quarta-feira, 25 de março de 2009

Sonhar

Há dia em que gostaria de me evadir. Desatar estas amaras e fugir para longe descontrair. Sozinha. Preciso do meu espaço e da minha solidão. Adoro o meu marido mas preciso de estar só. Por isso não me incomandam as noites que ele passa fora de casa (em trabalho).
Agora só me apetecia sair deste escritório, ir para beira-mar e olhar (sem ver) o mar. Calada. Ou fugir para um local recolhido à sombra com um livro e um café como únicas companhias. E as saudades que eu tenho de pegar no carro e percorrer sozinha quilómetros e quilómetros a cantar como se não houvesse amanhã...


Eu bem disse que precisava de me concentrar...

4 comentários:

Segundo Olhar disse...

Há dias assim. Apetece-nos fugir de tudo e de todos... Precisamos de um momento só para nós.

Cá entre nós: também adoro a companhia do meu namorado, mas às vezes também me sabe bem quando ele vai para fora em trabalho.

Beijocas graaaandes

Carla disse...

Também me apetecia fazer o mesmo.
Mas não ia para uma casinha á beira-mar. Apetecia-me ir para o meio de uma floresta, numa casinha, sozinha.
No entanto há algo que me sufoca.. As saudades da Mariana. Quando ela vai para o pai ao fim do primeiro dia ja começo a ter o "tal nó" na garganta, mais dias então não sei como seria.
Mas de facto as vezes também me apetece fugir!
Jinhos

anaaaatchim! disse...

O meu escape é quando estou sozinha à noite... marido na cama, filha na cama, o Denis aos meus pés, e eu a ver boas séries na TV, ou a ler...

Se não fossem estes momentos, já tinha dado em doida =)

Marisa disse...

Como eu te compreendo, na verdade há dias em que me apetece o mesmo, e eu não tenho marido :)
Beijinhos