beijinho
Palhinha

Deusa disse...

Infelizmente, médicos desses é coisa que não falta por aí...
A competência médica não implica na maior parte dos casos competência humana para saberam lidar com a vida das pessoas... das pessoas que precisam de saber, de conhecer o seu estado de saúde para poderem reagir...
Força para ti, para o teu pai e tua família...

Bejinhos

Olhos Dourados disse...

Acredito que haja bons médicos, mas também que os há maus, lá isso há.

Arame disse...

Concordo, infelizmente vivo a realidade dos hospitais com a minha mãe e onde encontramos carinho e compreensao é do pessoal auxiliar, enfermeiros e voluntários. Não digo que os médicos não sejam competentes e compreendo a falta de tempo por terem demasiados casos mas falta humanismo.
A minha mãe ja vai para a 3ª sessao de quimio e ainda nem teve a consulta com o SEU oncologista. ha dias que so apetece mesmo dizer MERDA

MAB disse...

Pois no mundo da veterinária não tratamos os cães como cães. Tratamos os cães como se de pessoas se tratassem. Damos-lhes as melhores condições de que dispomos para que se mantenham o máximo tempo possível a desempenhar, com conforto, a sua função de animais de companhia. E nem os animais de produção os tratamos com desdém. Quanto às reclamações não há que ter medo. Só assim se põe cada macaco no seu galho. E eles não são omnipotentes. Agradar a todos ninguém agrada, mas desengane-se de pensar que é um mundo pequeno. É grande e há muita gente a fazer melhor. E digo-lhe mais: LUTE. É o seu pai que está em jogo. Exija resposta. É pra isso que paga contribuições e irs. Bata o pé. Ele ou ela que justifiquem o porquê de parar a quimio. Agora se se acobardar (é o termo, desculpe mas é o termo)aí prepare-se para o que vai acontecer ao seu pai. Ele está fraco, não tem capacidade de questionar. Cabe aos que o rodeiam lutar por melhor. E se o melhor não é o sítio onde está MEXA-SE. O tempo urge. Não brinque com saúde só porque tem medo de perguntar. Procure-se segunda, terceira e quarta opinião se for preciso. Não se deixe levar ...

Elisabete disse...

Infelizmente essa é uma realidade que nem todos conhecem pk ainda não precisaram dela (e ainda bem), mas que existe!
É como dizes, as pessoas por vezes são tratadas como animais e mesmo estes merecem o melhor atendimento!
Infelizmente existem profissionais que não dão o mínimo valor ao que fazem, temos que os lembrar de vez enquando do seu papel!

Força para ti e toda a tua família!
Beijnho

Ana'Space disse...

E acho que nos meios pequenos este tipo de coisas ainda é pior :S por exemplo esta semana o médico da terra onde é o centro de dia onde trabalho recusou-se a consultar uma utente nossa porque 'está farto de fazer favores' sabendo que só lhe tinha de passar um simples exame (coisa para demorar 2min) e que levar a utente a outro local implica um esforço do centro! Enfim é triste!

As melhoras do teu pai querida :)

Beijinho
Anna*

Fios de Vida disse...

Infelizmente, este sistema é bem triste porque trata as pessoas como se não tivessem sentimentos. A mim também me revolta muito! As melhoras para o teu pai. Beijinhos

Chokkie disse...

Não é só nos locais mais isolados que as coisas funcionam mal. O meu pai quando estava no IPO em Lisboa dizia isso mesmo que se sentia tratado como "um cão" por certos médicos, sobretudo os cirurgiões que tem o complexo de Deus. Perdi a conta ao nº de médicos com os quais falei e a maioria (salvo honrosas excepções) são das coisinhas mais arrogantes e insensíveis que por aí andam...

Dina disse...

MAB: eu sei que tens razão mas sinceramente tb tenho as mãos e pés atados. O cirurgião dele só trabalha à segunda em Mirandela e imaginas às vezes que já lhe liguei? Todas as segundas, vezes sem conta. Gasto no mínimo 10 euros por dia em telefonemas e só ainda consegui falar com ele uma vez. Porque é preciso ter pontaria em apanhá-lo antes ou no final das consultas. E depois estou a 500km de distância. Não estamos a falar de um consultório aqui ao lado. E não tem mais filhos disponíveis para isso. E quano está em Bragança ( amais de 650km daqui) o cirurgião nunca está ao fim-de-semana. e durante a semana trabalho. K posso eu fazer mais? Segunda opinião? A quem? É o único do distrito. Médicos particulares não há. Se houvesse era preciso atentar contra o médico para obter a ficha clínica do meu pai. Para ser transferido para o Porto ou Lisboa tudo depende da boa graça do mesmo médico. E agora? Como é?

*C*inderela disse...

Infelizmente há muitos médicos sem um pingo de consciência e de humanidade. As pessoas para eles são mais um 'caso'.
As melhoras para o teu pai.

Bjokas *****

MAB disse...

Cara Dina. Só te posso dar o meu relato daquilo que faria. E já sabes o que é. Pegaria sim no meu pai e levá-lo-ia para Lisboa ou Porto. E atentaria contra o médico sim. Estrabuchava, arrancava-lhe os dentes da boca se preciso fosse. Fala com a Ordem dos Médicos. Envia carta a pedir concelho de como fazeres para que o teu pai tenha direito à dignidade dele. Inquieta as pessoas, diz que estás desconfiada com esta paragem repentina e inexplicada da quimioterapia. pergunta se não tens tu direito a uma explicação e o teu pai a uma segunda opiniao. Comigo resulta sempre. Não falo com directores de hospitais. Falo com quem esteja acima (normalmente têm "mais tempo livre" pra ouvirem pequenas vozes do que propriamente os que estão mais ao nosso alcance). Acredita que mais facilmente ficam inquietos e depressa mandam perguntar o que se passa. Boa sorte. Espero mesmo que consigas o melhor. Estamos todos a torcer por esta vitória acredita.