sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

A minha luta diária


É verdade que cuido muito da minha alimentação. Nem sempre foi assim. Esta tendência aconteceu há uns anos apenas. Aprendi a ler rótulos de produtos processados de modo a controlar ingestão de gorduras, açúcar e sal. Nunca compro nada sem analisar primeiro o rótulo. Opto por produtos saudáveis, como farelos, como muita fruta e bebo muita água. E sim, tenho um prazer autêntico em comer peixe grelhado com legumes. E sabe-me mesmo bem comer fruta! Sou gulosa e dificilmente resisto a bolos, sobremesas e chocolate, mas tento fazer destes alimentos excepção e não a regra. Mas nunca em momentos sociais/ de lazer deixei de comer o que quer que seja: adoro feijoada e comidas consistentes.

Posto isto, sou anoréctica e doente.

Mas porquê? Será que as pessoas não conseguem perceber que somos o que comemos? Que se trata de uma questão de saúde?? Vi o meu irmão falecer aos 28 anos devido a um problema cardíaco, potenciado pela alimentação pouco saudável, peso a mais e tabaco. Desde os meus 18 anos que acompanhei o meu pai nos hospitais, por tratamentos penosos, a sofrer, com medo de morrer, tudo por causa de doenças cardíacas, mais uma vez devido (também) a uma alimentação menos cuidada.

E quando um dia um médico te diz que a tua genética traz imensas probabilidades de vires a sofrer das mesmas patologias? será que és doente porque mudaste de alimentação? Será que esta foi a decisão errada? Deveria ter continuado a comer batatas fritas e bolachas todos os dias? a beber sumos e refrigerantes a refeição? Continuar a não comer fruta nem hortaliça?

Não, nada disso, sou apenas uma doente anoréctica. É assim todos os dias sempre que como alguma coisa. Se soubessem a vontade que tenho desta gente ser do mesmo nível hierárquico que eu para poder dizer o que penso.

13 comentários:

Petra disse...

Provavelmente são pessoas que se sentem mal por não terem a tua força de vontade, e então em vez de tentar mudar, é mais fácil ofender e rebaixar... Manda-os a merda, tu que estás certa Dina! cuida-te!

Jo disse...

As pessoas adoram meter-se na vida dos outros... e nunca percebi esta tendência de criticar quem opta por se cuidar, por se alimentar de forma saudável! Enfim...

Fernanda disse...

Mas que raio têm as chefias a ver com o que os "colaboradores" comem ou deixam de comer? Se estivesse com dificuldades económicas e não tivesse possibilidades de comprar alimentos, será que iam lá levá-los a casa? Vai-se a ver e...não! Haja paciência. Inspira, expira...inspira, expira...Bj Dina

L. das horas disse...

Aprende-se a ouvir e ignorar, é o que vale :)

Filipe disse...

Tu anoretica?! Isso deve ter sido dito por alguma amiga inbejosa! :)

Gelatina de morango disse...

Percebo tão bom essa tua luta! Há dias em que é mesmo difícil querer-se ser só e apenas saudável, sem sermos olhados de lado, quais ETs...

Bárbara Marques disse...

Comentário de uma estudante de medicina (vale o vale) - parabéns por essa força de vontade, sem dúvida que se todos os doentes pensassem da mesma forma teríamos muito menos mortalidade por doenças cardiovasculares. Por isso de novo parabéns. Quando a esses comentários, por vezes é melhor continuar a comer saboreando a comida e pensar "eu faço o melhor para mim!". beijinho

Me disse...

Sabes que eu acho isso tão estranho. Já te vi e tu pareces tudo menos anoréctica! Não estou naturalmente a dizer que és obesa ou sequer anafadinha :) Mas qualquer pessoa olha para ti e vê uma miúda normal com uma estatura e fisionomia normais...

É preciso mesmo ter muita paciência!

43 e picos disse...

Se estás bem e te sentes bem, vive em paz, é dos melhores alimentos para o corpo e alma :)

Opinante disse...

Há por aí tanta gente sem noção...

Dina disse...

Obrigada Vanessa :)

ML disse...

Haja paciência!

Moa disse...

Como te compreendo, eu sou a "tísica" lol...já não me afeta.