sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Ideias homicidas

Há coisas que me deixam possuída a sério. Tanto que só me apetece berrar, chorar de tanta raiva. O pior é quando, por diversas razões, não posso mandar a pessoa logo para o caralh*. E há pesoas que têm um dom muito especial para me deixar fora de mim...E o meu patrão é uma delas.
Eu: «Como vai ser no dia 24? (após já ter tentado saber e não ter optido resposta)
Ele: «Bem, G., como compreende eu estou a espera de toda a sua disponibilidade principalmente porque a G. gozou férias sempre que lhe apeteceu durante o ano» - com a maior da arrogância
Explicação: gozei pura e simplesmente os meus vinte e dois dias de férias (conforme a lei, incluindo os dias 29, 30,31 de Dezembro + um dia que ainda não tinha marcado) e a minha licença de casamento ( de 15 dias conforme a lei. informo que passado uma semana mandou um colega telefonar-me em plena lua-de-mel a perguntar «quando eu tencionava voltar» e que nunca me deu os parabéns porque tão chatiado que ficou de ter gozado a licença)
É por essa e por outras que há pessoas que não me vêem muito os dentes e que são capaz de revelar o pior que há em mim....Arrght

1 comentário:

Mibiju disse...

Pois realmente há pessoas pior que animais. Se fosse tu mandava mesmo para esse sitio. Nem os nosso direitos temos "direito". Incrível.