quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Casal (im)perfeito


Hoje sinto-me magoada, triste, vazia. Por vezes, parece-me que o matrimónio é um desafio demasiado complicado para mim. A vida seria tão mais fácil se morasse sozinha. Sim, eu sei que tem coisas boas. Mas lidar diariamente com outrem, aturar-lhe os caprichos é demais para mim.

Será pedir muito a alguém com quem partilhamos a nossa vida/ espaço, conseguir ordenar os seus dias para que consiga descansar, sair com os amigos, etc., mas também cumprir com algumas tarefas básicas. Como comprar pão. E chateia-me a sério quando me dizem que, não trabalhando o dia todo, não teve tempo. E que se contraponho, me dizem que o problema é ele ter saído com os amigos. Quando o meu único problema é pensar que em 24 horas se tem tempo para tudo, basta organizarmo-nos. Que não é justo cair-me tudo em cima quando eu trabalho.

Revolta-me ainda que as pessoas caem tão rapidamente na rotina. São sugadas e vivem felizes como se fossemos dados adquiridos. Não compreendem que precisamos de um mínimo de romantismo, de carinho, de mimo, de nos sentirmos desejadas. Porque é que terei que ser sempre eu a investir, só porque é mais do meu feitio. É que após 10 anos, cansa-me francamente ser a única a preparar surpresas, jantares e companhia para avivar a chama da paixão.

E detesto ser tratada com frieza e indiferença. Mata-me por dentro. Esvazia-me. Por isso, sinto-me um trapecista que anda com cautela em cima de uma corda, e por vezes, dou um passo em falso (porque me revolto com o facto do caminho ser sempre igual ou injusto) e sinto-me a cair num precipício sem fim... Hoje, estou assim: em queda livre....

23 comentários:

Liliana disse...

Eu entendo-te perfeitamente! Não sendo casada, mas vivendo junta as coisas também por vezes não correm pelo melhor...e este fim de semana foi prova disso, devido a alguma falta de atençao, interesse, romantismo, devido à rotina, ao acharem que nós somos deles e pronto e já não é preciso fazer nada!

Eu sou muito impulsiva e nesses casos por vezes só apetece deitar tudo para trás das costas...! Mas melhores dias virão...e acredita que é assim com toda a gente!

beijoca

formiga disse...

Oh querida... Eu entendo-te bem... Os homens são assim, acham que nós é que temos de fazer tudo por eles, que eles sim valem a pena!!! Eu já pensei tanto nas mesmas coisas que tu e só levo tres anos de namoro em que não nos vemos todos os dias!!! Vais ver que um dia ele abre os olhos e te prepara aa melhor surpresa de sempre. Não te quero ver tristinha!!

Beijinhos

Rosa disse...

Casamento tem disso,altos e baixos.
Bjs

Bailarina disse...

Estas coisas acontecem... Eu não sou casada, nem sequer tenho alguém na minha vida, mas entendo perfeitamente o que sentes!! Duranto o tempo em que namurai, tu isso me acontecia... Mas eu acho, que no casamento, com alguma paciencia e muito dialogo tudo se consegue levar pelo bem... Espero que isso, seja só uma fase e que vivas Feliz para sempre!!
Bjinho*

Tita disse...

Como te compreendo...
PAra dançar um tango são preciso dois e às vezes um deles arrasta-se...
Tudo vai melhorar, vais ver....
Beijoca grd, força e muita paciência

Lisa disse...

Não sou casada e de momento não namoro com ninguem, mas tenho amigas casadas e outras a viver juntas.

O meu comentario não vai ser imparcial, pois a minha opinião sobre as relações é muito propria.
Dou por mim a dizer a mim mesma que não quero viver com ninguem, porque sou muito individualista e gosto das coisas à minha maneira, mas tambem gosto e muito de companhia.
Penso que talves mude um pouco de atitude quando encontrar aquele homem que me vai fazer perder a cabeça por completo, mas tenho bem presente na minha memoria todas as confidencias que as minhas amigas fazem... São todos assim!!!

Alguns ate tiveram uma educação diferente e até ajudam em casa, mas quanto ao facto de pensarem que somo propriedade deles são todos iguais. Como tambem ha muitas mulheres a pensarem assim (são menos é verdade mas tambem existem...).
Aquilo que costumo dizer as minhas amigas é que independente dos maus momentos, se ha um sentimento forte as coisas resultam...
Só ha que pensar bem, no que se quer e no que queremos ceder ou não.
Por isso espero que esse mau momento passe e que consigas que a pessoa em questão "acorde" e veja o que pode perder.

Inês disse...

O que escreveste aqui, devias de dizer a ele!
Mas os casamentos são assim, eu que ainda namoro chego a ficar farta dele. Há que ultrapassar essas situações da melhor maneira possivel

beijinhos*

tatanita disse...

Oh rapariga... tens que lhe dizer a ele o que sentes, nem que seja por carta! Para ver se ele acorda.
Porque nós tb precisamos de surpresas de vez em quando.
Força, e mt calma. Beijinhos

sakura disse...

Um relacionamento tem sempre umas fases mais complicadas. Não quer dizer que tudo seja mau, mas nem sempre o casal está de acordo ou "encaixa".
Ser a única a a remar no barco também não é fácil...
Tenta falar com ele sobre isso, explicar-lhe o que te vai na alma.
Bjinho grande e força!

Miss Kitty disse...

Sei bem do que falas... É muito complicado partilhar a vida com alguém.

BJS*

Verinha disse...

Oh amiga como te compreendo...

Explica-lhe o que sentes, fala com ele a ver se resulta, pode ser que ele abra os olhos.

Alguma coisa que precises ando por aqui.

Bjks***

Luar disse...

A vida a dois é feita de altos e baixos e não é estranho por vezes pensar-se que se estaria melhor sozinho... e outras vezes que já não se passa sem o outro.

Mas o essencial é o diálogo, seja em relações emocionais, de amizade ou de trabalho. Sem ele sentimo-nos sem rede e "às escuras". Nem sempre é facil expormos os nossos sentimentos nem lidar com a reacção das outras pessoas perante os mesmos mas é sempre o caminho a seguir.

Força e que esta fase passe depressa.

Cinderela disse...

Não vou repetir tudo aquilo que as outras meninas já disseram nos comentários anteriores... Mas se tiveres tempo, passa o teu blog em revista e vê quantos posts tipo "love is in the air" já publicaste. Enquanto esses estiverem em maioria, vale a pena aguentar um ou outro dia mais cinzento.
Beijinhos!

agirlcallednanda disse...

tens de falar com ele sobre isso! deixar td em pratos limpos...
Acredito que não seja fácil uma vida a dois mas... não quero pensar nisso agora, sn ainda desisto do casamento!
Namoro há 5 anos, há momentos bons e maus, às xs tb fico farta de certas coisas mas, qdo há amor, há sempre maneira de ultrapassar os problemas! Acredito eu!
Força!
Beijinhos

Dina disse...

Obrigada a todas pelas palavras de carinho e apoio. São fantásticas!!

Eu também sou impusliva mas com o tempo aprendi a enfrentar as coisas com mais calma. A nossa relação sempre foi baseada no diálogo e sempre falamos do que sentimos sem tabus. MAs ele é assim mesmo, eu tenho que o abanar para ele acordar. Chamo a sua atenção uma, duas, três vezes. E nada. Só quando já não aguento mais é que ele muda. E fica tudo perfeito de novo. Não é por mal, ele é mesmo assim. Foi educado para ser assim mesmo. E quando tem algo a preocupá-lo (a mudança de posto), afasta-se de mim...

Mas tudo isso não põe em causa o que sinto por ele, porque eu o adoro e, como a Luar disse, não consigo viver sem ele...

Há-de ser só uma fase que há-de passar... E mais uma vez OBRIGADA a Todas!!!

isabel disse...

Força linda....homens são mm assim....e sou ainda uma noiva em preparativos para se casar....aiai...nos bem nos queixamos...mas "bicho" homem não muda... :)

Beijinhos

Isabel

Carla disse...

Olá linda,
Eu em tempos não há muito, também PEDIA ajuda nalgumas tarefas domésticas. Mas depois de alguma reflexão, cheguei ao pé do L. e disse-lhe: A partir de hoje não te vou PEDIR mais para fazer algo que é da tua OBRIGAÇÃO fazer. Tu não me pedes comer , mas ele aparece feito em casa, tu não me pedes roupa passada mas ela esta no roupeiro passada e arrumada, etc.. por isso nunca mais vou PEDIR nada.
Prontus.. Remédio Santo. Agora o L. faz o que é um trabalho cooperativo. Ambos trabalhamos, ambos nos cansamos, ambos partilhamos da mesma casa, por isso ambos temos que arrumar, limpar, etc....
Acho que não há nada que uma boa conversa não resolva..
Bjinhos
Até já :):)

@me@@@ disse...

sei o que sentes, tenho momentos que me vou abaixo de tantos "ses" e inseguranças!


:-)

kuka disse...

Ainda anteontem escrevi no meu blog algo assim.Tudo bem não vivemos juntos e nem tenho esse tempo todo de casamento,de namoro,de convivência,mas entendi o que quiseste dizer.No meu caso é o facto de ele dizer sempre que não tem tempo,porque trabalha,porque tem isto e aquilo para fazer ao fim-de-semana,e não me dá o carinho e a atenção que eu acho no minimo que devia dar e lá vem ele com a desculpa do não tem tempo,por causa disto e daquilo...quando o mais giro é que quando falamos,ele vem dizer que esteve com este ou o outro ammigo neste ou naquele dia,no fim-de-semana...sabes...naquele tempo que ele podia ter dispensado para fazermos algo juntos...e já falei e falei e falei,falei tanto que até a mim cansei-me.e depois chega uma altura em que já não sei mais o que fazer,em que o desapontamento e a falta de vontade de lutar ganham em mim e deixo andar até falar outra vez..e sempre assim,um dia bem,outro mau..
desculpa o testamento,mas vi o teu texto e como estou numa fase menos boa e não tenho ninguém para desabafar,a tendência é escrever aqui,nos blogues que gostamos e que coincidentemente têm algo parecido ao que se passa nas nossas vidas.
beijinhos e isso vai melhorar,tenho a certeza.

Dina disse...

Kuka, eu tb tenho poucas pessoas com quem desabafar e percebo-te perfeitamente. Estás sempre a vontade para vir cá e dizer o que te vai na alma porque afinal somos muitas a sentir as mesmas coisas.

Tenta ter uma conversa a sério com ele (eu sei que já tentastes) para ele perceber que ele podia dedicar-te mais tempo. Espero sinceramente que ele caia em si, porque, na verdade, do nosso lado pouco mais há a fazer do que falar com eles.

Mas não tomas a atitude do «cansei», não nos podemos acomodar porque senão acordas daqui a uns meses e vês que desperdiçastes uma parte da tua vida. Tudo há-de melhorar. E tudo vale a pena desde que os momentos bons sejam mais que os maus. Bjinhos grandes

Nii disse...

Todos os casamentos acabam por ter umas fases assim, menos boas. O casamento não é um desafio fácil, dai eu ter tanto medo de o dar,um dia. Mas tenta uma conversa, faz valer o teu ponto de vista ... aquilo que sentes. Pode ser que algo mude... Boa sorte! E podes estar em queda livre, mas tens pessoas que não te deixam cair (: nem que seja aquim, neste teu espaço, nem que sejam com alguma palavras apenas. Beijoca

Elisabete disse...

Infelizmente apercebi-me cedo que não existem relações perfeitas, nem mesmo eternas!
Existem sim, pessoas que se adaptam e entendem com maior facilidade que outras!
Tal como dizes, o importante é não desistir da relação, é não baixar os braços!
É preciso um empenho de ambos os lados e não é certo sentir-se que apenas um investe...Às vezes sinto isso, mas sinceramente também acho que isso varia de pessoa para pessoa e da personalidade de cada um!
Força para ti! Vai tudo correr bem...
Beijinho

Dina disse...

Nii, acredita que é óptimo contar com o vosso apoio neste cantinho. Obrigada!

Elisabete: acho que também tem muito a ver com o meu feitio. Sou uma inconformista! Não consigo viver acomodada. Se algo não me agrada tenho que falar e só sossego quando melhora. Era mais fácil se fosse mais «parada». Mas estes genes e o facto de ser sagitariana não ajuda nada lol