quinta-feira, 26 de março de 2009

Em menos de uma semana



Li este livro num ápice. Francamente muito bom. Os livros de Harlan Coben continuam com a mesma qualidade. E como sempre só ficamos a saber da verdade nas últimas páginas do livro. Consegue-nos manter em suspense. Já tenho outro livro dele na estante à minha espera. Para os interessados na história:

Mark Seidman, cirurgião plástico, acorda no hospital gravemente ferido após estar 12 dias em coma. Aí fica a saber da morte da mulher e do desaparecimento da sua filha de seis meses, Tara. O seu objectivo é recuperar Tara mas não há indícios. Porém, tudo se altera quando chega um pedido de resgate. Dominado por sentimentos ambíguos, Marc pressente que não se trata de um simples rapto, ou não teriam os raptores tentado matá-lo a ele e à mulher.

O livro retrata assim a busca de Mark pela sua filha, seguindo cada pista, com novidades a cada página, deixando-nos os nervos em franja. Será que descobrirará Tara? Será que o assassino vai ser descoberto e punido? Aconselho vivamente a leitura e mais não digo. Se Harlan Coben teve tanto trabalho em manter o suspense, não posso ser eu a estragar tudo...

2 comentários:

Segundo Olhar disse...

É engraçado, esse tipo de enredos gosto mais em filme do que em livro. Aliás, nunca li nenhum livro assim :)

Beijinhos

ps- melhorzinha hoje?

Dina disse...

Ontem foi um dia de doidos, completamente! espero que hoje esteja mais calmo... Beijinhos