segunda-feira, 10 de agosto de 2015


Há conceitos que só conseguimos apreender de forma correcta quando passamos por certas situações. Um deles é o pudor. Sempre fui uma pessoa bastante recatada, que não se expõe demasiado. Estar dependente de outros faz-nos perder qualquer pudor. Precisar que outra pessoa nos dê banho, nos ajude a ir à casa de banho, nos mude as cuecas e o penso, nos lave o rabo, etc. Ainda bem que lidei com profissionais fantásticos (Cuf Descobertas). Vamos perdendo qualquer pudor e intimidade...

E vamos dando valor a pequenos gestos do quotidiano: gestos que fazemos diariamente sem pensar neles, de forma instintiva, mas que custam tanto ou são impossíveis quando estamos doentes: limpar o rabo, lavar os dentes, levantar os braços, levantar-nos da cama, vestir umas cuecas, fazer um rabo de cavalo, beber uma caneca de leite... Faz-nos dar valor ao nosso corpo, e faz-nos querer preservá-lo. E pessoalmente faz-nos ter ainda mais medo da velhice...

8 comentários:

ML disse...

Mesmo verdade. Fez-me pensar tanto este teu post...

beijinho!

Aninhas disse...

Infelizmente só quando passamos por determinadas situações é que damos valor a coisas tão banais, como as referidas no post. E a velhice é o voltar a ser bebé, mas com mais dificuldades :(

Aninhas disse...

Infelizmente só quando passamos por determinadas situações é que damos valor a coisas tão banais, como as referidas no post. E a velhice é o voltar a ser bebé, mas com mais dificuldades :(

Cá de Casa disse...

Muita força! :)
A velhice também é uma coisa que me assusta imenso!

Beijinhos,
Carolina

Jo disse...

Compreendo-te perfeitamente...

L. das horas disse...

Pois é... no ano passado não consegui lavar o cabelo sozinha, escovar os dentes com a mão direita... etc...

Jhonny Pereira disse...

Li um livro fantástico, do qual me lembrei ao ler estas passagens... Ás Terças com Morrie. Foi o meu livro "prenda" durante algum tempo. Recomendo!

VerdezOlhos disse...

É verdade. AS pequenas coisas que damos por garantidas são aquelas que mais preciosas são. Nem lhes damos o devido valor mas nada é mais importante que a nossa saúde. Isso é! Beijinhos e rápida e boa recuperação.